Rondônia, - 22:49
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
período de estiagem em rondônia
Pré-Seca: Órgãos ambientais de Rondônia e Acre discutem o período de estiagem
A projeção das vazantes para a Bacia do Rio Acre, aponta que os níveis de vazante ficarão dentro da normalidade, porém são muito dependentes do regime de chuvas no período. As análises foram realizadas para os municípios de Rio Branco, Assis Brasil e Brasiléia.
Publicado Terça-Feira, 30 de Maio de 2017, às 13:52 | Fonte Sipam/RO 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=330069&codDep=38" data-text="Pré-Seca: Órgãos ambientais de Rondônia e Acre discutem o período de estiagem

  
 
 

Na última quinta-feira (25), no Centro Regional de Porto Velho, foi realizada reunião com diversos órgãos ambientais com objetivo de discutir cooperação para a prevenção e combate às queimadas no período de estiagem. O evento foi organizado pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) em Porto Velho e contou coma presença de 25 (vinte e cinco) instituições públicas federais, estaduais e municipais. Estas instituições tiveram a oportunidade de apresentar seus planos de trabalho para as ações efetivas para o ano de 2017.

O prognóstico climático, para a estação seca de 2017, foi apresentado pelo Meteorologista do Censipam, Luiz Alves dos Santos Neto, o qual prognosticou que, para os meses de junho, julho e agosto de 2017, as chuvas deverão ocorrer dentro da normalidade, em toda a região Sul da Amazônia. Já para a temperatura do ar, conforme simulações dos principais centros internacionais de previsão climáticas, os modelos apontam para temperaturas mais elevadas no decorrer do trimestre, em nossa região e, o prognóstico foi que teremos temperaturas ligeiramente acima dos padrões de normalidade em todo o sul da Amazônia, abrangendo os Estados de Rondônia, Mato Grosso e Acre. Esse fato poderá contribuir para a proliferação de queimadas na região.

O panorama geral da evolução das queimadas desde o ano de 2010, foi apresentado pelo Analista do Censipam, Thiago de Lima Martarole. Nele, verificou-se que Rondônia é o Estado que mais queima, proporcionalmente à sua extensão territorial, concentrando a ocorrência de focos na região de Porto Velho. O Acre, por sua vez foi o Estado que registrou o maior acréscimo, entre 2015 e 2016, havendo registrado um aumento de 25% de focos de calor no último ano em relação ao ano anterior.

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente em Rondônia (Ibama), por meio do instrutor do Prev-Fogo, técnico ambiental Flavio Queiroz Machado, apresentou a distribuição das brigadas de incêndio ao longo do Estado, a forma de acionar a as mesmas no caso de alguma ocorrência de queimada e quais as perspectivas para atuação em 2017.

No sentido de colaborar com o combate às queimadas ilegais, o Censipam oferece aos parceiros a emissão de alertas de focos de calor em tempo quase-real por meio do monitoramento por satélite. O sistema envia por e-mail as anomalias térmicas detectadas após a passagem dos satélites para as regiões de interesse previamente cadastradas pelos parceiros. No mesmo, ainda constam informações sobre a direção dos ventos, localização do provável ponto de queimada e a estimativa da extensão da área queimada.

O grupo discutiu a atuação prática e operacional dos Comitês Estaduais de combate à queimadas. Nesse contexto, O Instituto de Mudanças Climáticas do Acre, representado pela Dra Vera Lúcia Reis trouxe as experiências do Estado nas frentes de prevenção, de olho nas crescentes taxas de focos de calor incidentes sobre às florestas da região.

Outra preocupação típica da época de estiagem, é a situação das vazantes e respectivos níveis mínimos dos rios. O Serviço Geológico do Brasil - CPRM, representado pela Dra Joana Angélica Pinheiro Cavalcanti, apresentou a situação atual dos níveis dos rios das bacias de Rondônia e Acre. Em um segundo momento, baseado em dados fornecidos pela Companhia de Águas e Esgotos do Estado de Rondônia (CAERD), foram apresentados os prognósticos para os principais rios que afetam mananciais de abastecimento do Estado de Rondônia. A Coordenadora de Operacional do Centro Regional de Porto Velho, Dra. Ana Cristina Strava, identificou que o maior risco de falta de água está concentrado nos mananciais que fazem parte da bacia do rio Guaporé. As sim, re comendam-se ações preventivas de economia de água nas localidades de Cerejeiras, Corumbiara, Espigão D’oeste, Nova Brasilandia, Rolim de Moura, Santa Luzia D'oeste, São Miguel do Guaporé e Seringueiras.

A projeção das vazantes para a Bacia do Rio Acre, aponta que os níveis de vazante ficarão dentro da normalidade, porém são muito dependentes do regime de chuvas no período. As análises foram realizadas para os municípios de Rio Branco, Assis Brasil e Brasiléia.

 

Fonte: SIPAM








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Notícias da Amazônia


Presidente da CDL ressalta importância da caravana em favor do asfaltamento da BR 319
A caravana foi um movimento idealizado pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no Estado de Rondônia (Sertero) em parceria com a Fecomércio-RO e apoio de outras instituições, como a Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Velho...


MP-AM investiga contrato de serviço de limpeza pública firmado pela Prefeitura de Anamã
O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), por meio da Promotoria de Justiça de Anamã, instaurou inquérito civil público para apurar possíveis irregularidades na contratação da empresa Incomplor Indústria e Comércio da Logística Reversa Lt...


Obras de manutenção da BR-319 são retomadas
Obras de manutenção na BR-319 foram reiniciadas na semana passada....


Porto Velho a Manaus de barco; 4 dias e 3 noites - confira
A viagem começou assim que chegamos a Porto Velho. Nem tivemos tempo de conhecer melhor a cidade. O barco estava para sair, e ainda haviam vagas. Mas teríamos pouco tempo para nos organizar....

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE