Rondônia, - 05:21
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
desafios da piscicultura
Rondônia busca apoio da Embrapa para solucionar desafios da piscicultura
“A gente precisa primeiro que eles caracterizem quais demandas necessitam ser atendidos para que possamos inseri-las no planejamento da UD”, ponderou o chefe Geral, que continua: “O grupo apontou questões de sanidade,
Publicado Quinta-Feira, 16 de Fevereiro de 2017, às 09:28 | Fonte Assessoria 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=321834&codDep=50" data-text="Rondônia busca apoio da Embrapa para solucionar desafios da piscicultura

  
 
 

Nas últimas quinta (9) e sexta (10), representantes do governo e da iniciativa privada de Rondônia, além da Embrapa daquele estado visitaram a nossa Unidade. O objetivo foi conhecer nossos avanços científicos e estabelecer parcerias. “Estamos aqui pedindo o apoio a esta instituição, precisamos assinar o quanto antes um termo de cooperação técnica, pois estamos num momento crítico da produção”, enfatizou o secretário de Agricultura de Rondônia, Evandro Cesar Padovani. Além da visita à UD, a comitiva conheceu um frigorífico no interior do estado e os parque aquícolas de Sucupira, na capital Palmas, e de Brejinho de Nazaré, cidade que fica na região Centro-Sul do Tocantins. O chefe Geral da Embrapa Pesca e Aquicultura, Carlos Magno, solicitou que eles fossem mais específicos na determinação de suas demandas e apontou soluções já prontas, como um curso de piscicultura que o SENAR (Serviço de Aprendizagem Rural) realizou com a Embrapa, disponível on line.
 
“A gente precisa primeiro que eles caracterizem quais demandas necessitam ser atendidos para que possamos inseri-las no planejamento da UD”, ponderou o chefe Geral, que continua: “O grupo apontou questões de sanidade, mas pode ser que haja outras demandas. Inclusive essa área envolve geração de conhecimento. Mas já temos algumas coisas prontas, como o curso do SENAR por exemplo, que tem mais de 20 horas gravadas e está disponível on line no site dessa instituição ”, completa.
 
Sanidade e conversão da alimentação (eficiência na dosagem de ração para ganho de peso) são os maiores problemas da região, segundo o superintendente de Desenvolvimento Econômico de Rondônia, Basilio Leandro Oliveira. “Há ainda muito experimentalismo, portanto é fundamental o incentivo de pesquisas nessa área. Há quem jogue Roundup (tipo de agrotóxico) para combater doenças na piscicultura”, afirma ele, acrescentando que melhoramento genético também é outra grande demanda do setor.
 
Em Rondônia, há 4.900 piscicultores, com uma produção na casa de 80 mil toneladas segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Dos 10 maiores produtores de peixe do país, cinco estão naquele estado, segundo a Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO). Oliveira afirma que essa é uma conquista recente. “Há 5 anos, produzíamos 8 mil toneladas. Um dos principais fatores que incrementaram a produção foi o aumento das áreas licenciadas”, pontua ele. Para a técnica da Emater-RO Maria Mirtes Pinheiro, também presente no evento, a piscicultura passou a atrair muito a atenção dos pequenos produtores que adotaram essa nova cultura: “muitos agricultores familiares migraram para a produção de peixe porque Manaus era nosso comprador certo. Agora vendemos não só para eles, mas também para outros estados”.
 
Sobre possibilidades de expansão da produção da piscicultura, o secretário de Agricultura de Rondônia, Evandro Padovani, cita um grande potencial de crescimento. De acordo com ele, estudos da Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir) e das usinas de Santo Antônio e Jirau, ambas no Rio Madeira, identificaram que é possível produzir 800 mil toneladas de peixes na região. Ou seja, 9,5 vezes a produção medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística (IBGE) em 2015. No entanto, é necessária uma aproximação maior entre o estado e a Embrapa: “Rondônia é muito rico no potencial hídrico. Mas a gente precisa da pesquisa. Não há desenvolvimento se não tiver a pesquisa”, afirma.
 
Programação – A comitiva reuniu-se no auditório da Embrapa Pesca e Aquicultura na manhã da quinta-feira. Após o pesquisador Giovanni Moro apresentar as linhas de pesquisa da Unidade, Basilio Oliveira enumerou os desafios e as metas do governo, que incluem capacitação de técnicos e piscicultores. Ilce Santos, da Superintendência de Desenvolvimento Econômico de Rondônia, lembrou que, na medida em que a produção foi aumentando, os problemas de sanidade começaram a surgir. “Contamos com a Embrapa para nos ajudar a combater esse problema. A piscicultura em Rondônia foi o setor que mais gerou empregos no estado e é o mais impactante na economia regional”, salientou.
 
Após a explanação dos representantes do governo, foi a vez do analista Francisco de Assis Correa Silva, da Embrapa Rondônia, falar sobre as linhas de pesquisa daquela Unidade – que ainda não estudos em piscicultura. Na sequência, Mayara Batschke, representando a Piscicultura Dourada, fez suas considerações. Ela destacou que leis estaduais incentivaram a produtividade. “Quando pudemos ter produção de pescado em áreas de preservação permanente (APPs) em estado de degradação, pudemos avançar bastante na piscicultura”, destaca ela. Além disso, a empresária ressaltou a importância de financiamento a baixos juros do Banco da Amazônia.
 
Finalizando as apresentações na parte da manhã, a colega Adriana Lima apresentou seus trabalhos com sexagem e avaliação genética do pirarucu. Após o almoço, o grupo visitou o Parque Aquícola de Sucupira, em Palmas. No dia seguinte, a comitiva visitou a Fazenda São Paulo, em Brejinho de Nazaré. Na mesma cidade, os visitantes conheceram também o sisteminha da Embrapa. Por esse processo, é possível unir a piscicultura e o cultivo agrícola em pequenas propriedades.
 
--------------
Clenio Araujo
(6279-MG)
Tel: (63) 3229 7836
 
Elisângela Santos

(19.500 Mtb-RJ) 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Agronegocios / Pecuária


19º Leilão Virtual Angus VPJ comemora oficialização do Ultraback
...


Cadastro Ambiental Rural tem mais 6,3 milhões de hectares inscritos em dezembro
...


PRODUTORES RURAIS PARTICIPAM DO DIA DE CAMPO DE BANANA REALIZADO PELA ESBR E EMBRAPA
...


IX Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil: prorrogado prazo para envio dos trabalhos até 22 de abril
O evento, realizado pelo Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café, será realizado no Centro de Convenções de Curitiba, no Paraná, de 24 a 26 de junho. As inscrições são gratuitas para todos os públicos-alvo....

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE