Rondônia, - 03:08

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Réu na Lava-Jato, Lula critica procurador evangélico: “Acha que sentar na Bíblia soluciona tudo”
Publicado Terça-Feira, 28 de Março de 2017, às 08:55 | Fonte Gospel Mais 0

 
 

 

 

 

O ex-presidente Lula, réu em cinco processos na Operação Lava-Jato, desdenhou da fé cristã durante um comício do PT e demonstrou querer provar, nem que seja no grito, sua honestidade.

 

Lula, que deverá depor nos próximos dias ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba (PR), fez críticas ao chefe da força-tarefa que investiga o caso petrolão, procurador Deltan Dallagnol, e menosprezou sua fé evangélica.

 

“Aquele Dallagnol [vem] sugerir que o PT foi criado para ser uma organização criminosa… O que aquele moleque conhece de política? Ele nem sabe como se monta um governo. Não tem a menor noção. Ele acha que sentar em cima da Bíblia dele dá solução para tudo”, afirmou Lula.

 

De acordo com o líder petista, seus investigadores não têm os requisitos necessários para investigá-lo: “Nem o Moro, nem o Dallagnol, nem o delegado da Polícia Federal têm a lisura, a ética e a honestidade que eu tenho nestes 70 anos de vida”, discursou, desafiando a Lava-Jato na sequência: “Eles foram mexer com quem eles não deveriam ter mexido”.

 

Segundo informações de jornais como O Globo e O Estado de S. Paulo, Lula disse que se manterá enfrentando o Ministério Público e a Justiça: “Vou nessa briga até o fim. Não tenho negociata. Eles vão ter que provar”.

 

O comício de Lula, chamado de seminário e com o título “O que a Lava Jato tem feito pelo Brasil”, reuniu reuniu juristas, líderes de movimentos sociais e políticos do PT e de outros partidos que integram a base de apoio de Lula, como o senador Roberto Requião (PMDB-PR).

 

Arrogância

 

Em dezembro, Lula, embriagado, desdenhou a iniciativa de investigação dos desmandos na Petrobras durante um evento social.

 

No discurso improvisado, com um copo de bebida na mão, Lula ironizou os procuradores responsáveis pela Lava-Jato, dizendo que seriam “ungidos por Deus para salvar o mundo” e ainda expressou condescendência com o crime, desde que a transgressão não cause prejuízos imediatos aos empregos dos brasileiros.

 

“[O que não dá] é você ter em Curitiba, sabe, um agrupamento especial de pessoas ungidas por Deus para salvar o mundo. Eles têm noção de quanto a Operação Lava-Jato já causou de prejuízo à economia desse país, ao PIB desse país? Eles têm noção de quanto desemprego já causou?”, questionou.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em POLÍTICA


Caso Queiroz: como estão as investigações sobre ex-assessor de Flávio Bolsonaro?
A apuração do Ministério Público do Rio de Janeiro sobre movimentações financeiras suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL), vai completar 500 dias no próximo sábado, mas ainda não há conclusão a respeito do caso...


Major Olímpio diz que se preocupa com 'pseudoaliados' de Bolsonaro
O líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), disse nesta terça-feira, 21, que os atos favoráveis a Jair Bolsonaro marcados para o próximo domingo, 26, também servirão para chamar a atenção da sociedade para a atuação de parlamentares que se diziam...


Rodrigo Maia elogia Moro: 'Fez e tem feito política'
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, elogiou nesta segunda-feira, 13, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, por estar “fazendo política”....


STF pode tornar parte do Centrão ré na Lava Jato
A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decide nesta terça-feira, 21, se coloca lideranças do chamado Centrão no banco dos réus. ...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News