Rondônia, - 08:32
Últimas Política Amazônia Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco

 

Você está no caderno - Geral
PORTO VELHO: Moradores de Rio Pardo e Marco Azul já podem receber serviços da prefeitura
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 16:26 | Fonte ASSESSORIA - PMPVH 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=266073&codDep=31" data-text="PORTO VELHO: Moradores de Rio Pardo e Marco Azul já podem receber serviços da prefeitura
  
 
 

EM RONDÔNIA: Moradores de Rio Pardo e Marco Azul já podem receber serviços da prefeitura   

   marco_azul_rio_pardo_site_1As mais de cinco mil famílias que moram na área da Floresta Nacional do Bom Futuro, unidade de conservação federal de uso sustentável, localizada a 80 quilômetros de Porto Velho, a partir deste ano poderão ser atendidas pelos programas e ações da prefeitura da capital. O impedimento deixará de existir depois que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionar a Medida Provisória 472 que transfere parte da reserva ambiental para o Estado para que seja criado um assentamento.

   A boa notícia foi anunciada pelo prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho, na quinta-feira, 03, em uma reunião com os moradores das comunidades de Rio Pardo e Marco Azul, que localizada dentro da Floresta Nacional. Acompanhando o prefeito estavam os secretários municipais, José Wildes (Agricultura e Abastecimento), Fátima Ferreira (Educação), Marcelo Fernandes (Obras) e Williames Pimentel (Saúde).

   Também participaram do encontro a senadora Fátima Cleide (PT), autora da emenda incluída na MP 472, que possibilitou a solução do impasse, do deputado federal Eduardo Valverde, coordenador da bancada parlamentar de Rondônia, em Brasília, que comandou as negociações pela aprovação da Medida Provisória, na Câmara Federal, e o representante da Eletrobrás em Rondônia, Inácio Azevedo.

  • marco_azul_rio_pardo_site_2Proibição

   Por ser uma área de preservação ambiental, nenhuma ação do Poder Público, como obras e outros serviços, podem ser realizadas dentro da Flona. O prefeito Roberto Sobrinho e a ex-secretária da Educação, Epifânia Barbosa, chegaram a serem ameaçados de prisão por descumprirem uma determinação da Justiça que proíbe qualquer tipo de investimentos dentro das duas comunidades. "Corremos o risco de sermos presos porque estávamos garantindo às crianças de Rio Pardo e Marco Zero, o direito de terem acesso a escola. E como existe uma liminar nos impede de fazer isso, tentaram nos prender. Mas nunca desistimos de ver solucionada essa questão", relembrou o prefeito.

  marco_azul_rio_pardo_site_3 Três áreas prioritárias já foram definidas pelo prefeito Roberto Sobrinho para atuar dentro das duas comunidades. Saúde, educação, e melhoria e abertura de estradas. Ao visitar as duas comunidades, o prefeito fez questão levar os secretários dessas três áreas, mais o da agricultora, para que tomassem conhecimento da situação e poderem planejar suas ações.

   É intenção da prefeitura construir uma um poste de saúde e uma nova escola para atender a população local. A escola, que atende cerca de 500 alunos da primeira série do ensino fundamental a primeira série do ensino médio, funciona improvisada em uma casa de madeira, e posto de saúde não existe no local. Os casos mais graves são atendidos ou em Porto Velho ou em Buritis.

   Com a melhoria da estrada que dá acesso às duas comunidades a população poderá escoar sua produção com mais facilidades. A prefeitura também poderá implantar no local agroindústria para melhorar e agregar valor a produção das famílias de agricultores. "Com isso vamos ter mais tranqüilidade para trabalhar. E essa foi a melhor solução, pois permite que esses moradores permaneçam onde já moram há anos. E o que é mais importante, com a regularização da terra, essas famílias também poderão ser atendidas pelos programas do Governo Federal, como o marco_azul_rio_pardo_site_4Pronaf e o Luz para Todos. É a terra cumprindo sua função social", adiantou o prefeito Roberto Sobrinho.

Medida Provisória

   Pelo texto da emenda aprovado por meio da Medida Provisória 472, o Governo Federal poderá fazer uma permuta de terras entre as reservas ambientais existentes em Rondônia. A MP prevê a transferência de 140 mil hectares da Floresta Nacional Bom Futuro em troca do mesmo total da reserva estadual, Rio Vermelho. Com os 140 mil hectares será criado um assentamento, o maior do Estado. Do total da área 70 mil hectares serão destinados ao extrativismo (mata em pé) e a outra metade para produção agrícola ou pecuária, entre outras atividades.

Por Joel Elias
Fotos: Frank Néry








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Geral


EM RONDÔNIA: MAIS UMA GREVE DA EDUCAÇÃO NO GOVERNO CASSOL
Rondônia: Trabalhadores em educação decidem entrar em greve...


Incra visita área para reassentamento das famílias do PA Joana D?Arc
...


Porto Velho Shopping comemora dois anos neste sábado
...


Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 18 milhões neste sábado
...

 

      





2016 - ARIQUEMES ONLINE - Informação Sem fronteiras

© 2014 - 2017 • Ernesto & Eugenio Comunicação
jornal@emrondonia.com
redacao@ariquemesonline.com.br
(69) 9 9201-1314 (WhatsApp) - 9 9967-8787 (Oi)
Porto Velho - Rondônia - Brasil

Livre a reprodução, transmissão por broadcast, ou redistribuição dos conteúdos. Pede-se a citação do crédito.
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do EMRONDONIA.COM. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.










 
 
 
  EMRONDONIA.COM