Rondônia, - 05:04
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Geral
Ao lado de Dilma, Lula defende mulheres no poder
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 10:06 | Fonte Congresso em Foco 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=255387&codDep=31" data-text="Ao lado de Dilma, Lula defende mulheres no poder

  
 
 

Presidente defende maior participação feminina na política, critica preconceito e diz que mulheres são mais destemidas e ousadas do que os homens


Rodolfo Torres

 

Surfando em sua popularidade recorde e na companhia da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, o presidente Lula não poupou elogios às mulheres durante discurso para as prefeitas e primeiras-damas municipais que participam do Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas, evento que será encerrado hoje. 

 

Ao lado de três ministros, entre eles Dilma – cotada como candidata do PT à Presidência da República em 2010 –, Lula destacou ontem (10) que apenas 9,8% das prefeituras são administradas por mulheres.

 

"Daqui a alguns anos, quando um outro presidente da República estiver conversando com vocês, a gente pode ter 50% de prefeitos e 50% de prefeitas, a gente pode ter mais mulheres do que homens na administração pública", afirmou Lula, complementando que as mulheres ainda sofrem preconceito.

 

"Nós sabemos que não é fácil a mulher entrar na política, porque ainda tem muito preconceito no Brasil e em outros lugares", argumentou.

 

O petista classificou como uma "evolução" a chegada das mulheres ao poder em dois países da América do Sul: Michelle Bachelet no Chile, e Cristina Kirchner, na Argentina.

 

"Hoje, na verdade, muitas vezes as mulheres até no seu anonimato estão na frente, porque elas são mais corajosas quando precisam ser corajosas, elas são mais ousadas quando precisa de ousadia, elas são mais, eu diria, destemidas do que nós, homens."

 

Enquanto Lula discursava, a platéia que participava do painel “Direitos das Crianças e dos Adolescentes” registrava o momento com câmeras de celulares e respondia ao presidente com aplausos e palavras de incentivo.

 

Lula pediu às primeiras-damas municipais que acompanhem os programas federais pela internet, parte deles geridos por Dilma, e os levem às suas cidades. "Vocês podem mudar a lógica do papel da primeira-dama no país", afirmou. "Não tenho dúvida nenhuma da importância de uma companheira na vida de um administrador", complementou.

 

O tom de aconselhamento adotado no discurso dirigido aos prefeitos em nada lembrava as duras críticas feitas momentos antes pelo presidente à imprensa. Na abertura do evento, Lula atacou os veículos de comunicação que associaram o encontro com os prefeitos a uma promoção da ministra Dilma, apontada como principal nome no PT para a sucessão presidencial em 2010.

 

"São pessoas pequenas. Eu, graças a Deus na minha vida, nunca tive bondade. Nunca tive um favor, nunca fui eleito porque a imprensa brasileira me ajudou", disparou o petista. "Não posso permitir insinuações grotescas com uma reunião que tem objetivo de mudar o patamar definitivo das relações entre os entes federados", emendou.

 

Prefeitos querem mais

 

Enquanto Lula falava para as mulheres, prefeitos de todo o país discutiam paralelamente o pacote anunciado pelo governo para as prefeituras.

 

O presidente assinou um pacote de bondades em favor dos municípios. São duas medidas provisórias, três decretos e um projeto de lei encaminhado ao Congresso – uma delas abre uma linha de crédito para compra de ônibus que fazem transporte escolar (leia mais).

 

De acordo com o petista Francisco Costa, prefeito da cidade de São Francisco (PI), o parcelamento em até 20 anos das dívidas dos municípios com o Instituto Nacional de Serviço Social (INSS) merece destaque. Atualmente, esse montante chega a R$ 14 bilhões.


"Vai dar uma desafogada", previu o petista, que tem 29 anos e está na sua primeira gestão no município piauiense de 6,4 mil habitantes.

 

Francisco Costa disse que o próximo passo dos prefeitos é pedir ao governo o perdão das dívidas com o INSS anteriores a 2004.

 

O presidente da Câmara Municipal de Jacutinga (RS), Lainor Erculano de Maman (PMDB), concorda o petista do Piauí. Para ele, o pagamento dilatado das dívidas com o INSS vai "desafogar” as contas das prefeituras.

 

O peemedebista explicou que três representantes de sua cidade, que possui 4 mil habitantes, vieram ao encontro em Brasília para tentar entrar no "rol de distribuição dos recursos" do governo federal.

 

O financiamento para as pequenas prefeituras foi tratado pelo presidente Lula mais de uma vez na abertura do encontro. Segundo Lula, é frustrante saber que recursos destinados aos pequenos municípios voltam aos cofres públicos.

 

"Nós precisamos garantir uma parte para as cidades mais pobres deste país, para as menores. Senão, serão sempre os mesmos", disse Lula, em referência à liberação de uma linha de crédito de R$ 980 milhões, via BNDES, aos municípios para que eles comprem máquinas, caminhões e tratores (leia mais).   

 

Por sua vez, o tucano Demerval Germano, prefeito do município de Taiobeiras (MG), reclama das condições para que sua cidade (com 30 mil habitantes) possa adquirir o crédito do BNDES.

 

Segundo ele, enquanto que o governo federal só emprestará a Taiobeiras R$ 1,5 milhão, a juros de 11% ao ano, o governo do Paraná emprestou R$ 2 milhões a um município paranaense a juros de 6% ao ano. "Eu esperava um atendimento mais direto aos prefeitos. Não achei que fosse tão coletivo", criticou o prefeito mineiro.





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Geral


MP DENUNCIA ENVOLVIDOS EM GOLPES CONTRA LOTÉRICAS EM ARIQUEMES
...


ELEIÇÕES EM RONDÔNIA: Com 100 mil votos de vantagem e 75,36% das urnas apuradas Confúcio Moura é o novo Governador de Rondônia
...


Flamengo pede mudança da arbitragem no clássico
...


AM: lancha vira e prefeito eleito desaparece no rio Solimões
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::