Rondônia, - 00:39
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
amazônia
Bosque da Ciência do Inpa não abrirá nesta Sexta-Feira Santa e no próximo feriado de Tiradentes
Neste mês de abril, o Bosque da Ciência estará de portões abertos aos visitantes como parte das comemorações de 22 anos do espaço, completados no dia 1º de abril. O objetivo é incentivar a comunidade para conhecer o local
Publicado Sexta-Feira, 21 de Abril de 2017, às 12:34 | Fonte da Redação 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=326988&codDep=38" data-text="Bosque da Ciência do Inpa não abrirá nesta Sexta-Feira Santa e no próximo feriado de Tiradentes

  
 
 

 Neste mês de abril, o Bosque da Ciência estará de portões abertos aos visitantes como parte das comemorações de 22 anos do espaço, completados no dia 1º de abril. O objetivo é incentivar a comunidade para conhecer o local

Da Redação - Ascom Inpa

Foto: Carolina Rocha - Acervo Ascom

Por conta do feriado desta Sexta-Feira Santa (14), o Bosque da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) não funcionará, assim como na próxima sexta-feira (21), no feriado de Tiradentes. O espaço de divulgação e popularização científica e de educação ambiental do Instituto volta a receber os visitantes no sábado (15), no domingo de Páscoa (16) e na terça-feira (25), quando o bosque reabre a partir das 9h.

Neste mês de abril, o Bosque da Ciência estará de portões abertos aos visitantes como parte das comemorações de 22 anos do espaço, completados no dia 1º de abril. O objetivo é incentivar a comunidade para conhecer o local, uma área de aproximadamente 13 hectares (equivalente a 13 campos de futebol) de mata preservada em pleno centro urbano da cidade de Manaus (AM).

SiteBosqueFotoCarolRocha

O espaço de visitação pública do Inpa e oferece à população uma opção de lazer diferenciada, contribuindo para a educação cultural e ambiental. Dentro da programação de aniversário, uma série de atividades foram elaboradas pela Coordenação do Bosque, vinculada à Coordenação de Extensão.

São sessões no Planetário, uma atividade que une diversão e conhecimento da Astronomia, numa parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc-Amazonas); exposição de fotografias sobre mudança climática, organizada pela agência de jornalismo independente Amazônia Real, em cartaz até o dia 7 de maio, no Paiol da Cultura; além da estreia do projeto Circuito da Ciência no próximo dia 28 de abril.   

SiteLago1BosqueFotoCarolineRocha

O Bosque da Ciência foi considerado, em 2014, o terceiro melhor zoológico e aquário do Brasil e o sétimo numa lista de 25 da América do Sul no Prêmio Taveler's Choice do site de viagens TripAdvisor. Segundo dados da Coordenação do Bosque, nesses 22 anos de existência, o bosque recebeu quase dois milhões de visitantes nacionais e internacionais. Por ano, a média de visitação do bosque varia em torno de 140 mil pessoas. 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Notícias da Amazônia


Cura Milagrosa: Adolescente amazonense de 14 anos sobrevive a raiva humana; caso é o segundo no Brasil
Primeiro comunicado do ministério dava a entender que menino estava curado. Mais tarde, uma nova nota retificou e esclareceu a primeira informação....


Exército assume buscas por agricultores desaparecidos em área de conflito agrário no AM
Doze soldados estão buscando pelos trabalhadores rurais em Canutama. Polícia Civil do AM diz que enviou equipes ao local para ajudar nas buscas....


Brasileiro Sebastião Salgado entra em Academia de Belas Artes francesa
O fotógrafo Sebastião Salgado tomou posse quarta-feira (6) na Academia de Belas Artes de Paris, na França, onde mora. Ele é o primeiro brasileiro a ocupar uma cadeira na entidade. ...


Madeireiros abrem mais de 200 km de estradas na Amazônia
O custo estimado é de R$ 1,4 milhão –cada quilômetro de terra construído na região sai em torno de R$ 7 mil....

 

::: Publicidade :::

a



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE