Rondônia, - 19:32

 

Você está no caderno - Rondônia
SEGURANÇA DO PACIENTE
Hospitais públicos e privados de Rondônia são mobilizados contra erros na prescrição de medicamentos
Erros de medicação causam pelo menos uma morte todos os dias e prejudicam aproximadamente 1,3 milhão de pessoas, anualmente, apenas nos Estados Unidos. Mundialmente, o custo associado aos erros de medicação foi estimado em US$ 42 bilhões por ano, ou quase 1% do total das despesas de saúde globais.
Publicado Sexta-Feira, 31 de Março de 2017, às 16:05 | Fonte Secom - Governo de RO 0

 
 

Uso seguro de medicamentos será tema de encontro estadual em Rondônia

 

Erros de medicação causam pelo menos uma morte todos os dias e prejudicam aproximadamente 1,3 milhão de pessoas, anualmente, apenas nos Estados Unidos. Mundialmente, o custo associado aos erros de medicação foi estimado em US$ 42 bilhões por ano, ou quase 1% do total das despesas de saúde globais.

 

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) e a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) colocarão o assunto em pauta no próximo dia 6, no 3º Encontro Estadual de Segurança do Paciente, para o qual são esperados pelo menos 150 servidores de 70 hospitais públicos e privados de Porto Velho e do interior de Rondônia.

 

Palestras, debates e intercâmbio de informações estão programados para o auditório do Rondon Palace Hotel, sob a supervisão do Instituto para Práticas Seguras no Uso de Medicamentos (ISPM) Brasil.

 

“Poderão participar integrantes dos núcleos de segurança do paciente na rede hospitalar rondoniense”, disse nessa quinta-feira (30) a coordenadora estadual desse setor, na Agência Estadual de Vigilância em Saúde, Vanessa Ezaki.

 

Antes, a Agevisa promoveu encontros para o conhecimento de normas de higienização e segurança cirúrgica, que são metas do chamado desafio global da Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

A coordenadora de cursos do ISPM Brasil, farmacêutica Mariana Gonzaga, doutora em farmacoterapia, elogiou a iniciativa da Sesau e da Agevisa. Mariana, que é docente da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, deverá prestigiar o evento.

 

Ela coordena cursos de pós-graduação em farmácia hospitalar e atenção farmacêutica no Instituto Racine, com experiência nas áreas de farmacoepidemiologia do envelhecimento, administração de medicamentos via sonda nasoentérica, farmácia hospitalar, acompanhamento farmacoterapêutico, segurança do paciente e erros de medicação.

 

“Esperamos que esta importante parceria seja uma de muitas entre órgãos estaduais proativos na promoção da segurança do paciente e o Instituto”, disse.

 

FRAGILIDADES

 

Nessa quarta-feira (29), a OMS lançou uma iniciativa global para reduzir em 50% os danos graves e evitáveis associados a medicamentos em todos os países nos próximos cinco anos.

 

O Global Patient Safety Challenge on Medication Safety (disponível em inglês) tem como objetivo abordar as fragilidades nos sistemas de saúde que levam a erros de medicação e os graves danos que isso pode causar.

 

Esse esforço visa estabelecer maneiras de melhorar a forma como os medicamentos são prescritos, distribuídos e consumidos, e o aumento da conscientização entre os pacientes sobre os riscos associados ao uso indevido de medicações. Segundo a OMS, embora se considere que os países de baixa e média rendas tenham taxas semelhantes de eventos adversos relacionados à medicação em relação aos países de alta renda, o impacto é aproximadamente o dobro em termos do número de anos de vida saudável perdidos.

 

Muitos países carecem de bons dados, que serão recolhidos como parte da iniciativa.

 

 

Fonte

Texto: Montezuma Cruz

Fotos: Daiane Mendonça

Secom - Governo de Rondônia

 







Veja também em Rondônia


Motoristas fazem buzinaço pedindo fim da quarentena em Porto Velho
Em ato que  contraria as recomendações das autoridades da área de saúde no Brasil e da Organização Mundial da Saúde (OMS), que pedem para que as pessoas fiquem em casa como prevenção, centenas de motoristas fizeram uma carreta pelas principais ruas...


Rondônia tem 746 casos notificados e 219 descartados de Covid-19
O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga os dados referentes ao coronavírus (Covid-19) no Estado....


Ajuda ao MEi será de R$600, diz presidente Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26) que o auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus será de R$ 600 por mês, pode chegar a R$ 1,2 mil para as mães que são chefe de família (família monoparen...


Hemorrede disponibiliza agendamento para doação de sangue em meio à pandemia
Em meio a pandemia do novo coronavírus o número de doações de sangue diminuiu em todo o país, em Rondônia não foi diferente o banco.....

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News