Rondônia, - 06:50

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
implantação de cadeiras de agroecologia
Governo de Rondônia incentiva implantação de cadeiras de agroecologia e produção orgânica no campus Instituto Federal em Porto Velho
Projetos que integrem ensino, pesquisa e extensão voltados a técnicas de agroecologia e produção orgânica são prioridade nas ações governamentais.
Publicado Terça-Feira, 31 de Janeiro de 2017, às 09:19 | Fonte da Redação 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=320465&codDep=50" data-text="Governo de Rondônia incentiva implantação de cadeiras de agroecologia e produção orgânica no campus Instituto Federal em Porto Velho

  
 
 

Alexsandro Quirino e Marcos Machado estiveram no gabinete da professora Gedeli, coordenadora de formação inicial e continuada do Ifro

Projetos que integrem ensino, pesquisa e extensão voltados a técnicas de agroecologia e produção orgânica são prioridade nas ações governamentais. Na última semana, no Instituto Federal de Rondônia (Ifro), campus Calama, em Porto Velho, por iniciativa do governo de Rondônia houve a primeira reunião para tratar da inclusão das matérias na grade curricular do instituto.
 
Alexsandro Quirino, gerente de agroecologia da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri); e Marcos Machado, responsável pelo acompanhamento da chamada de Ater em Agroecologia da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), estiveram no gabinete da professora Gedeli Ferrazzo, coordenadora de formação inicial e continuada do Ifro, com o objetivo de promover alinhamento sobre o apoio financeiro por meio da chamada MCTIC/Mapa/MEC/Sead – Casa Civil/CNPq nº 21/2016.
 
No caso de Rondônia, os recursos preveem a criação de Núcleo de Estudo em Agroecologia e Produção Orgânica (NEA) e do Centro Vocacional Tecnológico de Agroecologia (CVT).
 
Os recursos são oriundos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ministério da Educação (MEC) e Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário da Casa Civil da Presidência da República (Sead) para projetos que integrem ensino, pesquisa e extensão, visando a construção  e socialização do conhecimento e técnicas relacionadas à agroecologia e produção orgânica.
 
O valor global da chamada para todo o Brasil é de R$ 10,7 milhões, e 15% deste valor é destinado à região Norte. “O objetivo  é estimular  as instituições de ensino, aptas para submissão de propostas, porque desta forma aumenta a probabilidade de aprovação de propostas do estado de Rondônia”, afirmou Alexsandro.
 
“O intuito é divulgar a chamada e estabelecer um diálogo  com outras instituições de ensino para que possamos criar os Núcleos e os Centros de Agroecologia e Produção Orgânica para atender uma demanda crescente deste segmento em Rondônia”, explicou Evandro Padovani, titular da Seagri.
 
Fonte
Texto: Marco Aurélio Anconi
Fotos: Alexsandro Quirino

Secom - Governo de Rondônia 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Agronegocios / Pecuária


Viveiro Cidadão firma novas parcerias
A parceria visa atender os agricultores familiares que queiram recuperar as APP's e/ou Reservas Legais nas propriedades rurais que estejam dentro dos oito municípios ...


Convênio assinado em Ouro Preto do Oeste assegura execução do programa Título Já para mais de 2 mil famílias
De acordo com o convênio, no valor de R$ 110 mil, a meta é regularizar 2.200 lotes urbanos no município, atendendo famílias cuja renda não seja superior a cinco salários mínimos....


Se passar, MP do Funrural ajudará grandes frigoríficos; BR tem que fazer ''lição de casa'' para Hong Kong, diz Abrafrigo
O pagamento de dívidas do Funrural com créditos fiscais da exportação distorceria o mercado, já que os médios e pequenos, na maioria não exportadores...


Rebanho bovino ultrapassa 14 milhões de cabeças em Rondônia
Rondônia tem status de área livre de febre aftosa com vacinação desde 2003 e está em processo para a retirada da vacina a partir do segundo semestre de 2019....

 

::: Publicidade :::


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE