Rondônia, - 10:52
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Moro determina que Youssef continue com tornozeleira por mais dois anos
Publicado Domingo, 19 de Março de 2017, às 09:34 | Fonte Do G1 PR e da RPC Curitiba 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=324068&codDep=19" data-text="Moro determina que Youssef continue com tornozeleira por mais dois anos

  
 
 

 

 

O doleiro Alberto Youssef, preso da Operação Lava Jato que está detido na sede da Policia Federal em Curitiba, sai para depor na sede da Justiça Federal, no começa da tarde desta quarta feira (4) (Foto: Vagner Rosário/Futura Press/Estadão Conteúdo)

O doleiro Alberto Youssef, ficou na carceragem da PF, em Curitiba, por 2 anos e 8 meses e, depois, cumpriu quatro meses em prisão domiciliar (Foto: Vagner Rosário/Futura Press/Estadão Conteúdo)

 

 

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Lava Jato na primeira instância, determinou, em despacho publicado às 10h50 desta sexta-feira (17), que o doleiro Alberto Youssef passe para o regime aberto com algumas restrições, por mais dois anos. Entre as condições estão o uso da tornozeleira eletrônica, recolhimento domiciliar das 20h às 6h e nos fins de semana e feriados.

 

Um dos primeiros delatores da Lava jato, Youssef cumpriu dois anos e oito meses no regime fechado, na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba. Em novembro de 2016, passou para o regime domiciliar fechado, que cumpre em um apartamento em São Paulo, conforme previa o acordo firmado com o Ministério Público Federal (MPF).

 

Os advogados do doleiro pediram a retirada da tornozeleira eletrônica, afirmando que os três anos em regime fechado venceriam nesta sexta.

 

No entanto, o MPF se manifestou pela manutenção do equipamento e o cumprimento de algumas condições para a progressão ao regime aberto, como prestação de serviços comunitários.

 

Os procuradores ainda pediram que o colaborador fosse intimado para que informasse se possui outros bens e valores, além dos já relacionais no acordo, para completa reparação dos danos.

 

Na decisão, Moro destaca que Youssef foi condenado por diversos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. “Deveria permanecer preso por vários anos considerando sua elevada culpabilidade”, diz o texto.

 

Mas o magistrado afirma que a Justiça reconhece a importância e a efetividade da colaboração do doleiro e determina a progressão para o regime aberto com recolhimento domiciliar à noite, nos fins de semana e feriados.

 

“Para garantir o cumprimento da determinação judicial, imperativa a tornozeleira

 

eletrônica. Não é ela sanção, então não há qualquer motivo de reclamação contra a continuidade de seu uso pelo condenado”, esclarece o juiz.

 

Moro ainda negou o pedido do MPF para que Youssef prestasse serviço comunitário, já que a condição não está presente do termo do acordo de colaboração premiada.

 

Veja as condições estabelecidas pela Justiça para que Alberto Youssef passe para o regime aberto:

 

- recolhimento domiciliar noturno, entre as 20h e às 6h do dia seguinte;

- recolhimento domiciliar integral nos feriados e finais de semana;

- vigilância eletrônica por tornozeleira nos períodos de recolhimento domiciliar;

- proibição de mudar-se de endereço ou de viagem ao exterior sem autorização do Juízo;

- proibição de viagens para fora da cidade de seu domicílio sem autorização do Juízo;

- apresentação de relatórios semestrais por escrito pelo condenado a fim de esclarecer suas atividades.

 

Conforme o despacho, as condições acima vigoram até 17 de março de 2019, quando serão reavaliadas pelo Juízo após nova oitiva das partes.

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em POLÍTICA


Brasil deixou recessão para trás, diz Temer na Argentina
...


Quem foi a primeira mulher a governar o Brasil
...


Mariana Carvalho destina R$ 250 mil para Vale do Paraíso
Recursos serão usados para compra de materiais de iluminação de avenida...


Kadafi teria ajudado Lula em 2002
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE