Rondônia, - 22:53
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
agronegócio
Baixo preço pago pela arroba do boi causa indignação de pecuaristas em Rondônia - confira a nota
Publicado Segunda-Feira, 29 de Fevereiro de 2016, às 12:15 | Fonte Assessoria 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=302264&codDep=50" data-text="Baixo preço pago pela arroba do boi causa indignação de pecuaristas em Rondônia - confira a nota

  
 
 

Você já imaginou trabalhar em uma atividade onde o valor pago pelo seu produto não cubra os custos de produção? Essa é a situação enfrentada pelos pecuaristas de Rondônia. Sabemos que os produtores rurais de todo Brasil enfrentam problemas das mais variadas ordens, mas em Rondônia a situação se agrava e toma dimensões catastróficas por causa do baixo preço pago pela arroba do boi.
 
O grande problema é que essa queda nos preços pagos ao produtor, não refletiu nas prateleiras dos supermercados, tampouco na mesa do consumidor, pelo contrário, no varejo o preço da carne sofreu elevação. Para o pecuarista, a situação é ainda mais agravante, pois o valor pago pela indústria frigorífica, em nosso Estado, não cobre os custos de produção (COT), conforme demonstra estudos da CNA.
 
Até maio/2015 o preço da @ do boi em RO esteve equiparado ao PA e MT, historicamente equiparados aos mesmos percentuais de diferencial de base com SP. Porém a partir de junho/2015, somente em RO, os preços da @, sofreram uma queda abrupta, inexplicável, orquestrada, distanciando RO das demais praças, chegando a 20% dos preços de SP, e permanecendo em baixa, dos menores preços do Brasil.
 
Desde novembro/2015, os produtores rurais de Rondônia, vem se reunindo em todo o Estado e Capital, buscando o diálogo e aproximação com as indústrias frigoríficas e governo, afim de chegar a um entendimento, do que mais parece um descarado alinhamento de preços.
 
A união dos produtores resultou no movimento intitulado "O GRITO DA PECUÁRIA", que está ecoando positivamente por todo o Brasil.
 
Em 15/02/2016, foi realizada uma reunião no palácio do governo, em Porto Velho, com a presença dos responsáveis pelos maiores frigoríficos instalados em RO, com a presença maciça dos produtores rurais, e com a mediação do Governo do Estado, onde foi apresentado aos frigoríficos os questionamentos sobre a queda nos preços da @ em RO. Diante das argumentações, os frigoríficos ali presentes, solicitaram, através da ABIEC, marcar uma nova reunião para apresentar soluções as tratativas. Foi definida a data de 25/02/2016, local FIERO, Porto Velho/RO.
 
Na data marcada, novamente presentes o governo do Estado, as comissões de produtores, e os frigoríficos aparentemente com objetivo de enfraquecer o movimento, encaminharam para reunião apenas o Presidente da ABIEC, sr Antonio Camardeli, que apesar de solícito, se manifestou sem autonomia para a negociação de preços, e foi fortemente repudiado pelos presentes. Camardeli assumiu perante todos os presentes, o compromisso de levar a mensagem dos produtores novamente aos frigoríficos afiliados à ABIEC, acrescentando-lhes a devida severidade do assunto:
 
"CONTINUAMOS DISPOSTOS AO FORTALECIMENTO DA PARCERIA (ProdutorXFrigorifico) EM RO, PORÉM A RETOMADA DOS PREÇOS NO ESTADO É PRE-REQUISITO PARA TODAS AS DEMAIS AÇÕES POSSÍVEIS, QUE BENEFICIAM TODA A CADEIA.
 
SOLICITAMOS UM POSICIONAMENTO CONCRETO DAS INDÚSTRIAS, A FIM DE EVITAR UM CONFRONTO. ENTENDEREMOS A OMISSÃO COMO UMA NEGATIVA."
 
Foi estabelecido novo prazo para manifestação até dia 07/03/2016, e será encaminhado ofício formal a todos os frigoríficos.
 
Demais tratativas e assuntos abordados na Reunião 25/02:
 
* Instalação oficial da CÂMARA SETORIAL DA CARNE BOVINA do Estado de RO.
 
* Credenciamento do Estado para BOI EUROPA;
 
* Invasões de terras no Estado:
 
* Ferrovia transoceânica;
 
* Hidrovia do Madeira;
 
* China negócios com RO;
 
* Missão Equatoriana para transações comerciais escoadas pelo Rio Madeira e Amazonas.
 
* Estado de Rondônia livre da peste suína clássica;
 
* E demais ações a serem organizadas em todo Estado a partir de março/2016, dentre outros;
 
O assunto não está encerrado, o GRITO DA PECUÁRIA ecoa cada vez mais longe, porque somos todos do agronegócio.
 
Dorival de Souza Gaspar
 

APA – Associação dos Pecuaristas de Ariquemes 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Agronegocios / Pecuária


Empreendedores de Urupá dão exemplo de economia criativa exportando plantas para outros estados e para o Peru
Com pouco mais de 13 mil habitantes, o município de Urupá tem economia sustentada pela agropecuária, mas a receita sofre com a queda nos repasses constitucionais que, por sua vez, sofrem com os reflexos da crise. ...


Rondoleite: Card Ideal vai fomentar negócios para aquecer indústria do leite
Durante a realização da 1ª Feira do Agronegócio do Leite de Rondônia (Rondoleite), que acontece nos dias 16 e 17 de novembro em Ji-Paraná, a Card Ideal levará uma nova oportunidade de negócio que tem o foco no fomento ao crédito para o agronegócio....


Coamo deve repetir em 2017 desempenho de 2016, diz presidente
A Coamo, maior cooperativa agrícola do Brasil, com sede no Paraná, deverá atingir neste ano um resultado semelhante ao de 2016, apesar de preços mais fracos de 2017, em meio a uma produção recorde de grãos....


Exportações do setor agropecuário crescem mais de 150% em um ano
O indicador mensal de Comércio Exterior do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre/Icomex), que traz os principais dados da balança comercial brasileira, mostram aumento de 31,7% no volume exportado no país em outubro ...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::