Rondônia, - 19:36
Últimas Política Amazônia Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco

 

Você está no caderno - CIÊNCIA E SAÚDE
Não falta sangue em Guajará-Mirim
Não falta sangue em Guajará-Mirim, diz governo
O Presidente da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia, Sid Orleans, viajou na manhã de ontem para Guajará Mirim com o intuito de fazer o levantamento da veracidade de informações referentes à falta de sangue...
Publicado Sábado, 18 de Março de 2017, às 16:52 | Fonte Assessoria 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=324001&codDep=42" data-text="Não falta sangue em Guajará-Mirim, diz governo
  
 
 

O Presidente da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia, Sid Orleans, viajou na manhã de ontem para Guajará Mirim com o intuito de fazer o levantamento da veracidade de informações referentes à falta de sangue disparada nos meios de comunicação por representantes do Conselho Municipal de Saúde.
No mês de novembro do ano passado a Unidade de Coleta e Transfusão de Guajará, devido a sua baixa produção de sangue, com o consequente encarecimento do produto e até para gerar eficiência ao gasto do dinheiro público, foi reclassificada para Agência Transfusional que apenas estoca e guarda sangue. Com isto parte dos profissionais foram devolvidos a Secretaria Estadual de Saúde para ofertar o suporte necessário ao funcionamento do Hospital e futura abertura do novo Hospital Regional.
Acontece que nos últimos dias segundo Orleans, muitos boatos chegaram à imprensa e até a Assembléia Legislativa de que estava faltando sangue e que, ao mesmo tempo, o produto estava sendo extraviado. “A Agência de Guajará é uma das mais bem equipadas e estamos enviando o sangue em quantidade que excede a necessidade, explica o Presidente.

Durante reunião com os técnicos de Guajará ficou evidenciado que apenas 44 bolsas venceram entre os meses de novembro de 2016 a fevereiro de 2017, o que é plenamente aceitável, segundo Sid, tendo em vista que as hemácias tem apenas 35 dias de vida e as plaquetas 5 dias. “Não está fatando sangue. Precisamos apenas melhorar a logística e a comunicação entre o Hemocentro Coordenador, as Unidades de Coleta e Transfusão e as Agências Transfusionais e isto será totalmente resolvido no município de Guajará Mirim nos próximos dez dias, finaliza o Presidente. 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em CIÊNCIA E SAÚDE


Você conhece os riscos da salmonela?
...


Remover células ‘adormecidas’ pode reverter envelhecimento
...


Brasileiros preferem depilação completa, revela pesquisa
...


Saiba como treinar o seu cérebro contra a vista cansada
...

 









 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE