Follador cobra mais uma vez a solução para BR-364
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 10:39 |

 

Deputado Adelino Follador cobra, mais uma vez, solução para BR 364 

Durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa, na tarde desta terça-feira (19), o deputado estadual Adelino Follador (DEM), usou a tribuna para mais uma vez, falar sobre a crítica situação da BR-364, que continua fazendo vitimas e causando prejuízos a quem precisa da rodovia seja para trabalho, seja para o lazer.

O parlamentar ressaltou que o tema vem sendo debatido e discutido amplamente no Poder Legislativo, mas que nada foi feito até hoje. Deu como exemplo a entrada do município de Alto Paraíso, onde presenciou a cena de um carro que bateu em um buraco e o pneu se soltou indo em direção contrária da pista, quase provocando uma tragédia. Em outro trecho da BR Follador disse ter visto perto de um dos buracos pelo menos sete calotas de carros jogadas pelo chão. “Exemplo claro de que o trecho é ruim, perigoso e de grandes prejuízos aos motoristas que ficam sem seus acessórios” disse. Falou também sobre o trecho após o município de Itapuã do Oeste, onde não existe mais asfalto.

Em aparte do deputado Lebrão (PTN) salientou que toda a BR 364 de Vilhena ao Acre não apresenta condições de tráfego. “É um verdadeiro risco a vida de quem precisa transitar pelo local diariamente”, frisou.

Ao finalizar Adelino Follador desabafou que tudo o que acontece nas rodovias do estado é uma grande falta de respeito com a população. “É preciso retomar pelo menos a operação tapa buracos que há muito tempo não é feita”.

Indicações

Ainda durante discurso o deputado falou sobre indicações e projetos apresentados ao plenário de deliberações para apreciação. Entre eles a necessidade de instalar uma delegacia para atendimento especializado a mulher no município de Jaru, Projeto de Lei Ordinária que determina a obrigação de colocação de placas informativas no interior de todos os meios de transportes coletivos que atuam em Rondônia, Projeto de Lei Ordinária que disponibiliza como critério de priorização na inscrição de aquisição de unidade habitacional para mulheres inseridas em Programas de Assistência à Mulher Vítima de Violência e o Projeto de Lei autorizativo que dispõe sobre a atenção especial do estado ao idoso com 60 (sessenta) anos ou mais em situação de vulnerabilidade ou risco social, semidependente, objetivando proporcionar-lhe acolhimento, abrigo diurno, cuidados, proteção e convivência adequados a suas necessidades, mediante a celebração de convênios com os municípios Rondonienses.


Fonte: ALE/RO - DECOM