Rondônia, - 21:03
Últimas Política Amazônia Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco

 

Você está no caderno - Geral
Governo de RO nega existência de quadrilha no presídio Urso Branco em Porto Velho-RO
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 15:29 | Fonte DECOM 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=264028&codDep=31" data-text="Governo de RO nega existência de quadrilha no presídio Urso Branco em Porto Velho-RO
  
 
 

SEJUS contesta existência de quadrilha em presídios da capital 

A Secretaria de Estado de Justiça (SEJUS) contesta a afirmação do jornal Estadão do Norte, em sua edição do último domingo (14), em que o jornal afirmou existir uma quadrilha especializada em clonagem de cartões dentro do sistema prisional, especialmente no Urso Branco.

De acordo com o secretário da SEJUS, Gilvan Ferro, “a matéria está totalmente equivocada. Alegando uma suposta fonte, que não quis se identificar, a publicação, sem checar a veracidade dos fatos, colocou em letras garrafais, na primeira página do jornal inverdades que podem causar problemas sérios e que geram dúvidas sobre a segurança do sistema prisional. Isso é perigoso e alguém tem que responder pelo ato, por tratar de forma irresponsável a questão, causando até risco de morte para apenados e agentes”, falou o secretário.

“O bom jornalismo afirma que é preciso mostrar os dois lados do fato. A Secretaria de Justiça mantém uma assessoria de comunicação para facilitar a atuação da imprensa, não temos nada a esconder. Levamos recentemente a imprensa dentro do Urso Branco, e uma equipe de TV da Holanda que pôde constatar, diretamente com os apenados, as melhorias que o sistema prisional de Rondônia tem conquistado. Por isso não podemos aceitar uma afirmação sem subsídios e não podemos aceitar que a secretaria não tenha sido chamada a se manifestar”, enfatizou Ferro.

O diretor do presídio Urso Branco, Wanderlei Pereira Braga, também disse que em nenhum momento foi procurado pela reportagem do jornal e lamenta o fato. “Com certeza, há a possibilidade de existir uma quadrilha de clonagem de cartões atuando na cidade. Mas não dentro do Urso Branco. Para tanto o apenado teria que ter a sua disposição um computador, acesso a internet e o que é mais absurdo teria que ser um hacker para penetrar no sistema de armazenagem das operadoras para baixar os números de documentos e de cartões. Isso é ficção, não é jornalismo. E o que é pior, a reportagem acusa os agentes penitenciários de serem coniventes com a suposta quadrilha, sem nenhum fundamento, sem nenhuma prova. È muito fácil acusar levianamente as pessoas que estão realizando seu trabalho, e diga-se um trabalho difícil. A segurança no Urso Branco hoje é feita com detectores de metal e recebemos, a cada dois meses, a visita da Corte Interamericana de Direitos Humanos que vem justamente fiscalizar o cumprimento das medidas acordadas com a SEJUS, o que torna impossível a afirmação do jornal”, desabafou, indignado, o diretor do presídio.

O Cel. Paulo Cesar Figueiredo, gerente do sistema penitenciário do Estado, disse que “a Secretaria tem feito um trabalho de contínua melhoria no sistema prisional do estado, que tem sido veiculado pela imprensa. Estamos construindo 12 novos presídios no Estado, que abrirão 2 mil novas vagas, para atacar de frente o problema da superlotação. Temos cumprido todas as exigências da Corte Interamericana de Direitos Humanos, o que tem repercutido positivamente em nível nacional e até internacional, o Secretário-adjunto, João Bosco Costa, tem viajado pelo Estado realizando reuniões sistemáticas com outros órgãos do governo, judiciário, Ministério Público para que haja um alinhamento de políticas públicas relativas ao sistema prisional como forma de melhorar o atendimento e otimizar recursos, de forma que não podemos aceitar uma reportagem sem fundamento como essa divulgada no último domingo, isso é desinformação. A SEJUS não tem nada a esconder e se a tal fonte secreta tiver mesmo algo consistente que procure a Secretaria ou o Ministério Público e faça a denúncia.Com certeza que se houvesse o menor indício de verdade nas acusações, averiguaríamos imediatamente. Nós temos o maior interesse em manter o sistema em ordem”, concluiu o Coronel. 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Geral


EM RONDÔNIA: MAIS UMA GREVE DA EDUCAÇÃO NO GOVERNO CASSOL
Rondônia: Trabalhadores em educação decidem entrar em greve...


FUTEBOL EM RONDÔNIA: Escalados árbitros para a rodada deste final de semana
...


Incra visita área para reassentamento das famílias do PA Joana D?Arc
...


Porto Velho Shopping comemora dois anos neste sábado
...

 

      





2016 - ARIQUEMES ONLINE - Informação Sem fronteiras

© 2014 - 2017 • Ernesto & Eugenio Comunicação
jornal@emrondonia.com
redacao@ariquemesonline.com.br
(69) 9 9201-1314 (WhatsApp) - 9 9967-8787 (Oi)
Porto Velho - Rondônia - Brasil

Livre a reprodução, transmissão por broadcast, ou redistribuição dos conteúdos. Pede-se a citação do crédito.
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do EMRONDONIA.COM. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.










 
 
 
  EMRONDONIA.COM