Rondônia, - 03:39
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - NACIONAL
nacional
Suspeito de matar irmão de adolescente após roubo de celular no RJ conhecia família
Publicado Sexta-Feira, 21 de Abril de 2017, às 10:58 | Fonte Do G1 Rio 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=326964&codDep=30" data-text="Suspeito de matar irmão de adolescente após roubo de celular no RJ conhecia família

  
 
 

 

Resultado de imagem para Suspeito de matar irmão de adolescente após roubo de celular no RJ conhecia família

Roubo de celular termina em morte trágica em Nova Iguaçu

 

 

O pai de Wendell de Arruda Vasconcelos, 21 anos, que morreu com um tiro na cabeça após encontrar com bandidos que haviam roubado o celular do irmão de 14 anos, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, descobriu que o assaltante e autor dos disparos era conhecido da família.

 

O crime aconteceu na manhã desta quarta-feira (19) quando menino ia para o colégio. Conforme revelou o RJTV nesta quinta-feira (20), Wendell já havia trabalhado na lanchonete do tio de Márcio Moura de Araújo, de 18 anos. O rapaz morreu com um tiro na cabeça. Segundo a polícia, Márcio foi autor dos disparos.

 

O clima era de tristeza e revolta no enterro de Wendell. Amigos e partentes reclamaram da violência e falta de policiamento na região. O rapaz deixou um filho de três anos. A mãe dele precisou ser amparada por parentes e amigos.

 

O pai, Luiz Carlos Vasconcellos, também foi atingido por tiros. Ele falou sobre a missão de criar o neto.

 

"É perda, né? Irrecuperável, irreparável, entendeu? O meu filho morreu, mas o meu neto tá ali, vai fazer 3 anos, ficou aí órfão, Entendeu?

 

A moto e a arma usadas no crime foram apreendidas pela polícia. Kaio Felippe Francisco Monteiro, 18 anos, já foi preso. Márcio Moura dos Santos Araújo, autor dos disparos ainda está foragido.

 

Roubo a caminho da escola

 

Nesta quarta-feira (19) um adolescente de 14 anos estava a caminho da escola quando foi assaltado por dois homens em uma moto. O menino contou que os criminosos pediram primeiro sua mochila, mas depois preferiram levar só o celular. Após o roubo ele voltou em casa e contou o que tinha acontecido para o pai, que resolveu ir até a delegacia registrar a ocorrência. Wendell, o irmão mais velho, acompanhou o pai e o adolescente.

 

"Aí eu saí atrás, chamei meu outro filho, Wendell, e fomos atrás, ver se pega, vimos uma viatura na rua, entendeu. Só que deparei com os caras. Os caras tavam armados, eles ainda deram uns tiros. Voltei com o carro por outra rua, que eu tinha que abastecer o carro. Meu carro tava na reserva. Quando eu fui, veio um só na moto. Ele já jogou a moto na frente do carro, já saltou com a pistola dando tiro", contou Luiz Carlos.

 

“Ele veio, deu uns disparos em cima da gente, mas a gente fugiu por uma outra rua. Quando chegamos na rua, a gente se deparou com ele de frente, de novo. Ele já estava sozinho”, contou o adolescente.

 

Na delegacia, Luiz Carlos também contou que a mãe de Márcio pediu perdão a ele. "Eu não tenho que perdoar ela. quem tem que pedir perdão é o filho dela", disse

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em NACIONAL


Centro cultural em Manaus vai abrigar nova base da Polícia Militar
...


Cantor amapaense Alan Gomes homenageia Djavan em show especial
...


Um ano após STF impedir veto a tatuagem, Marinha, bombeiros e polícias militares barram tatuados
...


Mutirão retira lixo e entulho acumulados nas margens do rio Amazonas, na orla de Macapá
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::