Rondônia, - 15:55
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Réu na Lava-Jato, Lula critica procurador evangélico: “Acha que sentar na Bíblia soluciona tudo”
Publicado Terça-Feira, 28 de Março de 2017, às 08:55 | Fonte Gospel Mais 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=325026&codDep=19" data-text="Réu na Lava-Jato, Lula critica procurador evangélico: “Acha que sentar na Bíblia soluciona tudo”

  
 
 

 

 

 

O ex-presidente Lula, réu em cinco processos na Operação Lava-Jato, desdenhou da fé cristã durante um comício do PT e demonstrou querer provar, nem que seja no grito, sua honestidade.

 

Lula, que deverá depor nos próximos dias ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba (PR), fez críticas ao chefe da força-tarefa que investiga o caso petrolão, procurador Deltan Dallagnol, e menosprezou sua fé evangélica.

 

“Aquele Dallagnol [vem] sugerir que o PT foi criado para ser uma organização criminosa… O que aquele moleque conhece de política? Ele nem sabe como se monta um governo. Não tem a menor noção. Ele acha que sentar em cima da Bíblia dele dá solução para tudo”, afirmou Lula.

 

De acordo com o líder petista, seus investigadores não têm os requisitos necessários para investigá-lo: “Nem o Moro, nem o Dallagnol, nem o delegado da Polícia Federal têm a lisura, a ética e a honestidade que eu tenho nestes 70 anos de vida”, discursou, desafiando a Lava-Jato na sequência: “Eles foram mexer com quem eles não deveriam ter mexido”.

 

Segundo informações de jornais como O Globo e O Estado de S. Paulo, Lula disse que se manterá enfrentando o Ministério Público e a Justiça: “Vou nessa briga até o fim. Não tenho negociata. Eles vão ter que provar”.

 

O comício de Lula, chamado de seminário e com o título “O que a Lava Jato tem feito pelo Brasil”, reuniu reuniu juristas, líderes de movimentos sociais e políticos do PT e de outros partidos que integram a base de apoio de Lula, como o senador Roberto Requião (PMDB-PR).

 

Arrogância

 

Em dezembro, Lula, embriagado, desdenhou a iniciativa de investigação dos desmandos na Petrobras durante um evento social.

 

No discurso improvisado, com um copo de bebida na mão, Lula ironizou os procuradores responsáveis pela Lava-Jato, dizendo que seriam “ungidos por Deus para salvar o mundo” e ainda expressou condescendência com o crime, desde que a transgressão não cause prejuízos imediatos aos empregos dos brasileiros.

 

“[O que não dá] é você ter em Curitiba, sabe, um agrupamento especial de pessoas ungidas por Deus para salvar o mundo. Eles têm noção de quanto a Operação Lava-Jato já causou de prejuízo à economia desse país, ao PIB desse país? Eles têm noção de quanto desemprego já causou?”, questionou.

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em POLÍTICA


Câmara começa a decidir se abrirá processo de impeachment de Dilma
...


Marcos Rogério apresenta plano de trabalho no Conselho de Ética
...


Monteiro vê otimismo em votação contra impeachment no PTB
...


Delação premiada de Delcídio do Amaral é homologada pelo Supremo
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::