Rondônia, - 01:59

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Em encontro com Temer, FPA pede nomeação de ministro ligado às entidades e que tenha conhecimento do assunto
Publicado Quinta-Feira, 28 de Abril de 2016, às 09:02 | Fonte Notícias Agrícolas 0

 
 

 

 

 

Foi positivo o encontro de representantes da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e entidades do setor produtivo rural com o vice-presidente Michel Temer na tarde desta quarta-feira (27) no anexo II do Palácio do Planalto.

 

O presidente da FPA, deputado Marcos Montes (PSD-MG), entregou um documento de sete páginas com os principais entraves que emperram o desenvolvimento da agropecuária nacional. As propostas abrangem desde governança institucional, política agrícola, acordos comerciais, direito de propriedade e segurança jurídica, meio ambiente, infraestrutura e logística, defesa agropecuária, relações trabalhistas, entre outros.

 

Michel Temer se mostrou receptivo e ressaltou a importância do agronegócio para a retomada do crescimento da economia brasileira. A bancada ruralista sugeriu ainda que o Ministério da Agricultura seja fortalecido e passe a gerenciar todo o processo de reorganização do segmento.

 

No blog de Josias de Souza, no UOL: Temer deve entregar a Agricultura para o PRB

 

No rateio ministerial que promove enquanto se prepara para a hipótese de ter que assumir a Presidência da República, Michel Temer negocia a entrega do Ministério da Agricultura ao PRB. Com isso, o partido será promovido da periferia para o centro da Esplanada. Até as vésperas da aprovação do impeachment na Câmara, ocupava a pasta dos Esportes. Antes disso, havia comandado a Pesca.

 

Deve-se a ascensão da legenda, ligada à Igreja Universal, ao posicionamento de sua bancada federal. O PRB traiu Dilma, despejando no cesto do impeachment os 22 votos de que dispõe na Câmara. No Senado, o partido tem apenas um representante: o ex-ministro da Pesca, Marcelo Crivella (RJ).

 

Os operadores de Temer tentam emplacar na cota atribuída ao PRB um nome respeitável. Sugeriu-se ao partido que apadrinhe a nomeação de Roberto Rodrigues. Foi ministro da Agricultura no primeiro mandato de Lula. Presidiu a Associação Brasileira do Agronegócio. Na campanha presidencial de 2014, apoiou a candidatura do tucano Aécio Neves.

 

Roberto Rodrigues é um crítico ácido da gestão de Dilma na Agricultura. Queixa-se especialmente do descaso com a agroenergia. Acusa a gestão Dilma de ter destruído o setor sucroalcooleiro.

 

Ironicamente, o Ministério da Agricultura é comandado no momento pela senadora licenciada Kátia Abreu (PMDB-TO). Depois que o deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) pediu demissão da pasta da Saúde, nesta quarta-feira, Kátia tornou-se a única sobrevivente do partido de Michel Temer na equipe de Dilma. Leal à presidente, ela já avisou que permanecerá ao lado da chefa até o final.

 







Veja também em POLÍTICA


Bolsonaro circula pelo Guarujá e cumprimenta policiais e apoiadores
O presidente embarcou ontem à tarde (21) para o litoral de São Paulo. A primeira-dama, Michele Bolsonaro, não integra a comitiva...


''Eu já fui várias vezes'', diz Bolsonaro sobre visitas à prisão
Presidente comentava as visitas do filho, Flávio Bolsonaro, ao ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega...


Gilmar mantém Neudo Campos na prisão por desvios de R$ 300 milhões
Neudo foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, a sete anos de prisão, em regime fechado, por supostamente chefiar esquema de ''funcionários fantasmas'' investigado na Operação Praga do Egito...


Sem Michelle, Bolsonaro vai para o Guarujá passar o carnaval com aliados
Apesar de não levar a mulher, Bolsonaro estará acompanhado da filha Laura, de 9 anos, do filho mais velho, o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), que também levará a mulher e as duas filhas...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News