Rondônia, - 19:58

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
amazônia
Inpa implantará duas unidades demonstrativas na produção de alimentos
O projeto foi contemplado com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) equivalentes a R$ 3 milhões. A duração do projeto é de um ano com a possibilidade de renovação para mais um ano
Publicado Domingo, 29 de Janeiro de 2017, às 14:59 | Fonte da Redação 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=320355&codDep=38" data-text="Inpa implantará duas unidades demonstrativas na produção de alimentos

  
 
 

Por Karem Canto – Ascom Inpa
Foto: Acervo - Luiz Augusto de Souza e Elizabeth Gusmão
 
Capacitar cerca de mil produtores e produzir dez novos títulos instrucionais. Estes são os compromissos do projeto “Implantação de Unidades Demonstrativas Agroflorestais na Amazônia”, a ser instalado pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) e envolverá as áreas de piscicultura e em plantios agroflorestais e de agroecologia.
 
Grupos de Pesquisas em Aquicultura e em Agronomia do Inpa estão em processo de implantação do projeto, que será instalado em Manaus (AM) e no município de Benjamin Constant, distante a 1.121 quilômetros da capital. 
 
O projeto foi contemplado com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) equivalentes a R$ 3 milhões. A primeira parcela, de quase R$ 2 milhões, foi liberada no final do ano passado. A duração do projeto é de um ano com a possibilidade de renovação por mais um ano.
 
Os recursos serão utilizados, entre outras coisas, para a produção de matérias instrucionais, tanto em forma de cartilhas, livros, vídeos e jogos, que favoreça o treinamento, a educação e a passagem do conhecimento.
 
A coordenação do projeto esta á cargo da doutora Denise Gutierrez, que também é coordenadora de Tecnologia Social do Inpa. Ela explica que na unidade demonstrativa de piscicultura, situada no Campus III do Instituto, no V8, o projeto compreende a revitalização de algumas estruturas da aquicultura para que haja a possibilidade de alcançar maior número de pessoas treinadas e capacitadas na área de produção de peixes.
 
SitetambaquiAcervoElizabethGusmao
SitetambaquiAcervoElizabethGusmao
 
“Teremos essa revitalização e um plano com calendário de capacitações e de visitas técnicas, onde estudantes e pequenos produtores poderão ser bem acomodados, e, de fato, terem a experiência das boas práticas na produção de peixe”, garante Gutierrez, acreditando que em fevereiro já comecem as atividades.
 
Aos pequenos piscicultores, a coordenadora explica que será oferecida a oportunidade de melhorar a capacidade técnica, dinamizar e contribuir para o aumento da produção. “O Amazonas importa peixe para a sua alimentação de outros estados, sobretudo de Rondônia e de Roraima. Temos, assim, uma demanda reprimida em termos de mercado”, destaca.
 
Já na área dos plantios agroflorestais, uma unidade será implantada em Benjamin Constant, município distante a 1.121 quilômetros de Manaus, que segundo a coordenadora, embora seja um local distante, existe uma alta demanda por capacitação técnica na agronomia.
 
Interação
  
O município de Benjamin Constant foi uma escolha do Grupo de Pesquisa em Agronomia, que já está trabalhando com agroecologia e com plantios agroflorestais naquela região. “Então, já existe uma história de interação com as comunidades locais, além da presença das universidades,  que nos dão retaguarda em infraestrutura, hospedagem e acolhimento”, explica Gutierrez. 
 
 
 
A coordenadora justifica que se todos os projetos do Inpa estiverem sendo desenvolvidos apenas no quintal de casa, não se cumpre a missão institucional, que é ser um instituto de pesquisas da Amazônia.  “E à medida que se tem recurso para executar idas à campo e a mobilização de comunitários, as pesquisas vão junto”, diz.
 
 
Pela proposta do projeto, a ideia é utilizar parcerias locais e os próprios quintais dos produtores para os plantios, levar estudantes, fazer coletas e acompanhar os canteiros de implantação de culturas agroecológicas, todas de interesse de espécies amazônicas. “A meta é instalar essas unidades, esses campos demonstrativos, e dinamizar a visitação local para poder compartilhar o conhecimento produzido pelo Inpa”, diz.
 
SiteCanteiro AfaceSupiá
SiteCanteiro AfaceSupiá
 
Extensão
 
O projeto é interinstitucional e tem como parceiros a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e o Instituto Federal do Amazonas (Ifam). Segundo a coordenadora, o objetivo do projeto é ser, essencialmente, de extensão.
 
“Esse é o principal diferencial”, destaca Gutierrez para acrescentar que a maior parte dos projetos que se tem no Inpa é centrado apenas na pesquisa. “Esse, não. Temos a condição de fazer pesquisa aplicada em uma proposta que tem como objetivo central a extensão. É a disseminação de conhecimento junto à comunidade”, afirma.
 
A coordenadora explica que além dos parceiros, há também a participação do grupo de pesquisa multidisciplinar, o Núcleo de Estudos Rurais e Urbanos Amazônico (Nerua), encabeçado pelo Dr. Hiroshi Noda, pesquisador aposentado do Inpa, mas que continua ativo, orientando alunos de mestrado e doutorado.
 
“É uma pessoa de referência para esse projeto, juntamente com os demais colegas da agronomia, dentre os quais citamos alguns: Danilo Fernandes da Silva Filho, Luiz Augusto Gomes de Souza e Rosalee Albuquerque Coelho Neto”, ressalta.
 

Para Gutierrez, o projeto é de extrema importância para o Instituto, mas é também uma conquista do Inpa e dos grupos de pesquisas envolvidos. “Todos se esforçaram para compor uma proposta que fosse abrangente e de impacto, que, além de produzir material de divulgação da ciência, também trará recursos que podem alavancar as atividades de interesse dos laboratórios”, conclui. 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Amazônia


Presidente fala sobre o atendimento médico em distrito indígena de Parintins-AM
O presidente Jair Bolsonaro se manifestou nas redes sociais sobre o apoio médico no distrito indígena de Parintins (AM)....


O terror das queimadas em Amajari-RR deixa rastro de morte
Defesa Civil diz estima que mais de dez propriedades foram afetadas na região....


Auditores fiscais descobrem R$ 820 mil em cargas irregulares em Manaus
As cargas reúnem hidrantes de cobre, engates de mangueiras de incêndio, fios de cobre de telefonia, lápides, moedas antigas, hélices de navio, placas de inauguração de obras públicas e outros objetos...


Governo planeja construção de ponte sobre o Rio Amazonas, hidrelétrica e extensão da BR-163 até o Suriname
Projetos incluem ponte sobre o Rio Amazonas, hidrelétrica e extensão da BR-163 até o Suriname; militares querem marcar posição...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News