Rondônia, - 12:33
Últimas Política Amazônia Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco

 

Você está no caderno - NACIONAL
Nacional
Provas do concurso para Corpo de Bombeiros do DF são anuladas
Publicado Sábado, 18 de Março de 2017, às 17:43 | Fonte Correio Braziliense 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=324008&codDep=30" data-text="Provas do concurso para Corpo de Bombeiros do DF são anuladas
  
 
 

Ana Viriato
As provas objetivas para os cargos de soldado condutor e operador de viaturas do concurso do Corpo de Bombeiros do DF, aplicadas em 5 de fevereiro, estão anuladas. O Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (IDECAN) anunciou a decisão nesta sexta-feira (17), em atendimento à recomendação do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT).
 
Em nota, a entidade esclareceu que informações sobre o cronograma de reaplicação da etapa serão divulgadas oportunamente pelo portal eletrônico oficial. “Tal medida foi entendida como necessária em face da inconsistência havida, relativa à divulgação dos locais de realização de provas no site da organizadora”, justificou.
 
No último dia 8, o Ministério Público apontou ao Idecan falhas identificadas por concorrentes durante a aplicação do certame, como a não designação prévia das salas de prova, os atrasos para o início da aplicação dos exames e a informação de que os nomes constantes nos cadernos de provas e respectivos gabaritos não se referiam aos candidatos que receberam os materiais.
 
Frente às incoerências, o órgão recomendou a anulação das provas e pediu restituição aos candidatos dos valores relativos à inscrição. O documento determinou, ainda, que a nova data para a realização da primeira etapa da avaliação fosse determinada com um prazo razoável. A medida objetiva “viabilizar a programação por parte dos candidatos, especialmente dos inscritos residentes em outras unidades das federação”.
 
Polêmica
 
A prova do concurso para o cargo de oficial do Corpo de Bombeiros, aplicada em 12 de fevereiro, já havia sido anulada pela própria entidade organizadora a pedido do presidente da Comissão de Execução do CBMDF, em razão da “inconsistência relativa à ausência de folhas de respostas da prova discursiva”.
 
Além disso, o Tribunal de Contas do DF recebeu um pedido de anulação total do concurso. A solicitação foi apresentada em 14 de fevereiro pelo deputado distrital Reginaldo Veras (PDT), em razão de irregularidades que, supostamente, “violaram preceitos legais e constitucionais”.
 
Em 24 de fevereiro, o Tribunal de Contas determinou o prazo de 10 dias para que o Corpo de Bombeiros e o Idecan prestassem esclarecimentos acerca das denúncias. Ainda não houve decisão sobre o caso.
 

Após uma série de inconsistências e reclamações, o Idecan foi desclassificado para realizar a organização do concurso da Polícia Militar do DF, que vai oferecer 2.024 vagas para a carreira de soldado. 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em NACIONAL


'El País': Brasil e Espanha, velhos amigos
...


MINISTRO DA JUSTIÇA DE TEMER PODE VIRAR RÉU NO ESCÂNDALO DA CARNE
...


Itaipu passará por modernização tecnológica com duração de 10 anos
Investimento previsto é de US$ 500 milhões Desafio é não comprometer oferta de energia Diretoria terá novo mandato a partir de 15 de maio...


Sem receber há 3 meses, pensionista pede esmola no Rio
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
728x90 350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE