Rondônia, - 19:30
Últimas Política Amazônia Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco

 

Você está no caderno - POLÍTICA
espinha na garganta
LULA CANDIDATO AO PLANALTO: SÉRGIO MORO NO BANCO DOS RÉUS
Publicado Domingo, 19 de Março de 2017, às 09:37 | Fonte Antônio Almeida 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=324069&codDep=19" data-text="LULA CANDIDATO AO PLANALTO: SÉRGIO MORO NO BANCO DOS RÉUS
  
 
 

Resultado de imagem para lula presidente e sérgio moro no banco dos réus
 
A degradação da consciência política do eleitor do Brasil chegou ao ponto crítico insustentável -- em até pensarmos, também, gradativamente, em passar a pensar como a maioria de nossos irmão brasileiros, em pensar do lado da conveniência – em concluir que Caixa 2 não se constitui, necessariamente, em crime de corrupção ativa e lavagem de dinheiro, como afirmara Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
 
Na opinião da maioria dos ferrenhos defensores e apoiadores da possível candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva para concorrer à Presidência da República do Brasil para o quadriênio 2018/2022, tem tudo a haver com a liderança e a capacidade administrativa do ex-presidente Lula, e não importa o que passou, mesmo sabendo que os 13 anos em que o Partido dos Trabalhadores (PT) esteve à frente dos destinos do Brasil a economia do país se desmoronou, o país teve por várias oportunidades ocupando as páginas dos noticiários internacionais, como o maior cenário de corrupção da face da terra, com um desemprego em torno de 13% e uma inflação incontrolável, em crescimento acelerado, e sem perspectivas de recuperação, a curto e médio prazos e a população está comendo o pão que o diabo amassou.
 
Eu não acredito que algum brasileiro em sua sã consciência e que não tenha de alguma forma se locupletado com as generosidades e os modus operandi de gestão pública do Partido dos Trabalhadores (PT) que prefira a política adotada pelo partido dos vermelhos se repita.
 
Se o eleitor do Brasil que se submeteu a trocar o seu precioso voto por uma cesta básica está mesmo disposto a reeleger novamente o Lula e, assim, colocá-lo no poder por mais 4 anos para comandar os destinos do País – recomenda-se que antes disto, todos deveriam consultar o Juiz Federal Sérgio Moro para saber se este irá deixar um pretenso candidato, com 5 processos penais, quatro deles provenientes da Operação Lava Jato e seus desdobramentos, envolvendo corrupção ativa, passiva e por formação de quadrilha, em primeira instância – para, depois, colocarem seus blocos nas ruas e pedirem votos para o candidato preferido.
 
Em se evoluindo as premissas lançadas na mídia nacional pelo presidente do PSDB, Senador Aécio Neves, somadas com a afirmativa do ex-presidente FHC e, agora, o desfecho do ministro do STF e presidente TSE, Gilmar Mendes, reiterando o que os partidos atingidos com as denúncias de Caixa 2, vem constantemente falando: ‘que é muito diferente o político que recebeu recursos de Caixa 2 para se locupletar e, até ficar milionário, daqueles que receberam recursos de Caixa 2 para se reelegerem, não, necessariamente, se constituem em crime de corrupção’.
 
É muito provável que o Supremo Tribunal Federal (STF) seja obrigado a dar alguns passos para traz e salvar todos os delatados com o crime de Caixa 2, e, desta forma, salvar pelo ‘soar do gongo’ o Senador Valdir Raupp (PMDB-RO) que como então presidente Nacional do PMDB, num período de exercício na interinidade da legenda, recebeu recursos para financiar sua campanha a importância de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) para ajudar, também, a de seus correligionários que, na verdade, é bem diferente daqueles que embolsaram milhões e ficaram milionários com os recursos provenientes do Mensalão e da PETROBRAS.
 
Com as evidências da anistia do Caixa 2, e com o silêncio de uma possível prisão a ser decretada pelo Juiz Sérgio Moro para o ex-presidente Lula, seus seguidores fazem coro e afirmam, em viva voz, que o feitiço irá virar contra o feiticeiro:
 
O Lula será eleito presidente do Brasil e o Juiz Federal Sérgio Moro será julgado no banco dos réus -- por não cometer crime de corrupção ativa e passiva, combater de forma indiscriminada a corrupção desenfreada e endêmica que se instalou no Brasil e, ainda, por sua vez processar e tentar por atrás das grades um homem muito honesto, que segundo suas próprias palavras: “Eu sou o homem mais honesto do Brasil”.
 
Em assim sendo, as profecias do apoiar do Lula e a da Dilma – o cantor e compositor Chico Buarque de Holanda quando afirma em sua antiga música Fado Tropical:
 
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um império colonial
 
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um império colonial
 
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um império colonial
 
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um império colonial.
 
 
 

Autor: Antônio de Almeida 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em POLÍTICA


Ação que pode cassar chapa Dilma-Temer entra na reta final: e agora?
...


Marcos Rogério põe gabinete à disposição do prefeito dr Hildon
O deputado destacou a emenda de R$ 20 milhões para melhorias de infraestrutura do porto público...


PF deflagra 39ª fase da Lava Jato e cumpre mandados no Rio de Janeiro
...


Marcelo Odebrecht: ‘duvido’ que alguém se elegeu sem caixa 2
...

 









 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE