Rondônia, - 16:18
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
'Nossas p... têm que continuar', escreveu Sérgio Côrtes a acusado de fraude em licitações no RJ
Publicado Sexta-Feira, 5 de Maio de 2017, às 10:24 | Fonte Do G1 Rio 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=328163&codDep=19" data-text="'Nossas p... têm que continuar', escreveu Sérgio Côrtes a acusado de fraude em licitações no RJ

  
 
 

 

Troca de e-mails obtida pelo MPF mostra diálogo entre Sérgio Côrtes e Miguel Iskin; anotações são da Procuradoria (Foto: Reprodução / MPF)

Troca de e-mails obtida pelo MPF mostra diálogo entre Sérgio Côrtes e Miguel Iskin; anotações são da Procuradoria (Foto: Reprodução / MPF)

 

 

 

 

O ex-secretário de Saúde do Rio no governo de Sérgio Cabral, Sérgio Côrtes, e o empresário Miguel Iskin, que fornecia equipamentos médicos ao Estado, são acusados de embaraçar a investigação da Lava Jato sobre o esquema. E-mails trocados entre os dois, segundo o Ministério Público Federal (MPF), revelam a intenção de contar apenas parte do que sabiam.

"Meu chapa, você pode tentar negociar uma coisa ligada a campanhas. Pode salvar seu negócio. Podemos passar pouco tempo na cadeia (...) Mas nossas putarias têm que continuar", escreve o ex-secretário Côrtes ao empresário.

Na resposta, Iskin chama as delações de "festival de escrotidão que assola o país" e diz também que "cada dia tenho mais certeza que o melhor a fazer seria negar tudo. Eu e você".

Ambos já estão presos acusados de participarem de um esquema, junto com o ex-governador Sérgio Cabral, que desviou pelo menos R$ 300 milhões da saúde do estado entre 2006 e 2017.

Segundo o MPF, os dois teriam tentado também interferir no acordo de colaboração premiada firmado pelo ex-subsecretário executivo da pasta, César Romero.

De acordo com os procuradores, Côrtes e Iskin usaram Sérgio Vianna Júnior - parceiro comercial de Iskin, primo de Romero e cunhado do próprio Côrtes - como intermediário para constranger Romero a alterar o conteúdo de sua delação, que se encontrava ainda em fase de negociação com o MPF, oferendo inclusive dinheiro.

Antes de ser secretário, Côrtes foi diretor do Into. Desde essa época, ele teria favorecido a empresa Oscar Iskin, da qual Miguel é sócio, nas licitações do órgão. A empresa é uma das maiores fornecedoras de próteses do Rio.

"Os denunciados [Iskin e Côrtes] passaram a ter a cada dia mais certeza de que as investigações chegariam aos esquemas criminosos no Into e na Secretaria de Saúde", diz o MPF.

A denúncia revela ainda que ele teve acesso a um procedimento de investigação confidencial do Ministério Público Estadual.

Alegam os procuradores que o ex-secretário teria tentado "influenciar na disposição e conteúdo da colaboração de Cesar Romero com o MPF, com a finalidade de omitir fatos, concertar versões e, assim, frustrar a investigação em curso".

Côrtes já sabia da prisão

Sérgio Côrtes já sabia que ia ser preso, segundo relatório da Polícia Federal obtido pelo RJ TV. Às 5h40 de 11 de abril, minutos antes da deflagração da operação Fatura Exposta, Côrtes recebeu um aviso - por mensagem ou ligação de celular - de que os policiais estavam a caminho de sua casa.

Além da possível destruição de indícios de corrupção, os procuradores do Ministério Público Federal (MPF) denunciaram Côrtes e o empresário Miguel Iskin, ambos presos na Fatura Exposta, por tentativa de obstrução de justiça.

Romero foi procurado mais de uma vez pelos acusados, segundo atestam gravações feitas por ele e por registros do circuito fechado de TV de seu escritório.

César Romero revelou aos procuradores que Sérgio Côrtes falou sobre os temas que poderia delatar ao MPF, entre eles um contrato que teria sido firmado entre a Secretaria Estadual de Governo e a empresa de telefonia Oi para beneficiar um filho do ex-presidente Lula, sem dar detalhes desse contrato.

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em POLÍTICA


Em reunião extraordinária, PSTU Rondônia define diretrizes para 2018
Em reunião realizada nesta quarta-feira ( 15/11) a direção estadual do PSTU - Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados em Rondônia definiu diretrizes para participação do partido no pleito eleitoral em 2018 no estado....


Mariana Carvalho acompanha trabalho da Marinha do Brasil em Rondônia
A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB – RO) visitou nesta quarta – feira, 15, o Navio Patrulha Fluvial Rondônia da Marinha do Brasil....


Por que 60% dos eleitores de Bolsonaro são jovens?
...


‘PSDB terá de ressurgir das cinzas’, diz Mariana Carvalho
Mariana Carvalho, tucana de Rondônia e segunda-secretária da Câmara, diz que a candidatura de Tasso Jereissati se fortalece e afirma que o PSDB...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::