Rondônia, - 20:35

 

Você está no caderno - NACIONAL
nacional
Suspeito de matar jornalista em Porto Alegre é preso na Serra
Publicado Sexta-Feira, 12 de Maio de 2017, às 10:33 | Fonte Do G1 RS 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=328659&codDep=30" data-text="Suspeito de matar jornalista em Porto Alegre é preso na Serra

  
 
 

 

Tagliene Padilha foi encontrado morto em apartamento em Porto Alegre (Foto: Reprodução/Facebook)

Tagliene Padilha foi encontrado morto em apartamento em Porto Alegre (Foto: Reprodução/Facebook)

 

 

 

 

 

Foi preso na Serra do Rio Grande do Sul o suspeito de ter matado o jornalista Tagliene Padilha da Cruz, de 33 anos, informou na manhã desta sexta-feira (12) a Polícia Civil. A vítima foi encontrada morta em casa na Avenida João Pessoa, em Porto Alegre, no último dia 24 de abril.

O suspeito, de 25 anos, não teve a identidade divulgada. Ele foi preso em uma clínica de reabilitação na cidade de Carlos Barbosa, e alegou ser usuário de drogas. O homem já tinha passagem pela polícia por crime contra o patrimônio.

Conforme a polícia, Tagliene estava com amigos até as 23h na noite do crime, quando resolveu voltar para casa. No caminho, encontrou com o suspeito, e os dois foram até uma loja de conveniências para comprar cerveja. Em seguida, foram para o apartamento da vítima.

No momento da prisão, segundo a polícia, o suspeito calçava os tênis da vítima. No dia do crime, ele havia deixado o próprio calçado no apartamento do jornalista. Foi encontrado com ele ainda um celular e um notebook, que eram de Tagliene.

O suspeito ainda será interrogado de forma oficial pela polícia, mas disse que conhecia a vítima apenas de vista, e que não tinham nenhum relacionamento. A polícia ainda investiga os detalhes do que aconteceu no apartamento do jornalista.

Após o crime, vizinhos relataram à polícia que viram um homem vestindo capuz e carregando uma mochila saindo do prédio onde a vítima vivia. Ele chegou a dizer aos moradores que teria esquecido a senha para a liberação da porta principal do prédio. A polícia reuniu diferentes imagens registradas por câmeras de segurança para refazer o percurso dos suspeito.

Tagliene morava sozinho. O namorado dele, que mora no Rio de Janeiro, e amigos, ficaram preocupados após não conseguirem contato com o jornalista na noite do dia 24 de abril. Duas amigas foram até o prédio e, com uma chave reserva, entraram no apartamento e o encontraram sem vida, enrolado em um edredom.

Conforme a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a vítima apresentava várias perfurações pelo corpo.

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em NACIONAL


Governador de SP decide trocar comandante da Polícia Militar
...


Brasil fabricará remédios contra HIV e hepatite C para ofertar no SUS
...


Honda faz recall de 160 mil motos CG 160, a mais vendida do Brasil
...


Estudo: igualdade de gênero é pior em física, matemática e cirurgia
...

 

::: Publicidade :::


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM