Dirigentes de clubes discutem divulgação de campanhas educativas em campeonato rondoniense
Na manhã desta segunda-feira (6), representantes do desporto rondoniense participaram de uma reunião com o vice-governador de Rondônia, Daniel Pereira.
Publicado Segunda-Feira, 6 de Abril de 2015, às 16:24 | da Redação

 
Na manhã desta segunda-feira (6), representantes do desporto rondoniense participaram de uma reunião com o vice-governador de Rondônia, Daniel Pereira. Na pauta, a discussão sobre os meios legais para divulgar as campanhas educativas elaboradas pelo governo do estado nos eventos esportivos, por exemplo, a Campanha de Combate à Febre Aftosa no decorrer do Campeonato Rondoniense de Futebol, que iniciou domingo (5).
 
O vice-governador Daniel Pereira apresentou a ideia aos dirigentes esportivos e aos titulares da Idaron e Secel, os quais acharam a sugestão viável. No caso desse campeonato, os jogos têm cobertura dos veículos de comunicação, principalmente das emissoras de televisão. “Agora, precisamos verificar a legalidade dessa ideia junto à Procuradoria Geral do Estado (PGE), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Ministério Público Estadual, para que juntos possamos construir um modelo jurídico”, destacou.
 
Tendo a aprovação jurídica, os cinco clubes que participam do Campeonato Rondoniense serão beneficiados com recursos da campanha, sendo a primeira referente ao Combate à Febre Aftosa. Outras campanhas educativas poderão destinar verbas para o incentivo ao esporte, entre elas, as do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).
 
ESTÁDIO
 
Outro assunto discutido na reunião foi a utilização do Estádio Aluízio Ferreira, o Aluizão, nos jogos em que o Sport Club Genus terá o mando de campo. O primeiro jogo da equipe está previsto para o próximo domingo (12) contra o Vilhena Esporte Clube (Vec). Para isto, são necessárias várias medidas para que o estádio seja liberado pelo Corpo de Bombeiros.
 
Segundo o comandante geral do Corpo de Bombeiros, Coronel BM Silvio Luiz Rodrigues da Silva, o que está sendo levado em conta é a inviabilidade técnica da estrutura interditada em uma área do estádio, há três anos. “O estádio está liberado para receber apenas 700 torcedores por jogo, mas para receber o laudo técnico do Corpo de Bombeiros serão necessárias algumas medidas preventivas”, ressalta o comandante.
 
Uma das medidas é a colocação de tapumes no muro do portão de entrada do estádio, além do mutirão envolvendo o governo do estado e o município de Porto Velho para limpeza das dependências internas e externas do estádio, visando o jogo de abertura entre Genus e Vilhena, no próximo domingo.
 
O governo investirá cerca de R$ 11 milhões para reformar e construir novas praças esportivas na área do Estádio Aluízio Ferreira. O projeto já foi aprovado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e consta a construção de pista, quadras e arquibancadas. A Federação Estadual de Atletismo também será atendida.
 

A reunião aconteceu no Palácio Getúlio Vargas, em Porto Velho, e contou com a participação de Jorge Gregório (presidente do Sport Club Genus), Evaldo Silva (ex-presidente do Genus), Walter Brasil (presidente da Federação Estadual de Atletismo), Rudnei Paes (superintendente estadual de Cultura, Esporte e Lazer), José Alfredo Volpi (presidente da Agência de Defesa Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia – Idaron) e o comandante geral do Corpo de Bombeiros, Coronel BM Silvio Luiz