Rondônia, - 15:15
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
governador do am cobra solução para a BR-319
Governador do Amazonas cobra do ministro do Meio Ambiente uma solução para a BR-319
O governador José Melo aproveitou a presença do ministro para propor soluções para acabar com os problemas enfrentados na BR-319.
Publicado Quinta-Feira, 9 de Fevereiro de 2017, às 10:56 | Fonte Assessoria 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=321186&codDep=38" data-text="Governador do Amazonas cobra do ministro do Meio Ambiente uma solução para a BR-319

  
 
 

Ecoviagem

BR-319

Isolamento – O governador José Melo aproveitou a presença do ministro para propor soluções para acabar com os problemas enfrentados na BR-319. Segundo ele, a falta de estrutura da estrada que liga o Amazonas ao resto do Brasil, prejudica o escoamento da produção e isola o Estado.
 
 

Governador José Melo anuncia Matriz Econômica Ambiental como política de Estado e lança o programa para reduzir o desmatamento nos municípios

 

Foto: Bruno Zanardo/Secom

Foto: Bruno Zanardo/Secom

 
Pouco mais de dez meses após o início de sua criação, a Matriz Econômica Ambiental do Amazonas se tornou uma realidade, e na tarde desta quarta-feira, 8 de fevereiro, foi anunciada como política de Estado pelo governador José Melo, acompanhado pelo ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, que garantiu investimentos de R$ 2 milhões no setor. Na ocasião, também foi realizado o lançamento do programa Municípios Sustentáveis do Amazonas (MS-Amazonas) que visa reduzir o desmatamento no Estado.
 
“Estávamos em uma situação em que não se podia fazer nada na Amazônia, mas agora tudo pode desde que seja de forma responsável e sustentável economicamente. Criamos um modelo em que as alternativas econômicas da nossa floresta podem ser exploradas sem a degradação gerando assim emprego e renda constantes para a nossa gente”, disse o governador José Melo.
 
Já com investimentos de R$ 450 milhões previstos para 2017, a Matriz (Lei n° 4.419 de 29 de dezembro de 2016) é a principal proposta de crescimento para o Estado e alternativa para a Zona Franca de Manaus, com a implantação de uma nova economia sustentável focada no desenvolvimento de projetos voltados para as riquezas naturais do Amazonas, tais como a piscicultura, fruticultura, fármacos, cosméticos, entre outros.
 
“Nós temos 97% de nossa floresta completamente preservada, com recursos extraordinários. Para ter uma ideia, temos a maior reserva mineral e gás do País. Somos a 3ª maior reserva de petróleo, recursos esses que agora podem ser explorados, mas de forma sustentável e com o apoio da ciência, para garantir a renovação desses insumos”, completou Melo.
 
Com agenda no Amazonas, o ministro do Meio Ambiente (MMA), José Sarney Filho, acompanhou a cerimônia e elogiou a iniciativa da administração estadual. Segundo ele, os olhos do Brasil estão voltados para a região. “A Amazônia é um dos maiores patrimônios do País e o Governo Federal sabe de sua importância e do quão importante é sua preservação. Garantir investimentos e utilização de seus recursos naturais sem a degradação da floresta é uma medida essencial para o desenvolvimento de toda a região amazônica”, comentou.
 
Na oportunidade, o ministro ainda anunciou o investimento de R$ 2 milhões no setor de Meio Ambiente no Estado, que deverão ser destinados para o combate ao desmatamento e outras ações de preservação florestal.
 
MS Amazonas – Durante a cerimônia, também foi lançado o programa Municípios Sustentáveis do Amazonas (MS Amazonas), o primeiro de uma série de instrumentos que serão implementados para reduzir o desmatamento, degradação ambiental e queimadas no Estado, com destaque para a região Sul, associado à política da Matriz Econômica Ambiental e que terá investimentos de R$ 59 milhões.
 
Os municípios de Apuí, Boca do Acre, Manicoré, Lábrea, Humaitá, Novo Aripuanã e Canutama foram os primeiros a aderir o programa. “Estas cidades são as que apresentam os números mais expressivos em relação ao desmatamento, por isso são as primeiras a aderir, porém não serão as únicas. Nossa meta é abranger todo o Estado com a iniciativa”, explicou o secretário de Estado de Meio Ambiente, Antonio Ademir Stroski.
 
De acordo com ele, com a adesão, os municípios devem envidar esforços para estruturar o órgão municipal de meio ambiente de modo que possa alcançar os objetivos definidos como fortalecer os processos de regularização ambiental, apoiar o desenvolvimento de cadeias produtivas sustentáveis, melhorar a governança municipal, além de promover a conservação dos recursos naturais e a recuperação ambiental, com ações que diminuam as desigualdades sociais.
 
Outros cinco termos de cooperação foram assinados entre a administração pública e instituições parceiras para a conservação dos recursos naturais e da biodiversidade do Amazonas.
 
 
Para isso, o chefe da administração estadual sugeriu a criação de uma estrada-parque, que não prejudicaria nenhuma das 20 unidades de preservação presentes no chamado “trecho do meio”. “Criaríamos um isolamento naquele trajeto, como uma forma de envelopamento com gradil e monitoramento para garantirmos a preservação daquela área riquíssima em biodiversidade. Isso já foi feito em outros lugares e pode ser feito aqui”, argumentou o governador.
 

Sarney disse que o Governo Federal não está fechado a propostas e que a sugestão com certeza será avaliada pelo ministério. 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Notícias da Amazônia


Porto Velho a Manaus de barco; 4 dias e 3 noites - confira
A viagem começou assim que chegamos a Porto Velho. Nem tivemos tempo de conhecer melhor a cidade. O barco estava para sair, e ainda haviam vagas. Mas teríamos pouco tempo para nos organizar....


Tempo fica nublado nesta sexta-feira (19) em todas as regiões do Acre, prevê Sipam
Há previsão de pancadas de chuvas seguidas de trovoadas em áreas isoladas....


Arte indígena Kusiwa do Amapá tem reavaliação inédita pelo Iphan
Registrada como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil e da Humanidade, a pintura corporal e arte gráfica Kusiwa, produzida por índios Wajãpi,...


Projeto Barco da Saúde inicia expedição a partir do porto de Manaus (AM) no dia 18/6
Embarcação especial, que levará atendimento médico e odontológico para mais de 700 pessoas nas comunidades ribeirinhas, tem apoio da Faculdade São Leopoldo Mandic...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
728x90 350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE