Rondônia, - 06:50
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Espiritualidade e Religião
Espiritualidade e Religião
Papa Francisco completa 4 anos como líder da Igreja Católica
Publicado Terça-Feira, 14 de Março de 2017, às 11:18 | Fonte Jornal do Brasil 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=323656&codDep=67" data-text="Papa Francisco completa 4 anos como líder da Igreja Católica

  
 
 

 

Papa Francisco

Papa Francisco

 

 

O Papa Francisco completa nesta segunda-feira (13) quatro anos na liderança Católica com um pontificado marcado pela ênfase aos princípios originais da Igreja, pelo posicionamento firme e pela quebra de tabus.

 

Ao longo deste período, o Pontífice foi responsável por momentos históricos, como o acordo de retomada de relações entre Cuba e Estados Unidos, o encontro com o patriarca de Moscou e a participação nas celebrações dos 500 anos da Reforma Luterana, e o apoio às negociações de paz na Colômbia e na Venezuela. 

 

Eleição

 

Cardeal Bergoglio foi eleito em 13 de março de 2013, no segundo dia do Conclave, escolhendo o nome de Francisco. Ele foi o primeiro Jesuíta a ser eleito Papa. Ao ser eleito, na Capela Sistina, perguntaram a Bergoglio se aceitava. "Eu sou um grande pecador. Mas, confiando na misericórdia e paciência de Deus, no sofrimento, aceito", respondeu. 

 

Papa Francisco apareceu ao povo que o aguardava naquela noite na sacada central da Basílica Vaticana. Vestindo apenas a batina branca papal, dirigiu-se à multidão presente na Praça São Pedro, dizendo: “Irmãos e irmãs, boa noite! Vocês sabem que o objetivo do Conclave era eleger o Bispo de Roma. Meus irmãos Cardeais foram buscá-lo quase ao fim do mundo… Por isso, eis-me aqui! Agradeço a todos pela acolhida. Agora, a comunidade diocesana de Roma tem o seu Bispo. Obrigado!”.

 

A seguir, Francisco acrescentou:

 

“E agora iniciamos este caminho, o Bispo com seu Povo... o caminho da Igreja de Roma que preside a todas as outras Igrejas na caridade. Um caminho de fraternidade, de amor, de mútua confiança. Rezemos sempre uns pelos outros. Rezemos por todo o mundo, para que haja uma grande fraternidade. Espero que este caminho eclesial, que hoje começamos, com a ajuda do Cardeal Vigário, aqui presente, seja frutuoso para a evangelização desta Cidade tão bela!

 

O novo Papa concedeu então a sua Bênção Apostólica. Antes, porém, pediu um favor aos presentes:

 

“Antes que o Bispo abençoe o povo, peço-lhes que rezem ao Senhor para que me abençoe: é a oração do povo, pedindo a Bênção para o seu Bispo. Façamos em silêncio esta oração por mim”.


O Papa inclinou a cabeça, em sinal de oração, e todos na Praça fizeram silêncio por alguns momentos. Por fim, Francisco deu a sua primeira Bênção “Urbi et Orbi”, aos fiéis de Roma e do mundo inteiro, e concluiu desejando a todos "Boa noite e bom descanso!".

 

Trajetória

 

Em sua trajetória ao longo desses quatro anos, Papa Francisco tem conduzido a Igreja pregando a humildade e a fraternidade, criticando a ganância do mundo moderno, a corrupção e o apego à riqueza e à idolatria. Palavras que ganham importância histórica e relevância imprescindíveis no mundo de hoje.

 

Em 2013, Papa Francisco veio ao Rio de Janeiro, onde participou da Jornada Mundial da Juventude que reuniu 2 milhões de fiéis na cidade, num momento histórico.

 

Em seu último evento no Rio, quando encontrou 12 mil jovens no Riocentro, o Papa pediu coragem para que eles fossem "contra a corrente" e para "serem felizes". “Parto com a alma cheia de recordações felizes”, disse.

 

"Eu peço a vocês que sejam revolucionários, que vão contra a corrente; sim, nisto peço que se rebelem; que se rebelem contra essa cultura do provisório que, no fundo, crê que vocês não são capazes de assumir responsabilidades, que não são capazes de amar a verdade. Eu tenho confiança em vocês, jovens, e rezo por vocês. Tenham a coragem de “ir contra a corrente”. Tenham a coragem de ser felizes!", pediu o Papa Francisco, aplaudido pelos emocionados jovens.

 

Este quarto ano de papado foi intenso. Foi o ano da Exortação Apostólica Amoris Laetitia e do abraço histórico com o Patriarca Kirill em Cuba, o ano da Jornada Mundial da Juventude de Cracóvia, e da visita ao campo de concentração de Auschwitz, da canonização de Madre Teresa de Calcutá e da viagem ecumênica a Lund, na Suécia, pelos 500 anos da Reforma Protestante. 

 

O Santo Padre mostra que, assim como pregou para os jovens no Rio, tem a coragem de "ir contra a corrente" para resgatar os verdadeiros e principais valores da Igreja. 

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Espiritualidade e Religião


Papa reconhece martírio de bispo assassinado na Colômbia
...


Vaticano autoriza licença de cardeal Pell para defesa de acusações de pedofilia
...


Vaticano proíbe hóstias sem glúten
...


Papa Francisco afasta Cardeal Müller e coloca jesuíta à frente da doutrina da Igreja
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE