Rondônia, - 12:24
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - POLÍTICA
espinha na garganta
LULA CANDIDATO AO PLANALTO: SÉRGIO MORO NO BANCO DOS RÉUS
Publicado Domingo, 19 de Março de 2017, às 09:37 | Fonte Antônio Almeida 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=324069&codDep=19" data-text="LULA CANDIDATO AO PLANALTO: SÉRGIO MORO NO BANCO DOS RÉUS

  
 
 

Resultado de imagem para lula presidente e sérgio moro no banco dos réus
 
A degradação da consciência política do eleitor do Brasil chegou ao ponto crítico insustentável -- em até pensarmos, também, gradativamente, em passar a pensar como a maioria de nossos irmão brasileiros, em pensar do lado da conveniência – em concluir que Caixa 2 não se constitui, necessariamente, em crime de corrupção ativa e lavagem de dinheiro, como afirmara Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
 
Na opinião da maioria dos ferrenhos defensores e apoiadores da possível candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva para concorrer à Presidência da República do Brasil para o quadriênio 2018/2022, tem tudo a haver com a liderança e a capacidade administrativa do ex-presidente Lula, e não importa o que passou, mesmo sabendo que os 13 anos em que o Partido dos Trabalhadores (PT) esteve à frente dos destinos do Brasil a economia do país se desmoronou, o país teve por várias oportunidades ocupando as páginas dos noticiários internacionais, como o maior cenário de corrupção da face da terra, com um desemprego em torno de 13% e uma inflação incontrolável, em crescimento acelerado, e sem perspectivas de recuperação, a curto e médio prazos e a população está comendo o pão que o diabo amassou.
 
Eu não acredito que algum brasileiro em sua sã consciência e que não tenha de alguma forma se locupletado com as generosidades e os modus operandi de gestão pública do Partido dos Trabalhadores (PT) que prefira a política adotada pelo partido dos vermelhos se repita.
 
Se o eleitor do Brasil que se submeteu a trocar o seu precioso voto por uma cesta básica está mesmo disposto a reeleger novamente o Lula e, assim, colocá-lo no poder por mais 4 anos para comandar os destinos do País – recomenda-se que antes disto, todos deveriam consultar o Juiz Federal Sérgio Moro para saber se este irá deixar um pretenso candidato, com 5 processos penais, quatro deles provenientes da Operação Lava Jato e seus desdobramentos, envolvendo corrupção ativa, passiva e por formação de quadrilha, em primeira instância – para, depois, colocarem seus blocos nas ruas e pedirem votos para o candidato preferido.
 
Em se evoluindo as premissas lançadas na mídia nacional pelo presidente do PSDB, Senador Aécio Neves, somadas com a afirmativa do ex-presidente FHC e, agora, o desfecho do ministro do STF e presidente TSE, Gilmar Mendes, reiterando o que os partidos atingidos com as denúncias de Caixa 2, vem constantemente falando: ‘que é muito diferente o político que recebeu recursos de Caixa 2 para se locupletar e, até ficar milionário, daqueles que receberam recursos de Caixa 2 para se reelegerem, não, necessariamente, se constituem em crime de corrupção’.
 
É muito provável que o Supremo Tribunal Federal (STF) seja obrigado a dar alguns passos para traz e salvar todos os delatados com o crime de Caixa 2, e, desta forma, salvar pelo ‘soar do gongo’ o Senador Valdir Raupp (PMDB-RO) que como então presidente Nacional do PMDB, num período de exercício na interinidade da legenda, recebeu recursos para financiar sua campanha a importância de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) para ajudar, também, a de seus correligionários que, na verdade, é bem diferente daqueles que embolsaram milhões e ficaram milionários com os recursos provenientes do Mensalão e da PETROBRAS.
 
Com as evidências da anistia do Caixa 2, e com o silêncio de uma possível prisão a ser decretada pelo Juiz Sérgio Moro para o ex-presidente Lula, seus seguidores fazem coro e afirmam, em viva voz, que o feitiço irá virar contra o feiticeiro:
 
O Lula será eleito presidente do Brasil e o Juiz Federal Sérgio Moro será julgado no banco dos réus -- por não cometer crime de corrupção ativa e passiva, combater de forma indiscriminada a corrupção desenfreada e endêmica que se instalou no Brasil e, ainda, por sua vez processar e tentar por atrás das grades um homem muito honesto, que segundo suas próprias palavras: “Eu sou o homem mais honesto do Brasil”.
 
Em assim sendo, as profecias do apoiar do Lula e a da Dilma – o cantor e compositor Chico Buarque de Holanda quando afirma em sua antiga música Fado Tropical:
 
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um império colonial
 
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um império colonial
 
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um império colonial
 
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um império colonial.
 
 
 

Autor: Antônio de Almeida 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em POLÍTICA


Pedro Chaves toma posse na vaga deixada por Delcídio do Amaral
...


Empresários criticam aumento de imposto sugerido por Meirelles
...


Dilma dá cargos para tentar evitar afastamento de aliados do governo
...


Governo Dilma tem aprovação de 10% e desaprovação de 69%, diz Ibope
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::