Rondônia, - 13:04

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
AGRONEGÓCIOS E AGROPECUÁRIA
Porto Velho: Frigorífico de peixe torna piscicultura mais rentável
Publicado Quarta-Feira, 8 de Fevereiro de 2017, às 14:05 | Fonte da Redação 0

 
 

Além do preço mas acessível, peixe poderá ser incluído na merenda escolar das escolas do município

 

O secretário Juca Castanheira, da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Semagric) visitou na última segunda-feira (6), o frigorífico de peixe da Cooperativa Agro Verde (Coopagroverde), localizada na Linha Progresso, Gleba 2, zona rural de Porto Velho. Acompanharam o secretário na inspeção o deputado federal Nilton Capixaba (PTB) e a secretaria adjunta da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), Mary Braganhol.

 

Inaugurada no final do ano passado, a agroindústria de beneficiamento de pescado é um projeto-piloto do município e visa criar uma alternativa sustentável rentável para os pescadores e produtores rurais que trabalham com a aquicultura em Porto Velho. Na parceria firmada com a cooperativa, o município cedeu todo o equipamento necessário para o funcionamento do frigorífico.

 

“Como foi a prefeitura que equipou o frigorífico, tínhamos a necessidade de verificar se os equipamentos sendo bem utilizados e se a finalidade do frigorífico está sendo realmente cumprida. É intenção do prefeito dr Hildon Chaves incentivar mais parcerias como essa. Já está sendo estudada uma nos mesmos moldes para a Ponta do Abunã, no distrito de Extrema”, disse o secretário.

 

Atualmente, o frigorífico da Coopagroverde já atende as escolas da rede estadual de ensino fornecendo pescado para a merenda escolar. Mas a intenção do secretário Juca Castanheira, é incluir também as escolas municipais. Uma reunião com o secretário Zenildo Santos, da Secretaria Municipal de Educação (Semed) já foi agendada para que seja discutida a inclusão do peixe na merenda escolar no município.

 

“Esse programa é importante porque ele atende a demanda do pescado de cativeiro dos cooperados e produtores da agricultura familiar, visando agregar valor ao pescado para a merenda escolar e a população em geral. Por isso, já estamos trabalhando na elaboração de um conjunto de propostas para inserir na merenda o peixe e seus derivados”, reforçou o secretário.

 

Por meio da parceria, o município também cedeu o Caminhão do Peixe para a cooperativa com o propósito de que a entidade comercialize o pescado diretamente ao consumidor nos bairros a um preço mais acessível. “Com isso, a prefeitura garante a população de baixa renda, não só um produto com preço mais barato, mas também um alimento de qualidade”, adiantou o secretário da Semagric.

 

Texto Comdecom|Fotos Semagric 









Veja também em Agronegocios / Pecuária


Marco regulatório para agrotóxicos é publicado no DOU
Regras preveem alterações nos rótulos e nas bulas dos produtos ...


Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde
Alta projetada para julho é de 5,8% ...


Tocantins atrai investidor para execução de projetos agropecuários e piscicultura
Um dos maiores empreendimentos de piscicultura da região norte do Brasil, a Piscicultura Pantanal, em Sítio Novo, a 631 km de Palmas, na região do Bico do Papagaio, possui de 250 hectares de lâminas d`água. ...


Universidade cria técnica que identifica uso de agrotóxicos em frutas
Um estudo desenvolvido pela Universidade Federal de Goiás (UFG) possibilitará, a produtores e autoridades sanitárias, identificar e mensurar o uso de agroquímicos – em especial pesticidas e fungicidas – nas frutas e legumes consumidos no país....

 


ads2507



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News