Rondônia, - 18:38

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
Cafeicultura em Rondônia pode crescer 20%
Cafeicultura em Rondônia pode crescer 20% este ano
Desafio encarado agora pelos 22 mil produtores é a melhoria da qualidade e a conquista de novos mercados
Publicado Segunda-Feira, 27 de Março de 2017, às 09:02 | Fonte EBC - Nossa Terra 0

 
 

 O futuro da cafeicultura de Rondônia está atrelado à qualidade do café e à abertura de novos mercados. Os incentivos são muitos e os maiores cuidados estão na colheita e pós-colheita do café, que interferem na manutenção da qualidade dos frutos. Nessas duas etapas, o produtor precisa se atentar às recomendações técnicas para evitar a depreciação do seu produto. Para se ter uma ideia, um produtor que colhe o café verde, em média, precisará de 21 latões para obter uma saca de café de 60 quilos beneficiada. O mesmo produtor que esperar o momento ideal para a colheita, com pelo menos 80% dos frutos maduros, precisará de apenas 18 latões para a mesma saca. Apenas observando-se o rendimento, o produtor que preza pela qualidade ganha cerca de 25% em massa de grãos. Considerando um valor médio de R$350 a saca, isso pode representar R$ 87 a mais em cada saca para o produtor. Outro incentivo aos cafeicultores de Rondônia é o Concurso de Qualidade do Café, iniciado em 2016 no estado.









Veja também em Agronegocios / Pecuária


Marco regulatório para agrotóxicos é publicado no DOU
Regras preveem alterações nos rótulos e nas bulas dos produtos ...


Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde
Alta projetada para julho é de 5,8% ...


Tocantins atrai investidor para execução de projetos agropecuários e piscicultura
Um dos maiores empreendimentos de piscicultura da região norte do Brasil, a Piscicultura Pantanal, em Sítio Novo, a 631 km de Palmas, na região do Bico do Papagaio, possui de 250 hectares de lâminas d`água. ...


Universidade cria técnica que identifica uso de agrotóxicos em frutas
Um estudo desenvolvido pela Universidade Federal de Goiás (UFG) possibilitará, a produtores e autoridades sanitárias, identificar e mensurar o uso de agroquímicos – em especial pesticidas e fungicidas – nas frutas e legumes consumidos no país....

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News