Rondônia, - 18:30
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco

 

Você está no caderno - Espiritualidade e Religião
Espiritualidade e Religião
Papa Francisco completa 4 anos como líder da Igreja Católica
Publicado Terça-Feira, 14 de Março de 2017, às 11:18 | Fonte Jornal do Brasil 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=323656&codDep=67" data-text="Papa Francisco completa 4 anos como líder da Igreja Católica
  
 
 

 

Papa Francisco

Papa Francisco

 

 

O Papa Francisco completa nesta segunda-feira (13) quatro anos na liderança Católica com um pontificado marcado pela ênfase aos princípios originais da Igreja, pelo posicionamento firme e pela quebra de tabus.

 

Ao longo deste período, o Pontífice foi responsável por momentos históricos, como o acordo de retomada de relações entre Cuba e Estados Unidos, o encontro com o patriarca de Moscou e a participação nas celebrações dos 500 anos da Reforma Luterana, e o apoio às negociações de paz na Colômbia e na Venezuela. 

 

Eleição

 

Cardeal Bergoglio foi eleito em 13 de março de 2013, no segundo dia do Conclave, escolhendo o nome de Francisco. Ele foi o primeiro Jesuíta a ser eleito Papa. Ao ser eleito, na Capela Sistina, perguntaram a Bergoglio se aceitava. "Eu sou um grande pecador. Mas, confiando na misericórdia e paciência de Deus, no sofrimento, aceito", respondeu. 

 

Papa Francisco apareceu ao povo que o aguardava naquela noite na sacada central da Basílica Vaticana. Vestindo apenas a batina branca papal, dirigiu-se à multidão presente na Praça São Pedro, dizendo: “Irmãos e irmãs, boa noite! Vocês sabem que o objetivo do Conclave era eleger o Bispo de Roma. Meus irmãos Cardeais foram buscá-lo quase ao fim do mundo… Por isso, eis-me aqui! Agradeço a todos pela acolhida. Agora, a comunidade diocesana de Roma tem o seu Bispo. Obrigado!”.

 

A seguir, Francisco acrescentou:

 

“E agora iniciamos este caminho, o Bispo com seu Povo... o caminho da Igreja de Roma que preside a todas as outras Igrejas na caridade. Um caminho de fraternidade, de amor, de mútua confiança. Rezemos sempre uns pelos outros. Rezemos por todo o mundo, para que haja uma grande fraternidade. Espero que este caminho eclesial, que hoje começamos, com a ajuda do Cardeal Vigário, aqui presente, seja frutuoso para a evangelização desta Cidade tão bela!

 

O novo Papa concedeu então a sua Bênção Apostólica. Antes, porém, pediu um favor aos presentes:

 

“Antes que o Bispo abençoe o povo, peço-lhes que rezem ao Senhor para que me abençoe: é a oração do povo, pedindo a Bênção para o seu Bispo. Façamos em silêncio esta oração por mim”.


O Papa inclinou a cabeça, em sinal de oração, e todos na Praça fizeram silêncio por alguns momentos. Por fim, Francisco deu a sua primeira Bênção “Urbi et Orbi”, aos fiéis de Roma e do mundo inteiro, e concluiu desejando a todos "Boa noite e bom descanso!".

 

Trajetória

 

Em sua trajetória ao longo desses quatro anos, Papa Francisco tem conduzido a Igreja pregando a humildade e a fraternidade, criticando a ganância do mundo moderno, a corrupção e o apego à riqueza e à idolatria. Palavras que ganham importância histórica e relevância imprescindíveis no mundo de hoje.

 

Em 2013, Papa Francisco veio ao Rio de Janeiro, onde participou da Jornada Mundial da Juventude que reuniu 2 milhões de fiéis na cidade, num momento histórico.

 

Em seu último evento no Rio, quando encontrou 12 mil jovens no Riocentro, o Papa pediu coragem para que eles fossem "contra a corrente" e para "serem felizes". “Parto com a alma cheia de recordações felizes”, disse.

 

"Eu peço a vocês que sejam revolucionários, que vão contra a corrente; sim, nisto peço que se rebelem; que se rebelem contra essa cultura do provisório que, no fundo, crê que vocês não são capazes de assumir responsabilidades, que não são capazes de amar a verdade. Eu tenho confiança em vocês, jovens, e rezo por vocês. Tenham a coragem de “ir contra a corrente”. Tenham a coragem de ser felizes!", pediu o Papa Francisco, aplaudido pelos emocionados jovens.

 

Este quarto ano de papado foi intenso. Foi o ano da Exortação Apostólica Amoris Laetitia e do abraço histórico com o Patriarca Kirill em Cuba, o ano da Jornada Mundial da Juventude de Cracóvia, e da visita ao campo de concentração de Auschwitz, da canonização de Madre Teresa de Calcutá e da viagem ecumênica a Lund, na Suécia, pelos 500 anos da Reforma Protestante. 

 

O Santo Padre mostra que, assim como pregou para os jovens no Rio, tem a coragem de "ir contra a corrente" para resgatar os verdadeiros e principais valores da Igreja. 

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Espiritualidade e Religião


Papa lembra de vítimas em atentados de Egito e Manchester perante fiéis
...


Papa: a misericórdia abre a porta da mente e do coração
Aos milhares de fiéis reunidos na Praça S. Pedro, Francisco explicou que este domingo, na tradição da Igreja, era chamado “in albis” (alba). A expressão evocava o rito do batismo na Vigília de Páscoa ...


Pastorinhos vão ser canonizados a 13 de Maio
...


Papa pede humildade a poderosos em participação inesperada em conferência TED
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
728x90 350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE