Rondônia, - 17:39

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Deputado estadual do PT é alvo de operação contra fraudes no Incra
Publicado Segunda-Feira, 3 de Abril de 2017, às 08:50 | Fonte Do G1 TO 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=325497&codDep=19" data-text="Deputado estadual do PT é alvo de operação contra fraudes no Incra

  
 
 

 

Polícia Federal cumpre mandados durante operação em Palmas (Foto: Cassiano Rolim/TV Anhanguera)

Polícia Federal cumpre mandados durante operação em Palmas (Foto: Cassiano Rolim/TV Anhanguera)

 

 

O deputado estadual Zé Roberto (PT) foi levado para a sede da Polícia Federal em Palmas, na manhã desta segunda-feira (3). O mandado de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para depor, foi cumprido durante a operação Rota 26, que tem o objetivo de investigar desvios de recursos públicos no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), destinados a obras de implantação e recuperação de estradas vicinais em projetos de assentamentos. A ação é realizada em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU).

 

Ao ser abordado pela TV Anhanguera quando entrava na superintendência da PF, o deputado disse que irá se pronunciar sobre o assunto na Assembleia Legislativa. O G1 entrou em contato com o Incra e aguarda um posicionamento.

 

Segundo a polícia, as investigações apontaram deficiência na elaboração dos projetos de engenharia, sobreposição de projetos para um mesmo trecho, serviços não executados, mas que foram pagos e obras executadas fora da área dos assentamentos, dentre outras irregularidades que resultaram em um prejuízo de cerca de R$ 1,4 milhão.

 

Os agentes da PF também foram à sede do Incra para cumprir mandados de busca e apreensão. Também são alvos da operação, servidores e ex-servidores do órgão, além de ex-prefeitos, empresários e outro deputado estadual, cujo nome não foi informado.

 

Participam da operação 90 policiais federais. São cumpridos 39 mandados judiciais em Palmas, Miranorte, Paraíso do Tocantins, Araguaína, Buritis do Tocantins e Araguatins, sendo 21 mandados de busca e apreensão e 18 de condução coercitiva.

 

São investigados os crimes de desvio de recursos, falsidade ideológica, fraude em procedimentos licitatórios e organização criminosa, cujas penas podem chegar a 12 anos de reclusão.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em POLÍTICA


PF desarticula grupo que clonou celulares de ministros de Temer
...


PF investiga esquema de caminhoneiros que simulavam roubos de carga
...


‘Passarinho na muda não pia’, despista Josué Gomes sobre candidatura
...


Henrique Meirelles vê 'voo solo' do MDB na disputa ao Planalto
...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::


 
 
 
 
EMRONDONIA.COM