Rondônia, - 20:16
Últimas Política Amazônia Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco

 

Você está no caderno - Notícias da Justiça e do Direito
noticiário jurídico
Notícias da Justiça e do Direito nos jornais desta terça-feira
Um grupo de juristas e professores universitários protocolou na Assembleia Legislativa do Paraná um pedido de impeachment do governador Beto Richa (PSDB).
Publicado Terça-Feira, 26 de Maio de 2015, às 09:59 | Fonte Revista Consultor Jurídico 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=295502&codDep=35" data-text="Notícias da Justiça e do Direito nos jornais desta terça-feira
  
 
 

O governador do Paraná, Beto Richa

A nova lei de arbitragem, que deve passar pela sanção presidencial nesta quarta-feira (27/5), amplia os casos em que divergências podem ser resolvidas em uma câmara arbitral. O instrumento poderá ser usado para solucionar conflito entre a administração pública e grandes empresas, o que deve ajudar a destravar grandes obras de infraestrutura. O caso poderá ser resolvido fora da esfera do Judiciário e não há a necessidade de interrupção das obras. Essa solução poderia ser aplicada em construção de aeroportos, portos, rodovias, hidrelétricas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Autonomia da defensoria
A Defensoria Pública de SP também vai entrar como "amicus curiae", ou parte interessada, em ação no Supremo Tribunal Federal que pode, no futuro, retirar a autonomia das defensorias no país. A iniciativa é uma reação ao procurador-geral do Estado, Elival da Silva Ramos. Ele também pediu para ser ouvido no processo. A defensoria paulista considera a iniciativa de Ramos "inoportuna" e aponta "fragilidade nos argumentos" da ADI, apresentada por Dilma Rousseff. A presidente tenta derrubar a autonomia da Defensoria Pública da União e do Distrito Federal. As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.


Sigilo do BNDES
O Supremo Tribunal Federal deve julgar nesta terça-feira (26/5)uma ação do BNDES contra a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que determinou a realização de auditoria em operações de crédito feitas com o grupo JBS Friboi. No julgamento, os ministros definirão se o banco tem a obrigação de dar transparência às suas operações financeiras. Na última sexta-feira (22/5), a presidente Dilma Rousseff vetou artigo de uma lei que proibia o sigilo dos empréstimos e financiamentos concedidos pelo BNDES. As informações são do jornal O Globo.


Novas regras
A entrada em vigor das novas regras da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para a gestão de fundos deve trazer mais clareza para as operações feitas nessa indústria, que movimenta atualmente R$ 2,8 trilhões de reais, investidos dentro e fora do país. A Instrução CVM 558 substitui a CVM 306 e passa a valer a partir de janeiro do ano que vem. Ela traz exigências mais rígidas sobre a qualificação dos profissionais e a transparência na prestação de contas das gestoras de recursos, além de estabelecer capital mínimo para essas empresas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Delação premiada
Os advogados dos presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pediram que o relator da "lava jato" no Supremo Tribunal Federal, ministro Teori Zavascki, esteja presente em futuros depoimentos do delator Julio Camargo, executivo ligado à Toyo Setal. O pedido é uma reação às notícias de que o acordo de delação premiada de Camargo pode ser anulado porque o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, desconfia de que o executivo possa ter mentido em seus depoimentos para proteger Cunha. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.


Processo nos EUA
Mais dois processos individuais foram abertos contra a Petrobrás na Corte de Nova York, de dois fundos de pensão, um dos funcionários do Estado de Ohio e outro de Estados do centro, sudeste e sudoeste dos Estados Unidos. A empresa brasileira já enfrenta seis ações individuais na Justiça americana e mais uma ação coletiva. Apenas nos últimos dias, quatro novos processos foram abertos na Corte, de investidores de vários países, incluindo EUA, Austrália, França e Luxemburgo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Propina no pré-sal
A investigação da "lava jato" encontrou indícios de corrupção em negócios que envolvem a extração de petróleo da camada do pré-sal. Em delação premiada, o executivo da Engevix Gerson Almada admitiu ter pago comissões ao lobista Milton Pascowitch para que ele intermediasse a contratação da empreiteira para construir navios-sonda para a Sete Brasil, criada para retirar petróleo de camadas profundas. Os contratos ainda são válidos e somam US$ 2,4 bilhões. As informações são do jornal O Globo.


Isenção investigada
Uma investigação do governo do Maranhão encontrou situações suspeitas como a de uma empresa dispensada de pagar ICMS por tempo indeterminado. A isenção total de um tributo não está prevista no programa de incentivo do Estado. Os casos estão sendo levados à Receita Federal. As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.


Pedido de impeachment
Um grupo de juristas e professores universitários protocolou na Assembleia Legislativa do Paraná um pedido de impeachment do governador Beto Richa (PSDB). O documento foi entregue com 6,5 mil assinaturas. O mesmo grupo já havia feito um julgamento simbólico na Universidade Federal do Paraná ( UFPR), em que considerou Richa responsável pela ação da Polícia Militar, em abril, contra professores em greve e que terminou com mais de 200 pessoas feridas em Curitiba. As informações são do jornal O Globo.


Aumento de tributação
A Confederação Nacional de Municípios (CNM), que organiza esta semana uma série de eventos em Brasília com prefeitos e parlamentares, vai defender a volta da tributação de lucros e dividendos pagos ou creditados pelas empresas a pessoas físicas ou jurídicas. A entidade defende que o ajuste fiscal pretendido pelo governo contemple os municípios e crie fontes de receitas por eles partilhadas. As informações são do jornal Valor Econômico.


Arma branca
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que pretende não só apoiar a proposta para a criminalização do porte de armas brancas no país, como colocá-la em votação assim que a Casa terminar de votar o pacote de ajuste fiscal do governo. As informações são do jornal O Globo.


Nova família
Casadas oficialmente desde agosto, duas mulheres conseguiram na Justiça gaúcha alterar a certidão de nascimento da filha, de apenas sete meses, e passaram, juntas, a figurar como mães no documento. O pai é um amigo do casal, que aceitou participar desse arranjo familiar. De acordo com a advogada Maria Berenice Dias, que representa as mães e o pai da menor gaúcha, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul foi mais uma vez pioneiro. "O conceito de família está mudando, deixando de ser aquele convencional", afirma a advogada. As informações são do jornal Valor Econômico.


Taxa de ocupação
O Tribunal de Justiça de São Paulo negou ao Banco Industrial do Brasil o direito de cobrar taxa de ocupação em um caso de alienação fiduciária de imóveis oferecidos em garantia de dívidas. A decisão foi proferida pelos desembargadores da 25ª Câmara de Direito Privado. A taxa de ocupação funcionava como uma espécie de aluguel. Os magistrados entenderam que a instituição financeira não teria direito à taxa porque os bens haviam sido leiloados e a instituição já havia recebido o valor integral da venda. As informações são do jornal Valor Econômico.


Jornada flexível
Depois de três anos de discussões, dirigentes das três das principais centrais sindicais do país ( CUT, UGT e Força Sindical) enviaram carta à presidente Dilma Rousseff, em 15 de maio, pedindo a adoção “em caráter experimental” do Programa de Proteção ao Emprego ( PPE), com redução de 30% na jornada de trabalho e de 15% nos salários. Para aliviar o caixa das empresas sem impor uma perda muito grande aos trabalhadores, a proposta prevê o uso de recursos públicos para pagar parte dos salários (15%). As informações são do jornal O Globo.


Cota de tela

O desembargador federal Johonsom di Salvo, de São Paulo, indeferiu o pedido da Ancin e manteve a decisão da 7ª Vara Federal Cível contra a chamada cota de tela. A empresa Cinépolis Operadora de Cinemas do Brasil foi desobrigada a cumprir a lei que estipula cotas para filmes brasileiros. As informações são do colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo. 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Notícias da Justiça e do Direito


Justiça Rápida faz triagens em Itapuã e Triunfo no mês de fevereiro
A Escola Municipal Dr. Custódio será o local para o recebimento das reclamações na cidade de Itapuã, nos dias 21 e 22, a partir das 8h. As pessoas devem levar os documentos pessoais, comprovante de residência e outros papéis que ajudem a comprovar....


MPF/RO consegue sentença favorável em ação contra Unir
...


Ministério Público de Rondônia completa no dia 25 de janeiro 35 anos de criação
No dia 22 de dezembro de 1981, ao assinar a Lei Complementar 41/81 que extinguiu o Território Federal de Rondônia e criou o Estado de Rondônia, o então presidente da República, João Baptista Figueiredo.....


''A prisão não funciona, pois ninguém que está preso aprende a viver em liberdade''
Antigamente, ser progressista significava defender direitos e garantias além dos previstos no ordenamento jurídico e efetivados por decisões. ...

 









 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE