Rondônia, - 01:37
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Economia
Nova regra faz seguro-desemprego
Nova regra faz seguro-desemprego cair 20% no AM, mesmo com demissões em alta no Distrito Industrial
Mudança prevista na MP 665 aumenta o tempo de trabalho para empregado receber o benefício
Publicado Terça-Feira, 26 de Maio de 2015, às 10:16 | Fonte Laís Motta / portal@d24am.com 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=295505&codDep=20" data-text="Nova regra faz seguro-desemprego cair 20% no AM, mesmo com demissões em alta no Distrito Industrial

  
 
 

Procura pelo benefício caiu depois que Governo Federal endureceu as regras para o saque Foto: Sandro Pereira / Acervo DA

Manaus  - O número de trabalhadores que tiveram acesso ao seguro-desemprego caiu 19,7%, de janeiro a abril de 2015, no Sistema Nacional de Emprego do Amazonas (Sine/AM), em comparação com igual período de 2014, mesmo com o aumento das demissões, segundo dados da Secretaria de Estado de Trabalho (Setrab).
 
Com a possibilidade de mudança das regras, ainda em tramitação no Congresso Nacional, a orientação ao trabalhador é que aguarde um pouco para dar entrada no benefício.
 
Nos primeiros meses de 2015, 18.377 trabalhadores foram habilitados a receber o benefício no Sine/AM, ou 19,7% a menos do que os 22.891, no mesmo período de 2014.
 
Abril registrou o menor número de habilitados ao seguro no ano, com apenas 3.955, resultado 37,9% menor do que o intervalo de 2014 (6.374).
 
O motivo, segundo o coordenador-geral do Sine/AM, Arilson Vieira, são as mudanças com a Medida Provisória (MP) 665, que endureceu as regras, aumentando o tempo de trabalho formal para o empregado receber o benefício.
 
Desde 28 de fevereiro, é necessário ter trabalhado 18 meses, dentro de um período de 24 meses, para ter direito à primeira solicitação do seguro, explica Vieira. Caso o empregado vá receber pela segunda vez, deve comprovar ter trabalhado 12 meses, dentro do período de 16 meses. Na terceira solicitação, o trabalhador deve ter atuado por seis meses.
 
“A situação toda ocorre em função de que antes, a pessoa com seis meses já tinha direito ao seguro. Com a mudança nas regras, nós acreditamos que isso deva ser o principal motivo para a redução”, disse Vieira.
 
As MP 665 perderá o efeito em 1º de junho, caso não tenha a tramitação concluída no Congresso. A matéria já foi aprovada pela Câmara e deve ser votada no Senado, esta semana.
 

O trabalhador pode solicitar o benefício no período de sete a 120 dias, contado do dia seguinte à data de sua dispensa. “Para dar entrar no seu benefício, é aconselhável aguardar a decisão desse processo, que deve ocorrer nessa semana”, afirma o coordenador do Sine/AM. 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Economia


Gazin fica na frente das grandes varejistas na preferência do consumidor
Grandes marcas são as mais conhecidas mas não as preferidas, segundo pesquisa com 7500 consumidores do país inteiro...


Rondon Cap não passa de jogo de azar e MPs pedem na Justiça a suspensão imediata da venda do título
Órgãos apontam que realizadores do Rondon Cap enganam consumidores com a venda de “pseudos títulos de capitalização” que não permitem que consumidores resgatem valores pagos....


Luiz Tourinho e sua participação no Sebrae
Quando se transformou em Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresas (Sebrae) em 1991, o antigo CEAG (Centro de Assistência Gerencial), deu lugar a uma administração compartilhada com entidades representativas...


Sebrae e Suder promovem Seminário Rural em São Francisco do Guaporé
Evento acontece de 29 de junho a 1 de julho e deve reunir cerca de 400 produtores da região...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE