Rondônia, - 15:42

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia
Apple Music ultrapassa Spotify em número de usuários únicos por mês nos EUA
Publicado Quinta-Feira, 30 de Março de 2017, às 11:25 | Fonte Olhar Digital 0

 
 

 

(Foto: Reprodução)

 

 

 

 

Um estudo divulgado nesta semana pela empresa de estatísticas Verto revelou que o Apple Music, serviço de música por streaming da criadora do iPhone, finalmente está vencendo o Spotify em pelo menos um fator: número de usuários únicos por mês nos Estados Unidos.

 

Segundo o estudo, pouco mais de 40 milhões de pessoas usam o Apple Music pelo menos uma vez por mês nos EUA. Já o Spotify, serviço de música por streaming que tem o maior número de assinantes do mundo, tem "apenas" 30 milhões de usuários únicos por mês por lá.

 

No ranking geral, o Spotify ficou em terceiro lugar, perdendo até para o Pandora, serviço concorrente que tem 32 milhões de usuários únicos mensais. A plataforma, porém, só está disponível em três países: além dos EUA, também Austrália e Nova Zelândia.

 

Esta é apenas uma métrica que empresas de streaming podem usar para mensurar seu sucesso. O Spotify, por exemplo, continua ganhando em número de usuários pagantes (50 milhões em todo o mundo, não só nos EUA), o que, normalmente, significa maior sucesso financeiro.

 

Ainda assim, ter 50 milhões de assinantes e mais de 100 milhões de usuários no total (incluindo os que não pagam) não é garantia de que todas essas pessoas abrem o aplicativo todo mês. É comum encontrar pessoas que assinam um serviço de streaming, como o Spotify ou mesmo a Netflix, e que raramente fazem uso dele.

 

É o que indica o estudo da Verto. Um analista da empresa ouvido pelo site TechCrunch diz que as vantagens da Apple em número de usuários únicos por mês são o segredo: o Apple Music vem pré-instalado nos iPhones, que são os smartphones mais vendidos do mundo. Além disso, os primeiros três meses de assinatura são gratuitos, o que impulsiona as pessoas a gastar esse período de testes com maior "intensidade".

 

O estudo da Verto foi conduzido durante o mês de fevereiro com mais de 20 mil pessoas.

 

[TechCrunch]

 







Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Pesquisadores da empresa de segurança ESET anunciaram a descoberta de um novo malware na Google Play Store que usava um modo simples, porém incomum, para passar pelas ferramentas de detecção do Google e também de outras empresas.
'Defensor ID' se passava por software de segurança, e não tinha quase nenhum comportamento suspeito para driblar sistemas de detecção de malware do Google ...


Xiaomi revela imagens do Mi TV Stick em evento virtual na Alemanha
Controle remoto do dispositivo conta com botões para iniciar sessões no Netflix e no Amazon Prime Video; aparelho também terá suporte para o Google ...


Arma em jogo de tiro é vendida por R$ 347 mil
Em 2018, um jogador colecionador de CS:GO não economizou ao comprar uma arma por mais de US$ 61 mil...


Fitbit está estudando se suas pulseiras podem detectar o coronavírus no começo da doença
Quase todo mundo que tem uma Fitbit usa a pulseira dia e noite, o que dá à companhia uma tonelada de dados sobre saúde...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News