Rondônia, - 08:26
Últimas Política Amazônia Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Tudo por uma esmeralda
A pedra preciosa de US$ 373 milhões extraída na Bahia e que está sendo disputada por Brasil e EUA
Uma pedra preciosa, dois países e uma história rocambolesca que mais parece roteiro de filme. Assim pode ser definido um imbróglio jurídico envolvendo Brasil e Estados Unidos. A pedra objeto da contenda é uma esmeralda bruta de 380 quilos
Publicado Sábado, 23 de Maio de 2015, às 18:11 | Fonte Paula Rocha (paularocha@istoe.com.br) 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=295471&codDep=24" data-text="A pedra preciosa de US$ 373 milhões extraída na Bahia e que está sendo disputada por Brasil e EUA
  
 
 

Uma pedra preciosa, dois países e uma história rocambolesca que mais parece roteiro de filme. Assim pode ser definido um imbróglio jurídico envolvendo Brasil e Estados Unidos. A pedra objeto da contenda é uma esmeralda bruta de 380 quilos, com valor estimado em US$ 373 milhões, exportada ilegalmente para o País americano em 2005, e cuja posse permanece incerta. No dia 14 de maio um juiz do Tribunal Superior de Los Angeles, EUA, reabriu o caso que deve determinar se a gema pertence a uma empresa americana chamada FM Holdings, que requer o direito sobre a peça. Desde 2011, no entanto, o Brasil tenta trazer o item de volta para o País, alegando que o bem pertence à União.

abre.jpg

A saga da pedra conhecida como “esmeralda Bahia” começou em 2001, ano em que teria sido extraída em Pindobaçu, BA, de forma ilegal. A entrada nos EUA ocorreu quatro anos depois, quando a gema foi exportada ilegalmente para a Califórnia pelo aeroporto de Viracopos, em Campinas, São Paulo, declarada como pedra asfáltica. A polícia americana, porém, só soube da existência da esmeralda em 2008, quando Larry Biegler, comerciante de pedras preciosas, declarou que ela havia sido roubada. O homem apontado como autor do crime, Kit Morrison, no entanto, afirmou ter adquirido a peça após uma transação de diamantes com Biegler não ter dado certo – a esmeralda era a garantia do negócio. Morrison é um dos presidentes do grupo FM Holdings. Como não havia provas, o estado da Califórnia decidiu guardar o gigantesco item em um cofre em Los Angeles, onde permanece até hoje.

01.jpg

Agora, com uma decisão judicial prestes a ser tomada, o governo brasileiro pretende continuar lutando pela volta da pedra ao País. “A justiça brasileira já determinou uma ordem de busca e apreensão da esmeralda”, disse à ISTOÉ o advogado Marconi Costa Melo, da Advocacia-Geral da União. “Nosso objetivo com essa ação é mostrar que o Brasil atua contra a exploração e exportação ilegal de minérios”, diz.

02.jpg 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


Socialistas franceses buscam candidato para conter avanço da direita
...


Imprensa diz que Sanders ganhou no Oregon; pelos republicanos, Trump tem maioria
...


Um mês após terremoto, forte tremor volta a atingir o Equador
...


Rinoceronte é morto em parque da Índia após visita de William e Kate
...

 









 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE