Detran adquiri 25 novos bafômetros e mais seis veículos novos
O governo de Rondônia adquiriu 25 novos etilômetros que já vêm equipados com impressora, o que permite imprimir as multas e advertências no ato da abordagem.
Publicado Segunda-Feira, 4 de Maio de 2015, às 11:50 | Marco Aurélio Anconi

 

Os 25 novos etilômetros já vêm equipados com impressora

Os 25 novos etilômetros já vêm equipados com impressora

As operações ‘Lei Seca’ e ‘Cavalo de Aço’, bem como, as blitze regulares realizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RO), passam a dispor de bafômetros de última geração.
 
O governo de Rondônia adquiriu 25 novos etilômetros que já vêm equipados com impressora, o que permite imprimir as multas e advertências no ato da abordagem. Também foram adquiridos seis novos veículos. As campanhas de educação de trânsito foram intensificadas e precedem às ações de fiscalização.
 
O diretor-geral adjunto do Detran-RO, Antônio Rebello Chagas, afirma que estes novos etilômetros, no valor total de R$ 222 mil, são muito mais precisos e já emitem a autuação no local da operação de trânsito, evitando o retrabalho dos agentes e erros de transcrição.
 
A distribuição dos aparelhos de medição etílica foi feita da seguinte maneira: seis foram mantidos em Porto Velho, um foi enviado para Candeias do Jamari, dois para Ariquemes, dois para Jaru, um para Ouro Preto do Oeste, dois para Ji-Paraná, dois para Cacoal, um para Rolim de Moura, um para Pimenta Bueno, um para Espigão do Oeste, um para Vilhena, um para Colorado do Oeste, um para São Miguel do Guaporé, um para Guajará-Mirim, um para Buritis e um para Machadinho do Oeste.
 
Rebello citou que a cada ano os etilômetros precisam ser recalibrados, o que é feito somente em São Paulo (SP), e durante o período de envio, calibragem e retorno, o Detran-RO ficava com uma quantidade muito pequena de aparelhos, insuficiente para suprir as operações ‘Lei Seca’. Com a aquisição dos novos aparelhos, esse problema foi superado.
 
“A pedido do governador Confúcio Moura, estamos massificando as campanhas educativas nas escolas, empresas e nas ruas, a fim de conscientizar a população de todo o estado sobre os riscos do trânsito e, só depois, implementaremos a fiscalização”, disse.
 
Os seis veículos (vans), que custaram R$ 990 mil, vão ser usados no transporte dos agentes de trânsito para a realização de blitze e de campanhas educativas. “As operações de fiscalização e as blitze regulares vão contar agora com melhores meios”, afirmou o adjunto do Detran-RO, lembrando que no último dia 29 foram entregues uma van para o município de Ariquemes e outra para Jaru. Dia 30 foi a vez Cacoal; e dia 1 de maio, Vilhena. “As outras duas ficarão em Porto Velho”, complementou Rebello.
 
O diretor geral adjunto diz ainda que as blitzen, em todo o Estado, passarão a obedecer um novo modelo operacional, “a fim de se evitar evasão de condutores em desacordo com a lei”.
 
EDUCAÇÃO
 
A Diretoria de Habilitação, Medicina e Educação de Transito (DHMET) é a responsável pelas ações educativas do Detran-RO que, por meio da Coordenadoria Estadual de Trânsito, visita colégios, empresas e participa também das blitzen, distribuindo folhetos, cartazes, revistas e realizando palestras. “Temos tido muito sucesso e o nosso foco principal são as crianças, que após serem conscientizadas, passam a ser parceiras do trânsito seguro, alertando os pais e amigos”, apontou Rebello.
 

As estatísticas mostram que durante as operações regulares, 30% dos condutores estão alcoolizados, o que é um índice altíssimo, e desses, mais de 45% são mulheres. Antônio Rebello lamenta os índices e também o constrangimento por que passam os infratores ao serem levados às delegacias de polícia em camburões, e serem tratados em situação igual aos presos comuns, conforme determina a lei.