Rondônia, - 03:47

 

Você está no caderno - NACIONAL
nacional
Prefeitura de São Bernardo do Campo vai cobrar de concessionárias gastos com acidentados em rodovias
Publicado Quinta-Feira, 30 de Março de 2017, às 10:24 | Fonte Do G1, em São Paulo 0

 
 

 

Resultado de imagem para Prefeitura de São Bernardo do Campo vai cobrar de concessionárias gastos com acidentados em rodovias

Prefeitura de SBC quer cobrar despesas de acidentes das concessionárias de rodovias

 

 

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, vai passar a cobrar das concessionárias de rodovias as despesas hospitalares do atendimento às vítimas de acidente que não forem moradoras da cidade. A medida foi aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores da cidade nesta quarta-feira (29).

 

A administração municipal vai usar as tabelas do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Associação Médica Brasileira (AMB) como base para calcular as despesas, que devem começar a ser cobradas das concessionárias já a partir da próxima semana. O prefeito Orlando Morando é o próprio autor da lei e prometeu sancioná-la nesta sexta-feira (31).

 

São Bernardo do Campo é cortado por três grandes rodovias: Anchieta, Imigrantes e o Rodoanel Trecho-Sul. As duas primeiras compõem um sistema, administrado pela Ecovias, que liga São Paulo ao litoral. Já o Rodoanel que, quando pronto vai circundar toda a região metropolitana da capital, é dividido em trechos; o Sul é administrado pela SPMar.

 

Por uma questão de agilidade, as vítimas de acidentes nas rodovias são encaminhadas aos hospitais mais próximos. É um processo padrão nas três rodovias em casos de ocorrências.

 

Para justificar a cobrança do atendimento hospital, o prefeito Morando deu um exemplo de uma situação que, segundo ele, não é justa com o erário da cidade: “Gente que saiu de Cuiabá para levar soja no Porto de Santos, sofreu um acidente na rodovia, foi atendido e ficou internado um mês em São Bernardo do Campo. A Prefeitura de São Bernardo pagou essa conta sozinha”.

 

De acordo com o prefeito, a concessionária recebe pelo uso da rodovia e, por isto, deve arcar com a conta também. “O imposto que ela paga não cobre esse serviço. Nós queremos de uma forma legal atender melhor quem mora em São Bernardo”, justificou ele.

 

A Ecovias disse, em nota, que não teve acesso ao teor do documento e que, por isso, não tem como se pronunciar sobre o assunto. A empresa adiantou, no entanto, que cumpre todas as obrigações contratuais de atendimento aos usuários nas rodovias. A SPMar, por sua vez, também não quis comentar, uma vez que o projeto ainda não foi sancionado.

 







Veja também em NACIONAL


Prouni disponibilizará 167.789 bolsas em 1.061 instituições privadas
Inscrições serão entre 14 e 17 de julho. Estudantes podem confirar as ofertas de vagas disponíveis no portal do programa ...


Artistas se unem para arrecadar fundos para ações na Cracolândia
Projeto reúne 30 artistas de diversas linguagens e condições sociais ...


Mulher de Queiroz volta para casa e cumprirá prisão domiciliar
Por decisão judicial, Márcia Aguiar usará tornozeleira eletrônica ...


ECA mudou abordagem do Estado em relação ao trabalho infantil
Entre 1992 e 2015, o trabalho infantil diminuiu 68% no país...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News