Rondônia, - 01:38
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
espinha na garganta
ENCONTRO DE CARCINICULTORES DO VALE DO JAGUARIBE: COM FOCO NA MANCHA BRANCA
Publicado Quarta-Feira, 29 de Março de 2017, às 21:54 | Fonte Antônio Almeida 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=325275&codDep=50" data-text="ENCONTRO DE CARCINICULTORES DO VALE DO JAGUARIBE: COM FOCO NA MANCHA BRANCA

  
 
 

Com o objetivo de oferecer alternativas aos carcinicultores do Vale do Jaguaribe, estaremos realizando uma grande reunião com os produtores de camarão dos municípios de Nova Jaguaribara e Alto Santos e, ao mesmo tempo, estamos estendendo o convite aos demais municípios do Vale do Jaguaribe — dentre eles: Aracati, Fortim, Itaiçaba, Jaguaruana, Russas, Limoeiro do Norte, São João do Jaguaribe, Taboleiro do Norte, Morada Nova, Icó e Orós.

            Para tanto, estamos trazendo pela primeira vez ao estado do Ceará o fabricante do Produto N-CONTROL, Dr. Claúdio Caleb Monteiro, Engenheiro Agrônomo, com Pós-Graduação em Biotecnologia, ESALQ-USP, Engenheiro responsável pela Empresa Kayros Ambiental e Agrícola Ltda., que irá falar sobre a concepção e nascimento deste Produto – o N- CONTROL - Um MIX à base de Enzimas + Microorganismos que tem o poder de promover a qualidade da água e tornar o ambiente aquático ambientalmente, sustentável; ecologicamente, equilibrado; tecnicamente, factível; economicamente, viável e, socialmente, justo  e, assim, possibilitar a convivência pacífica do camarão com a Síndrome do Vírus da Mancha Branca (WSSV).

           

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO ENCONTRO

 

DATA: DIA 6 DE ABRIL DE 2017.

HORÁIO: DE 15h:00 ÀS 18h:00 MIN.

LOCAL: MUNICÍPIO DE NOVA JAGUARIBARA-CE

PALESTRANTES:

 

CLAÚDIO CALEB MONTEIRO: Engenheiro Agrônomo e Pós-Graduado em Biotecnologia – ESALQ - USP.

·         Composição do Produto N-CONTROL e os elementos biotecnológicos utilizados na fabricação do N-CONTROL.

·         Histórico do N-CONTROL e o princípio ativo e suas propriedades físico-químicas e limnológicas  que atuam na melhoria da qualidade da água.

 

ANTÔNIO DE ALMEIDA SOBRINHO: Engenheiro de Pesca, Pós-Graduado em Análise Ambiental na Amazônia Brasileira e Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente, com experiência em Unidade Demonstrativa (U.D), como método utilizado e para comprovar a eficiência e eficácia de Produtos MIX e inovadores no tratamento de água, com fins aquícolas.

 

·         Como fazer a profilaxia no cultivo de camarão, com a espécie Litopenaeus vannamei, seguido todas as etapas recomendadas — desde a assepsia do viveiro à utilização de produtos orgânicos e químicos, revestimento dos tanques, preparação de estufas, renovação e recirculação de água e utilização do Produto N-CONTROL, de forma correta.  

·         Como Implementar a Unidade Demonstrativa (U.D), com um módula padrão de 1,0 de lâmina de água, e seguir detalhadamente todos os passos e procedimentos que a atividade necessita.

 

AMBIENTE EQUILIBRADO

 

            Quando o ambiente está ambientamente equilibrado, os animais aquáticos (camarão) se alimentam normalmente e ficam resistentes ao WSSV e, desta forma, o cultivo de camarão ocorre de forma pacífica e conseguem esta convivência pacífica, ao lado do inimigo, e os carcinicultores que estão utilizando o Produto N-CONTROL estão alcançando resultados satisfatórios e obtendo bons resultados.

 

OBJETIVO DO ENCONTRO:

            Os países maiores produtores de camarão do mundo, com destaques aos asiáticos (convivem com 54 tipos de vírus) tendo como referências o Japão, China, Tailândia, República da Coréia do Sul, EUA, México e Equador (convive com 10 tipos de vírus), dentre outros, estão superando sucessivas crises dos ataques de vários vírus, dentre eles o da Síndrome do Vírus da Mancha Branca, (WSSV) e estão superando através de uso de tecnologias alternativas de última geração, com emprego de PRODUTOS PROBIÓTICOS E PRODUTOS PREBIÓTOS, renovação e recirculação de água, redução da densidade de estocagem, revestimento dos viveiros com materiais orgânicos e sintéticos, preparação estufas, aquecedores de água e tratamento químico para reuso da água, e manejo adequado, dentre outros.

            A aquicultura do Brasil vem sofrendo com três problemas e estes têm se agravado e se tornados cruciais na atual conjuntura política, sem perspectivas de melhoras, a curto e médio prazos, nos seguintes pontos:

A QUALIDADE DA AGUA:


Como sabemos, a aquicultura necessita de água de boa qualidade para que os organismos aquáticos aí cultivados possam disponibilizar de um meio aquático, ambientalmente, sustentável; ecologicamente, equilibrado; tecnicamente, factível; economicamente, viável e, socialmente, justo.

 

A QUANTIDADE DE AGUA:


O Brasil possui 5,5 milhões de hectares de águas improdutivas, provenientes de represas hidrelétricas e em açudes privados e de domínio público e, paradoxalmente, em grandes estiagens no Nordeste não acontece a todo e quaisquer momento grandes volumes de água.

 

A ATUAL CONJUNTURA POLÍTICA:


                     A instabilidade política a que vem atravessando o país e mudanças periódicas do setor pesqueiro e aquícola são fatores que contribuem negativamente para insegurança desta atividade, em detrimento da produção de pescado, em nível nacional; da escassez de planejamento estratégico e do bem estar socioeconômico dos usuários da pesca e da aquicultura, em nível nacional - que vem mudando constantemente e pulando de galho em galho, a todo instante.

                     Com a extinção do Ministério da Pesca e Aquicultura MPA, em 2015, e agora com a saída do MAPA para o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços levando o que restou das atribuições do Setor Pesqueiro e Aquícola do extinto PMA e não temos dúvidas de que a produção nacional tende a diminuir e os maiores prejudicados serão os pescadores artesanais e os aquicultores e a maior vítima desta saga decrescente será a população -- que pagarão o ônus dos erros ao consumir menos pescado e com um preço muito alto.

ATUAÇÃO TÉCNICA

 

                     Neste sentido, estamos atuando em nível nacional, em parceria com a KAYROS AMBIENTAL E AGRÍCOLA LTDA para promover a melhoria da qualidade da água, potencialmente apta para à prática da aquicultura, em sistemas semi-intensivo e intensivo, tanto na região Norte e Nordeste do Brasil -- focado, nos estados de Rondônia, como o maior produtor de pescado do Brasil, e no estado do Ceará, como maior produtor de camarão do Brasil e vitimado com a Síndrome do Vívus da Mancha Branca (WSSV), sempre focado na melhoria da qualidade da água, como mecanismo biotecnológico e limnológico seguro na qualidade e no aumento de produtividade da produção pesqueira, proveniente da piscicultura e da carcinicultura.

 

                     No momento, estamos atuando na convivência pacífica do cultivo de camarão, com a espécie Litopenaeus vannamei, com a Síndrome do Vírus da Mancha Branca (WSSV), quando resultados exitosos estão sendo obtidos com a utilização do Produto N-CONTROL, um MIX produzido nos Laboratórios da USP e ESALQ, em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa  do Estado de São Paulo  - FAPESP e a FINEP – Ciências, Tecnologia, Inovações, e Comunicações – Financiadora de Estudos e Projetos —  e fabricado pela Empresa KAYROS AMBIENTAL E AGRÍCOLA LTDA e por nós distribuído, através de Contrato de Parceria Técnica e como Distribuidor para os estados de Rondônia e Ceará.

 

                     Quando você usa o Produto N-CONTROL a Síndrome do Vírus da Mancha Branca dobra a esquina de sua Fazenda e passa bem longe.

Veja o Produto N-CONTROL e seus benefícios para a Piscicultura e para a Carcinicultura.

VOCÊ PODE ACREDITAR!!! E se você não acredita. É um direito que lhe assiste.

Qual a saída prática e inteligente?

VAMOS FAZER O TESTE DE SÃO TOMÉ. VER PARA CRER.

 

                     Veja o registro fotográfico do mais recente curso ministrado em Rondônia: Boas Práticas no Cultivo de Peixe e Camarão com Uso de Probióticos.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, árvore, atividades ao ar livre e natureza

LANÇAMENTO DO PRODUTO N-CONTROL EM RONDÔNIA

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Antônio de Almeida sobrinho e Claúdio Caleb Monteiro

COMO ESTAMOS TRABALHANDO:

            O prezado leitor e carcinicultor tem que ter muita cautela e não comprar gato por lebre. A Síndrome do Vírus da Mancha Branca não tem cura, não tem remédio e até a presente data não conhecemos nenhum processo curativo.

            Estamos falando porque a indicação do Produto N-CONTROL tem a capacidade de promover a melhoria da qualidade da água de uma forma tão eficiente e eficaz que nós estamos recomendando que os carcinicultores dos municípios do Vale do Jaguaribe façam o TESTE DE SÃO TOMÉ: VER PARA CRER.

            VEJA COMO FUNCIONA:

            PASSO Nº 01:

1.    Realizamos Encontros de Carcinicultores Municipais e Regionais  e utilizamos os meios de comunicação, tais como: Rádio, TV, Blog ESPINHA NA GARGANTA, os Portais de Notícias e as principais redes sócias, visitas e reuniões familiares e empresariais e visitas à Fazendas de Criação de Camarão e mostramos que o Produto N-CONTROL tem um papel decisivo na melhoria da qualidade da água – com: i) a redução do Nitrogênio (N); ii) Redução do Fósforo (P);  iii) Reduz de 95% do lodo acumulado no fundo do tanque; iv) Reduz em 80% a presença de algas; v)  Aumenta a disponibilidade de oxigênio livre na água; vi) Melhoria da sanidade da água e dos animais aquáticos; vii) Redução dos custos de limpeza do tanque; viii) Distancia a necessidade de limpeza do tanque; ix) Reduz a mão de obra; x) Aumenta a rentabilidade do criador;            xi) Aumenta a transparência da água.

 

2.    Dimencionado o empreendimento, implementa-se uma Unidade Demostrativa (U.D) em 1,0 ha de cultivo de camarão, com a espécie Litopenaeus vannamei, em conformidade com o ciclo desejado pelo carcinicultor, com as densidades de estocagens que variam de 8 a 18 PL’s/m².

 

3.    O carcinicultor não irá ter despesas com Consultoria Técnica, Visitas Técnicas e nem Assistência Técnica e a única despesa que ele assumirá será com a aquisição do Produto N-CONTROL que está sendo comercializado nesta fase, provisoriamente subsidiado e é disponibilizado, abaixo do preço dos demais Produtos Probióticos comercializados, por vendedores habituais.

 

4.    No município de Aracati implementou-se 16 Unidades Demonstrativas (U.D) em Fazendas de Camarão, algumas com resultados surpreendentes e sem a presença do Vírus da Mancha Branca (WSSV) e em Jaguaruana com 14 Unidades Demonstrativas(U.D)  implementadas e uma delas com resultados concretos e animadores.

 

5.    UNIDADE DEMONSTRATIVA IMPLEMENTADA:

 

·         1,0 ha DE CAMARÃO NO PÓS-MANCHA

·         O carcinicultor IGOR SANTIAGO, pequeno carcinicultor no municipio de Jaguaruana-CE, a 132 km de Fortaleza, está produzindo camarão da espécie Litopenaeus vannamei, com 1,0 ha de lâmina d'água, com uma densidade de 14PL's/m2.

·         O experimento foi instalado, com 240.000 PL's 15, e seguindo nossa recomendação este utilizou o Produto N-CONTROL, na dosagem correta e o resultado foi surpreendente.

 

RESULTADO DO EXPERIMENTO:

·         Após 77 dias de cultivo, utilizando 2 aeradores, de acordo com os horários previstos pela ANEEL, a produção foi surpreendente:

§   Uma produção de 1.730 kg/ha;

§   Média de camarão com 14 g;

§   Preço comercializado no mercado: R$ 34,50/kg.

§  Sobrevivência superior a 80%

Para maiores informações, estamos atendendo neste WhatsApp 69 9 9220-9736.

 

SURGIMENTO DA SÍNDROME DO VÍRUS DA MANCHA BRANCA

A partir de 2015 e início de 2016 a carcinicultura do estado do Ceará foi vitimada com a Síndrome do Vírus da Mancha Branca (WSSV – White Spot Syndrome Virus) —  um vírus que pode dizimar um viveiro em até três dias, não tem no atual momento nenhum tratamento curativo e quem tem tecnologia está criando camarão e comercializando, a preços que chegam até a quatro vezes  ao praticado no mercado consumidor, antes do advento do WSSV.

 

O estado do Ceará como o maior produtor de camarão do Brasil, com uma produção de 65% de todo camarão produzido no Brasil foi o que mais sofreu com o surgimento da Mancha Branca (WSSV) e vem sofrendo, quando os principais projetos do Pólo Camaroeiro do Ceará tiveram que se adaptar à nova realidade e tecnologias modernas estão sendo adotadas como mecanismo de superação, a fim de salvar o que restou e com as tecnologias adotadas e difundidas através de Unidades Demonstrativas (U.D) quando estamos mostrando uma LUZ QUE SE ACENDEU NO FINAL DO TÚNEL: um produto gerado no ventre dos Laboratórios da Universidade de São Paulo – USP e – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz – ESALQ, com  em parceria com a FAPESP e FINEP. 

Antônio de Almeida Sobrinho é Engenheiro de Pesca, Pós-Graduado em Análise Ambiental na Amazônia Brasileira e Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente e atual no Norte e Norte do Brasil, em Rondônia, com vistas à melhoria da piscicultura e no estado do Ceará com a revitalização da carcinicultura, vitima com o ataque da Símdrome do Vírus da Mancha Branca. 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Agronegocios / Pecuária


Governo vai entregar mais de R$ 2,3 milhões em tratores e caminhões a produtores agrícolas
De acordo com o secretário da Agricultura, Evandro Padovani, na verdade, são 19 tratores, 8 caminhões e dezenas de tanques de resfriamentos de leite, entre outros produtos, que serão entregues pelo governador Confúcio Moura com os deputados propone...


Tratoraço nesta terça-feira anuncia abertura oficial da 5ª Rondônia Rural Show
Os tratores deixarão a sede da Rondônia Rural Show, no 2º Distrito de Ji-Paraná, com destino ao bairro 2 de Abril, no 1º Distrito, de onde retornarão ao ponto de largada. Ao todo serão 15 quilômetros a ser percorridos com o objetivo de confirmar qu...


Comissão de Pecuária Zebuína Leiteira está nos planos do candidato Frederico Cunha Mendes
...


Mato Grosso tem mais de 70% da área cadastrada no CAR
As áreas de Mato Grosso cadastradas na base de dados do Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (Sicar) já somam 53,7 milhões de hectares...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::