Rondônia, - 05:26
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Lava Jato
Política
Lula mandou destruir provas de caixa 2 do PT, diz ex-presidente da OAS
Publicado Sexta-Feira, 21 de Abril de 2017, às 11:15 | Fonte Bom dia Brasil 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=326968&codDep=70" data-text="Lula mandou destruir provas de caixa 2 do PT, diz ex-presidente da OAS

  
 
 

 

Resultado de imagem para Lula mandou destruir provas de caixa 2 do PT, diz ex-presidente da OAS

 

 

O ex-presidente da OAS Léo Pinheiro disse com todas as letras que o ex-presidente Lula mandou que ele destruísse as provas dos pagamentos para o caixa 2 do PT. Até pouco tempo atrás, Léo era considerado um grande amigo de Lula. O sócio da OAS prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro e confirmou ainda que o triplex era da família Lula e que o ex-presidente linha uma conta na empreiteira abastecida com dinheiro roubado da Petrobras.

 

O depoimento durou quase três horas. O ex-presidente da OAS Léo Pinheiro disse ao juiz Sérgio Moro que Lula pediu a ele que destruísse provas num encontro secreto em 2014, quando a Operação Lava Jato já havia começado. Segundo Léo Pinheiro, Lula estava preocupado com o registro de pagamentos da OAS a João Vaccari, ex-tesoureiro do PT, apontado como operador do dinheiro de caixa 2 do partido.

 

“O presidente, textualmente, me fez a seguinte pergunta: ‘Léo - eu notei até que ele estava um pouco irritado – Léo, você fez algum pagamento a João Vaccari no exterior?’ Eu disse: ‘Não, presidente, nunca fiz pagamento a essas contas que nós temos com Vaccari no exterior’. ‘Como é que você está procedendo os pagamentos para o PT?’ ‘Através do João Vaccari, estou fazendo os pagamentos através de orientação do Vaccari de caixa 2 de doações diversas que nós fizemos a diretórios e tal’. ‘Você tem algum registro de algum encontro de conta, de alguma coisa feita de João Vaccari com você? Se tiver destrua’. Ponto. Acho que quanto a isso não tem dúvidas", disse Léo Pinheiro.

 

Léo Pinheiro, já condenado a mais de 34 anos de prisão na Operação Lava Jato, disse ao juiz Sérgio Moro que a OAS reservou e reformou o apartamento triplex do Edifício Solaris, no Guarujá, litoral de São Paulo, para Lula.

 

Sérgio Moro: - O Ministério Público afirma, juntou documentos que supostamente diriam isso, que esse apartamento, esse triplex, não teria sido colocado à venda jamais pela OAS.

 

Léo Pinheiro: - Nunca foi colocado à venda pela OAS.

 

Sérgio Moro: - Desde 2009?

 

Léo Pinheiro: - Desde 2009. Eu tinha orientação para não colocar à venda porque pertenceria à família do presidente.

 

O ex-executivo afirmou que as reformas no apartamento foram pedidas por Lula e Dona Marisa.

 

“Todas essas modificações ocorreram, a solicitação, no dia da visita que eu fui com o presidente e a ex-primeira-dama no triplex”, disse o ex-presidente da OAS.

 

Léo Pinheiro disse até que a ex-primeira-dama Marisa Letícia, que morreu em fevereiro deste ano, foi pessoalmente ao triplex em 2014 sem Lula porque ele não queria aparecer no local durante a campanha. Dona Marisa teria pedido que o apartamento ficasse pronto antes do Natal.

 

“O presidente me disse: ‘Olha, em campanha eleitoral não vai ficar bem eu comparecer, isso está muito próximo de campanha, isso vai ser explorado. Teria algum problema de, meu filho iria com a Dona Marisa e você mandaria alguém tal’. Eu, de novo, me ofereci e fui e visitamos. Estava tudo ok. Então, Dona Marisa me fez um pedido, disse: ‘Olha, nós gostaríamos de passar as festas de final de ano aqui no apartamento, teria condições de estar pronto?’ Eu digo: ‘Olhe, pode ficará certa que antes disso nós vamos entregar tudo pronto’. E foi o que ocorreu”, relatou Léo Pinheiro.

 

O ex-executivo também disse que as despesas nas melhorias do apartamento faziam parte de uma conta informal da OAS com o ex-presidente. De acordo com as investigações, o crédito total da conta de Lula era de R$ 3,7 milhões, dinheiro desviado de três contratos da OAS com a Petrobras.

 

Sérgio Moro: - O senhor fez referência, aqui no seu depoimento, a uma contabilidade informal da empresa. Como é que funcionava isso?

 

Léo Pinheiro: - Eu me referi à contabilidade informal no que diz respeito a despesas efetuadas no triplex que eram lançadas no empreendimento Solaris e, na verdade, essas despesas eram para encontro de conta de pagamento de propina da Petrobras. 

 

Léo Pinheiro é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro. No ano passado ele tentou fechar um acordo de delação premiada, mas a negociação foi suspensa depois que vazaram algumas informações. Agora, ele está negociando com o Ministério Público um novo acordo de delação.

 

O juiz Sérgio Moro ainda deve interrogar o ex-presidente Lula no dia 3 de maio. Lula é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O advogado do ex-presidente contestou as declarações de Léo Pinheiro.

 

“O que nós vimos aqui hoje foi uma encenação, uma mentira contada pelo senhor Léo Pinheiro, que está negociando uma delação premiada. Mas a declaração dele jamais vai se sobrepor ao depoimento prestado por 73 testemunhas e diversos documentos que estão no processo e que demonstram de uma forma cabal que o apartamento não é do ex-presidente Lula e que ele não teve qualquer participação em ilícitos da Petrobras”, disse o advogado Cristiano Zanin Martins.

 

João Vaccari disse que as declarações de Léo Pinheiro não são verdadeiras, que são a manifestação de alguém que está negociando uma delação e que não há provas.

 

O PT não se manifestou.

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Lava Jato


Panamá embarga 12 milhões em contas relacionadas com caso Odebrecht
...


Lava Jato encontra contas secretas de operador de Renan, diz revista
...


Acordo obriga J&F listar detentores de foro que receberam propina
...


JBS vende operações na Argentina, Paraguai e Uruguai para Minerva
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::