Rondônia, - 20:22

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Deputado estadual do PT é alvo de operação contra fraudes no Incra
Publicado Segunda-Feira, 3 de Abril de 2017, às 08:50 | Fonte Do G1 TO 0

 
 

 

Polícia Federal cumpre mandados durante operação em Palmas (Foto: Cassiano Rolim/TV Anhanguera)

Polícia Federal cumpre mandados durante operação em Palmas (Foto: Cassiano Rolim/TV Anhanguera)

 

 

O deputado estadual Zé Roberto (PT) foi levado para a sede da Polícia Federal em Palmas, na manhã desta segunda-feira (3). O mandado de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para depor, foi cumprido durante a operação Rota 26, que tem o objetivo de investigar desvios de recursos públicos no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), destinados a obras de implantação e recuperação de estradas vicinais em projetos de assentamentos. A ação é realizada em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU).

 

Ao ser abordado pela TV Anhanguera quando entrava na superintendência da PF, o deputado disse que irá se pronunciar sobre o assunto na Assembleia Legislativa. O G1 entrou em contato com o Incra e aguarda um posicionamento.

 

Segundo a polícia, as investigações apontaram deficiência na elaboração dos projetos de engenharia, sobreposição de projetos para um mesmo trecho, serviços não executados, mas que foram pagos e obras executadas fora da área dos assentamentos, dentre outras irregularidades que resultaram em um prejuízo de cerca de R$ 1,4 milhão.

 

Os agentes da PF também foram à sede do Incra para cumprir mandados de busca e apreensão. Também são alvos da operação, servidores e ex-servidores do órgão, além de ex-prefeitos, empresários e outro deputado estadual, cujo nome não foi informado.

 

Participam da operação 90 policiais federais. São cumpridos 39 mandados judiciais em Palmas, Miranorte, Paraíso do Tocantins, Araguaína, Buritis do Tocantins e Araguatins, sendo 21 mandados de busca e apreensão e 18 de condução coercitiva.

 

São investigados os crimes de desvio de recursos, falsidade ideológica, fraude em procedimentos licitatórios e organização criminosa, cujas penas podem chegar a 12 anos de reclusão.

 







Veja também em POLÍTICA


Quem será o fiador das mortes
Dória ainda questionou a campanha do governo federal ‘O Brasil não pode parar’...


Vereadores de SP aprovam R$ 1,5 bi para combate ao coronavírus
Projeto de lei aprovado segue para sanção do prefeito Bruno Covas...


Vamos ter mais pacientes que vão usar o SUS, diz secretário executivo da Saúde
Os casos importados da doença não utilizavam, em grande parte, o Sistema Único de Saúde (SUS), indicou Gabbardo...


Bolsonaro: Se eu fosse Doria, estaria todo dia na rede de rádio e televisão
“São Paulo não está no caminho certo. População já entendeu que ele exagerou na dose, espero a ele um pouco de humildade para conduzir esse Estado”, diss...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News