Rondônia, - 19:07

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia
Aos 6 anos, João escreveu um livro, programou um jogo e venceu um concurso da NASA
Publicado Segunda-Feira, 3 de Abril de 2017, às 10:46 | Fonte Zap 0

 
 

 

João Paulo, o menino brasileiro de 7 anos que escreveu um livro, criou e programou um game e venceu um concurso da NASA

 

 

João Paulo, o menino de 6 anos que escreveu um livro, criou e programou um game e venceu um concurso da NASA

 

Um menino prodígio com apenas 7 anos, completados há 4 dias, ganhou um concurso da agência espacial norte-americana NASA, e é o novo orgulho do Brasil.

 

No início da semana passada, quando ainda tinha 6 anos, João Paulo Guerra Barrera, de São Paulo, venceu o concurso sobre colonização espacial Ames Space Settlement Contest, da NASA, na categoria “mérito literário”.

 

O menino escritor, que está adiantado dois anos na escola, foi o primeiro classificado entre mais de 6 mil estudantes de todo o mundo com menos de 18 anos, tendo terminado a competição com um empate técnico com a jovem Nanitha Varma, da Índia, que escreveu um poema chamado “My Quest”, A Minha Busca.

 

João escreveu um jogo de computador, Sonic World Space Settlement, baseado num livro bilingue português-inglês que o próprio escreveu também o ano passado: No Mundo da Lua e dos Planetas, “In the World of the Moon and the Planets”.

 

No jogo, um trio de crianças aventura-se pelo espaço, depois de construir um foguete a partir de peças recicladas, e explora os planetas do Sistema Solar. “Foi o João Paulo que escreveu o livro, o jogo, e que fez a programação sozinho”, conta Margarida Barrera, mãe do João Paulo.

 

 

 

 

Com o livro publicado, o menino prodígio já é o escritor brasileiro bilingue mais jovem de que há registo. “Senti-me muito feliz e com vontade de passear no espaço em gravidade zero”, descreveu o jovem vencedor do concurso ao blog Mensageiro Sideral.

 

Os pais atribuem o sucesso à educação que tiveram oportunidade de dar ao filho.

 

“É uma felicidade extrema saber que estamos no caminho certo, ao oferecer-lhe uma boa educação e ao incentivar o seu gosto pela leitura e pelos desafios, lembrando-o de que a melhor herança que podemos deixar-lhe é a tenacidade em aspirar ao triunfo e a capacidade de assimilar os insucessos”, diz a mãe.

 

João quer agora gravar o seu nome no Livro Guinness dos Recordes como o mais jovem escritor a publicar um livro bilingue. Para o pequeno prodígio, nem o céu é o limite.

 







Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Pesquisa tenta entender o funcionamento do cérebro no espaço
Para descobrir quais são os efeitos da ausência de gravidade nas nossas mentes, a professora do Departamento de Psicologia da Universidade de Londres,.....


Sistema de realidade aumentada permite segurar objetos
Pesquisadores da Brown Unversity, dos Estados Unidos, desenvolveram um software de realidade aumentada chamado Portal-ble, em que os usuários......


Triciclo todo-o-terreno para quem anda de cadeira de rodas
O novo triciclo em autosserviço Benur permite às pessoas com mobilidade reduzida percorrerem longas distâncias em todo o tipo de terreno...


Site brasileiro lista Moto G8 Play antes da hora e revela quanto ele custará
O Moto G8 Play pode estar mais próximo do que a gente imagina...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News