Rondônia, - 20:14
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Geral
Sinjur presta esclarecimento sobre a polêmica do horário do TJ Rondônia
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 11:02 | Fonte ASSESSORIA 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=267356&codDep=31" data-text="Sinjur presta esclarecimento sobre a polêmica do horário do TJ Rondônia

  
 
 

A direção do Sinjur esclareceu que, para evitar manifestações relacionadas ao horário de funcionamento do Judiciário, deixou claro sua posição através de nota publica e de matérias veiculadas no site da entidade e junto à imprensa, além do minucioso estudo elaborado, mostrando os problemas que o horário ininterrupto de 7 horas acarretaria na vida e na saúde do servidor.

O estudo,inclusive, foi entregue aos desembargadores para que estes tivessem base técnica na hora de votar essa questão na reunião do Pleno do TJ -Rondônia , ocorrida no último dia 26.


Semana passada, os diretores do Sinjur voltaram a se reunir com o presidente do TJ-Rondônia , desembargador Cássio Guedes, quando discorreram mais uma vez sobre o assunto, mostrando o posicionamento do Sindicato quanto ao horário de funcionamento do Judiciário, defendendo a carga horária de 6 horas corridas, como sempre fez desde o início.


Durante a reunião com o presidente do TJ, o presidente do Sindicato,Israel Borges esclareceu que as ações do Sindicato em relação a essa questão têm sido transparentes. “ O que defendemos é o estabelecimento de carga horária de 6 horas ininterruptas, o que difere do horário de expediente estabelecido de 7 às 14 horas através de Resolução do Pleno”, informou o presidente do Sinjur ao presidente Cássio Guedes.


Jussara Dias, diretora Administrativa, lembrou que a proposta do Sindicato ganhou o apoio de vários desembargadores na sessão do Pleno, no entanto, prevaleceu o entendimento da Presidência do TJ de que a Resolução 88 do CNJ deveria ser cumprida.


A diretora de Finanças, Sônia Oliveira afirmou que a entidade sindical respeita as opiniões contrárias à posição do Sinjur. “ No entanto, isso não lhes dá o direito de utilizarem palavras que ofendam a honra das pessoas como ocorreu na nota divulgada em site de notícia subscrita por um grupo de servidores, pois ao presidente, que tornou esta entidade sindical respeitada a níveis estadual e nacional, não comporta no seu ilibado currículo, os adjetivos ali trazidos”, frisou.


“Vale esclarecer que a forma como as matérias são divulgadas por alguns desses servidores, não traduzem nossas idéias e pensamentos, ao invés disso, buscam muitas vezes fomentar o conflito, fugindo totalmente do pensamento da Diretoria deste sindicato”, declarou a diretora de Comunicação, Marilete Nascimento.








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Geral


Jesualdo Pires diz que empreendedor brasileiro está sufocado
...


DEPUTADO RONDONIENSE DIZ QUE AMAZÔNIA E DE QUEM MORA NELA E QUE GOVERNO FEDERAL É OMISSO
...


Veja as manchetes dos principais jornais nesta quarta
...


Procuradoria Regional Eleitoral pede cassação do governador Ivo Cassol por infidelidade partidária
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
728x90 350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE