Rondônia, - 06:55
Últimas Política Amazônia Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco

 

Você está no caderno - Manchete dos Jornais
manchete dos jornais
Brasileiros em Londres não sabem de nova lei de imigração
Na região onde vive parte da comunidade brasileira em Londres, as novas medidas que criminalizam o trabalho de imigrantes ilegais eram desconhecidas.
Publicado Sexta-Feira, 22 de Maio de 2015, às 08:44 | Fonte Radiobras 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=295438&codDep=43" data-text="Brasileiros em Londres não sabem de nova lei de imigração
  
 
 

22 de maio de 2015

O Globo


Manchete : Dilma eleva imposto de bancos e mantém abono

Presidente recua na mudança do pagamento do benefício, prevista em MP

Alíquota para instituições financeiras vai a 20%; corte no Orçamento , de cerca de R$ 70 bilhões, será anunciado hoje

Depois de pressão do Congresso, a presidente Dilma Rousseff decidiu vetar a medida provisória que endurecia as regras para o pagamento do abono salarial aos trabalhadores, proposta do próprio governo. Parte do ajuste fiscal, a medida significaria uma economia de R$ 9 bilhões. Por outro lado, na véspera de anunciar o corte no Orçamento, que deverá ser de cerca de R$ 70 bilhões, a presidente decidiu aumentar o imposto sobre os bancos, de 15% para 20%. Dilma avisou ainda que os cortes nas despesas do governo “não serão pequenos”. (Pág. 3)

Desemprego sobe para 16,2% entre os jovens

Na faixa etária de 18 a 24 anos, o desemprego ficou em 16,2% em abril, contra 12% no ano passado. Com a piora na renda das famílias, jovens foram buscar emprego para ajudar em casa. Na média geral, o desemprego subiu para 6,4% nas seis maiores metrópoles do país. (Pág. 21)

Arrecadação de tributos cai 4,6% (Pág. 24)


‘Sonegômetro’ marca R$ 200 bi este ano (Pág. 24)


Atividade econômica recua 1% em março (Pág. 22)


Foto-legenda : De Washington para o Alemão

A diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, espanta-se com o som do berimbau em visita ao Complexo do Alemão. Ela disse que se sentiu “em uma estação de esqui” no teleférico e ficou surpresa com o cenário de casas de alvenaria, pois esperava encontrar construções precárias: “É uma cidade.” (Pág. 23)

PF prende operador ligado a Dirceu

A Polícia Federal prendeu ontem, na 13ª fase da Lava- Jato, Milton Pascowitch, apontado como operador de propinas entre a Petrobras e o PT. A empresa de Pascowitch pagou R$ 1,1 milhão à consultoria de José Dirceu enquanto ele era julgado pelo mensalão. (Pág. 5)

Suspeito tem 16 anos e 15 crimes

A polícia apreendeu ontem um adolescente de 16 anos suspeito de ter assassinado o cardiologista Jaime Gold, de 57 anos , na Lagoa. Ele tem 15 passagens pela polícia, sendo 13 por furto ou roubo na Zona Sul, muitos com uso de faca. Apesar da folha corrida, o jovem nunca passou por uma internação. O crime reacendeu o debate sobre a redução da maioridade penal, cujo projeto tramita no Congresso. (Págs. 8 a 11 e editorial)

Ilimar Franco

Alckmin ganha de Aécio

O governador Geraldo Alckmin venceu seu primeiro embate com o senador Aécio Neves. Analistas políticos retratam o embate no PSDB. Alckmin quer governar São Paulo, não quer briga, pois precisa de governabilidade. Sua meta é o Planalto em 2018. Mas Aécio não quer pagar para ver. Quer o passarinho (impeachment) na mão agora. A luta interna dos tucanos é vigorosa e se dá na penumbra. (Pág.2)

Merval Pereira

Governo em risco

A ressaca da comemoração da aprovação do novo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fachin, chegou rápido para o governo, que acabou a semana parlamentar com dor de cabeça: tanto na Câmara quanto no Senado foram adiadas votações importantes para o ajuste fiscal, pelo perigo de uma derrota do governo. (Pág. 4)

Míriam Leitão

Deixa cair a 664

A Medida Provisória 664, do ajuste fiscal, perdeu grande parte do que economizaria e passou a carregar um enorme risco de aumento de gastos. Como está, é preferível o governo deixar cair e não aprovar. O Congresso, em vez de aprovar o ajuste fiscal, está criando desajustes, e isso porque o governo tem demonstrado total incapacidade de liderança política. (Pág. 22)

Editoriais

Políticos inconsequentes e governo leniente

O Congresso parece não entender o risco que o país corre. Há um clima de baile no salão do ‘Titanic’, enquanto o navio se aproxima do iceberg (Pág. 18)

Crime reforça pressão por nova maioridade penal

Apreensão de suspeito, menor de idade, de ter matado médico na Lagoa é mais um entre um sem-número de atos de violência que ficam sem punição (Pág. 18)

------------------------------------------------------------------------------------

Zero Hora


Manchete : Metas para ler e cobrar

Agenda positiva criada pelo Piratini e assinada pelos secretários, o Acordo de Resultados 2015 apresentado por Sartori tem 63 projetos prioritários que deverão ser executados até o final do ano. (Notícias | 8 e 9)

ROSANE DE OLIVEIRA

PROJETOS PECAM PELA FALTA DE INDICADORES (Pág. 10)

Operador que teria pago propina a Dirceu é preso

Milton Pascowitch, investigado na 13ª fase da operação LAVA-JATO, também é suspeito de fazer pagamentos ao ex-diretor da Petrobras Renato Duque. (Notícias | 12)

------------------------------------------------------------------------------------

Brasil Econômico


Manchete : Mercado volta a temer rebaixamento e perde fé no ajuste

O dólar subiu novamente com leve pressão de alta vinda de fora, mas a principal justificativa é a dificuldade para aprovação no Congresso das medidas fiscais, que terão de ser compensadas por cortes maiores e aumento de impostos. Como há limites incontornáveis no contingenciamento e a arrecadação cai, ressalta Luiz Sérgio Guimarães, fica mais difícil alcançar um superávit primário de 1,2% do PIB, necessário para evitar o rebaixamento da nota de risco de crédito soberano do país. (Pág. 3 e 20)

Arrecadação tem pior abril desde 2010

Nem mesmo após elevar impostos, o governo conseguiu tirar a arrecadação federal do vermelho. No primeiro quadrimestre do ano, a queda foi de 2,1%. Em abril, o recuo foi de 4,62%, descontada a inflação no período. (Pág. 6)

FMI em versão social

Em visita ao Complexo do Alemão, no Rio, a diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, participou de roda de capoeira e até arriscou um som no berimbau. Ela elogiou o Bolsa Família, mas disse que a disciplina fiscal é necessária para manter os programas sociais. (Pág. 3)

'Joaquim Levy é de minha confiança, fica no governo'

Dilma defendeu seu ministro da Fazenda e a necessidade do ajuste fiscal. E garantiu que o contingenciamento de verbas não vai paralisar o governo. (Pág. 3)

Deterioração no emprego ganha força em abril 

Desocupação sobe 6,4% e rendimento médio real habitual cai 2,9% no ano, diz IBGE. (Pág. 5)

Olhar do Planalto

José Negreiros

PACOTE VOLTA A FRUSTRAR MERCADOS

Para os mercados e especialistas, foi um choque a indicação de que a presidente Dilma Rousseff deverá vetar o artigo da MP 665 que reduz o valor do abono salarial. O impacto no conjunto de medidas do ajuste será em torno de R$ 7 bilhões, de acordo com os primeiros cálculos, cerca de um terço do valor do pacote inicial que chegou ao Congresso há cinco meses. (Pág. 2)

Sintonia Fina

Julio Gomes de Almeida

RECESSÃO E COMPETITIVIDADE

Os últimos dados que o Iedi divulga sobre comércio exterior de produtos da indústria de transformação segundo a intensidade tecnológica, que segue uma metodologia da OCDE, são reveladores de como a recessão, que já se apresenta abertamente na economia brasileira, e a dificuldade da produção nacional de concorrer em pé de igualdade com outros países em exportações, afetaram intensamente o comércio desses bens no início de 2015. (Pág. 7)

O mercado como ele é...

Luiz Sérgio Guimarães

FISCAL EM XEQUE DETONA DÓLAR

O dólar subiu ontem 1,3%, cotado a R$ 3,0426, turbinando a leve pressão de alta vinda de fora. A justificativa principal para a arrancada foi interna: as dificuldades para aprovação no Congresso das medidas fiscais da Fazenda terão de ser compensadas por cortes maiores de despesas e investimento e aumentos adicionais de impostos. (Pág. 20)

Ponto Final

Octávio Costa

DIAS DE SOM E FÚRIA

(...) Hoje, será divulgado com pompa e circunstância o corte no Orçamento, entre R$ 70 e 80 bilhões. Trata-se da principal arma do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, para resgatar a credibilidade na economia brasileira. (Pág. 32)

------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo


Manchete : Com receita em queda, Dilma fará o maior corte desde Lula

Orçamento perderá R$ 69 bi; governo prevê PIB ainda menor, inflação acima da meta e eleva imposto para banco

Diante da queda da receita e do risco do pacote de ajuste naufragar no Congresso, o governo Dilma anuncia hoje (22) corte no Orçamento de cerca de R$ 69 bilhões, o maior da era petista. O plano é convencer o mercado de que irá cumprir a meta fiscal. O corte atingirá R$ 49 bilhões de despesas propostas pelo governo e R$ 20 bilhões de emendas parlamentares, recursos destinados por deputado e senador para bases eleitorais. O bloqueio afetará inclusive saúde, educação e desenvolvimento social. A queda da arrecadação de tributos mostra a dificuldade para o cumprimento da meta fiscal deste ano, de R$ 66, 3 bilhões para todo o setor público. Descontada a inflação, as receitas caíram 4, 6% em abril — a maior queda para o mês desde 2010. Ao definir o tamanho do bloqueio do Orçamento, o governo estimou que o país terá retração de 1,2% do PIB neste ano, pior que a previsão anterior , de 0, 9%. A inflação oficial está projetada em 8, 3%, bem acima do centro da meta, de 4, 5%. Para garantir mais dinheiro em caixa, o governo editou na noite de ontem medida provisória aumentando a alíquota da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) de bancos, de 1 5% para 20%, o que deve gerar R$ 4 bilhões por ano. (Mercado a13)

Grupos anti-Dilma dizem que PSDB e Aécio são traidores

Movimentos favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff disseram que o PSDB e seu presidente, senador Aécio Neves, traíram o país ao desistir de ingressar com pedido de afastamento da petista. Para o Revoltados Online, o partido é agora “farinha do mesmo saco” do PT. (Poder a7)

STF freia extensão de benefícios a juiz de instância menor

O STF derrubou decisões de tribunais de SP e PE que autorizaram seus juízes a obter benefícios da emenda constitucional que elevou a idade da aposentadoria de 70 para 7 5 anos. O Supremo considera que a PEC da Bengala só vale por ora para instâncias superiores. (Poder a8)

Vacinação no país contra a gripe deve ser prorrogada

A campanha nacional de vacinação contra a gripe, que acabaria hoje (22), deve ser prorrogada pelo governo federal por ao menos mais duas semanas. Desde 5 de maio, foram vacinadas 19,1 milhões de pessoas, só 39% do público-alvo. SP vacinará até 3 de junho. (Cotidiano B3)

Tropa brasileira deixará o Haiti até o fim de 2016, afirma ministro

O Brasil vai retirar, até o fim de 2016, as tropas que atuam na missão de paz das Nações Unidas no Haiti. Segundo o ministro Jaques Wagner (Defesa), a ONU decidiu remover todo o contingente (1.343 brasileiros). O Brasil chefia a missão desde a queda do presidente Jean Bertrand Aristide, em 2004. Em dez anos, o governo gastou R$ 2,3 bilhões, sendo R$ 1 bilhão reembolsado pela ONU. (Mundo a11)

Brasileiros em Londres não sabem de nova lei de imigração

Na região onde vive parte da comunidade brasileira em Londres, as novas medidas que criminalizam o trabalho de imigrantes ilegais eram desconhecidas. “Deve bater pânico em breve”, disse Ricardo Zagotto, da Associação Brasileira no Reino Unido. O premiê David Cameron acompanhou uma ação policial em busca de trabalhadores ilegais em Southall, subúrbio de Londres. (Mundo a10)

Debate China

Matias Spektor

É exagero tratar acordo com chineses como salvação ou enganação (Mercado A11)

Marcos Caramuru

Burocracia e tributação complexa atrapalham viabilidade de anúncios (Mercado A16)

Fabiano Maisonnave

Promessas que não se concretizaram somam US$ 24 bi (Mercado A16)


Editoriais

Leia “Shopping parlamentar”, sobre projeto de ampliar as instalações da Câmara, e “Avanço extremista”, acerca de conquistas do Estado Islâmico. (Opinião A2) 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Manchete dos Jornais


Alckmin manda congelar projeto do complexo cultural na Luz
Alckmin manda congelar projeto do complexo cultural na Luz...


Escândalos em série: Planilha de doleiro tem 750 obras no país e no exterior
Para juiz, tabela é perturbadora e indica que esquema ia além da Petrobras....


Falha do TCU livrou Graça de punição
Um erro do TCU excluiu a presidente da Petrobras, Graça Foster, da relação de diretores responsáveis pelo prejuízo com a compra de Pasadena, relata Eduardo Bresciani. Alertado, o TCU diz que poderá incluí-la. ...


USP corta salário de grevista; Unicamp adia início de aulas
Com professores e funcionários em greve há mais de dois meses, a USP confirmou que que descontará dias parados dos salários. Também com servidores parados, a Unicamp anunciou a volta às aulas do segundo semestre. Em Campinas, a previsão mais otimis...

 

      





2016 - ARIQUEMES ONLINE - Informação Sem fronteiras

© 2014 - 2017 • Ernesto & Eugenio Comunicação
jornal@emrondonia.com
redacao@ariquemesonline.com.br
(69) 9 9201-1314 (WhatsApp) - 9 9967-8787 (Oi)
Porto Velho - Rondônia - Brasil

Livre a reprodução, transmissão por broadcast, ou redistribuição dos conteúdos. Pede-se a citação do crédito.
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do EMRONDONIA.COM. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.









 
 
 
  EMRONDONIA.COM