Rondônia, - 12:23
Últimas Política Amazônia Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco

 

Você está no caderno - Geral
Sinjur presta esclarecimento sobre a polêmica do horário do TJ Rondônia
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 11:02 | Fonte ASSESSORIA 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=267356&codDep=31" data-text="Sinjur presta esclarecimento sobre a polêmica do horário do TJ Rondônia
  
 
 

A direção do Sinjur esclareceu que, para evitar manifestações relacionadas ao horário de funcionamento do Judiciário, deixou claro sua posição através de nota publica e de matérias veiculadas no site da entidade e junto à imprensa, além do minucioso estudo elaborado, mostrando os problemas que o horário ininterrupto de 7 horas acarretaria na vida e na saúde do servidor.

O estudo,inclusive, foi entregue aos desembargadores para que estes tivessem base técnica na hora de votar essa questão na reunião do Pleno do TJ -Rondônia , ocorrida no último dia 26.


Semana passada, os diretores do Sinjur voltaram a se reunir com o presidente do TJ-Rondônia , desembargador Cássio Guedes, quando discorreram mais uma vez sobre o assunto, mostrando o posicionamento do Sindicato quanto ao horário de funcionamento do Judiciário, defendendo a carga horária de 6 horas corridas, como sempre fez desde o início.


Durante a reunião com o presidente do TJ, o presidente do Sindicato,Israel Borges esclareceu que as ações do Sindicato em relação a essa questão têm sido transparentes. “ O que defendemos é o estabelecimento de carga horária de 6 horas ininterruptas, o que difere do horário de expediente estabelecido de 7 às 14 horas através de Resolução do Pleno”, informou o presidente do Sinjur ao presidente Cássio Guedes.


Jussara Dias, diretora Administrativa, lembrou que a proposta do Sindicato ganhou o apoio de vários desembargadores na sessão do Pleno, no entanto, prevaleceu o entendimento da Presidência do TJ de que a Resolução 88 do CNJ deveria ser cumprida.


A diretora de Finanças, Sônia Oliveira afirmou que a entidade sindical respeita as opiniões contrárias à posição do Sinjur. “ No entanto, isso não lhes dá o direito de utilizarem palavras que ofendam a honra das pessoas como ocorreu na nota divulgada em site de notícia subscrita por um grupo de servidores, pois ao presidente, que tornou esta entidade sindical respeitada a níveis estadual e nacional, não comporta no seu ilibado currículo, os adjetivos ali trazidos”, frisou.


“Vale esclarecer que a forma como as matérias são divulgadas por alguns desses servidores, não traduzem nossas idéias e pensamentos, ao invés disso, buscam muitas vezes fomentar o conflito, fugindo totalmente do pensamento da Diretoria deste sindicato”, declarou a diretora de Comunicação, Marilete Nascimento.








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Geral


EM RONDÔNIA: MAIS UMA GREVE DA EDUCAÇÃO NO GOVERNO CASSOL
Rondônia: Trabalhadores em educação decidem entrar em greve...


Incra visita área para reassentamento das famílias do PA Joana D?Arc
...


Porto Velho Shopping comemora dois anos neste sábado
...


Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 18 milhões neste sábado
...

 

      





2016 - ARIQUEMES ONLINE - Informação Sem fronteiras

© 2014 - 2017 • Ernesto & Eugenio Comunicação
jornal@emrondonia.com
redacao@ariquemesonline.com.br
(69) 9 9201-1314 (WhatsApp) - 9 9967-8787 (Oi)
Porto Velho - Rondônia - Brasil

Livre a reprodução, transmissão por broadcast, ou redistribuição dos conteúdos. Pede-se a citação do crédito.
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do EMRONDONIA.COM. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.










 
 
 
  EMRONDONIA.COM