Rondônia, - 07:33
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Joaquim Barbosa diz que 'não há outra saída' a não ser renúncia de Temer
Publicado Sexta-Feira, 19 de Maio de 2017, às 11:25 | Fonte da Redação 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=329064&codDep=19" data-text="Joaquim Barbosa diz que 'não há outra saída' a não ser renúncia de Temer

  
 
 

 

 

 

 

 

 

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa afirmou nesta sexta-feira (19) que "não há outra saída" para o Brasil a não ser a renúncia do presidente Michel Temer.

Em sua conta pessoal no Twitter, Barbosa chamou de "estarrecedoras" as gravações entregues pelo empresário Joesley Batista à Procuradoria-Geral da República. Nos áudios, ele aparece em uma conversa com Temer na qual relata ao presidente uma sequência de crimes que vão de obstrução à Justiça, suborno de procuradores e compra de informações privilegiadas.

A gravação do empresário que fechou acordo de delação premiada mostra até tentativa de ter influência em órgãos que regulam e fiscalizam as atividades do grupo empresarial.

Ao longo do encontro, Temer ouviu tudo e não condenou os relatos de crimes do empresário em nenhum momento. Pelo contrário, em alguns trechos da conversa, o peemedebista chegou a repetir que tava "ótimo". Além disso, o presidente da República não mandou investigar nada.

"Agora vieram a público as estarrecedoras revelações do sr. Joesley Batista sobre o mesmo personagem, Temer. São fatos gravíssimos", disse o ex-presidente do Supremo.

"Não há outra saída: os brasileiros devem se mobilizar, ir para as ruas e reivindicar com força: a renúncia imediata de Michel Temer", concluiu.

Na rede social, o ministro aposentado criticou "líderes políticos, empresariais e parte da mídia" por, segundo ele, terem "minimizado" a revelação, feita por delatores da Odebrecht, que teria sido comandada por Temer na qual teria sido negociada a "compra do PMDB" por US$ 40 milhões.

"Isoladamente, a notícia extraída de um inquérito criminal e veiculada há poucas semanas, de que o sr Michel Temer usou o Palácio do Jaburu para pedir propina a um empresário, seria um motivo forte o bastante para se desencadear um clamor pela sua renúncia. Nada aconteceu, não é mesmo? Líderes políticos, empresariais, parte da mídia se incumbiram de minimizar a gravidade dos fatos", criticou Joaquim Barbosa.

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em POLÍTICA


Janot viu pagamentos da Odebrecht próximos de reunião com Temer
...


Raquel Dodge diz que MP deve 'garantir que ninguém esteja acima da lei' e que brasileiro 'não tolera corrupção'
...


Mariana Carvalho é indicada ao Prêmio Congresso em Foco
A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB – RO) foi indicada ao Prêmio Congresso em Foco. A premiação que neste ano chega a sua décima edição tem como objetivo valorizar os melhores parlamentares....


Temer se reúne com Trump em Nova York nesta segunda-feira
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::