Corinthians é pentacampeão brasileiro
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 18:08 | Do UOL Esporte

 

Corinthians fica no 0 a 0 com Palmeiras, conquista o penta em jogo marcado por confusão no final

Bruno Thadeu, Carlos Padeiro e Renan Prates
Em São Paulo

O Corinthians é pentacampeão brasileiro. No mesmo estilo sofrido, de muito marcação e obediência tática, que caracterizou toda campanha durante a temporada, a equipe de Tite segurou o empate por 0 a 0 diante do Palmeiras, no Pacaembu, e garantiu a festa de aproximadamente 38 mil torcedores alvinegros. No final do jogo, Jorge Henrique deu um chute no vácuo na lateral do campo e causou uma confusão geral. O zagueiro Leandro Castán e o lateral João Victor foram expulsos.

Corinthians x Palmeiras

Foto 18 de 24 - Após lance com Jorge Henrique, o meia Valdivia, do Palmeiras, é expulso Danilo Verpa/Folhapress

Enquanto isso, o Vasco, que precisava vencer e torcer por uma derrota do Corinthians, ficou no 1 a 1 com o Flamengo, no Rio de Janeiro.

Tite e seus comandados registram o nome na história do clube de Parque São Jorge no mesmo dia em que o futebol brasileiro perdeu Sócrates, ídolo corintiano, que morreu durante a madrugada, vítima de infecção generalizada.

O título coroa uma campanha regular, com um começo histórico (nove vitórias e um empate) e um arranque no final, com três triunfos e um empate. O Corinthians foi líder durante mais de 70% do certame.

O clássico foi truncado durante praticamente os 90 minutos. Na etapa inicial o Palmeiras foi melhor. Na final, o Corinthians melhorou e teve sua vida facilitada após Valdivia ser expulso, logo aos 9min. Mesmo assim levou sustos, como em uma cabeçada na trave de Fernandão, aos 26min do segundo tempo.

O nervosismo corintiano durante o primeiro tempo ficou evidente com a quantidade de passes errados. Os comandados de Tite sequer se aproximaram do gol defendido por Deola.

Enquanto isso, os palmeirenses tomaram conta da partida. O perigo vinha principalmente nos lances de bola parada, nos pés de Marcos Assunção. Porém a defesa alvinegra se portou bem e conseguiu neutralizar a arma do time de Felipão.

A tensão para os donos da casa aumentou quando a torcida do Palmeiras, reduzida a 2 mil torcedores no setor de visitantes, comemorou o gol do Vasco, no Rio. O serviço de som do Pacaembu não anunciou o gol.

O lance de maior perigo ocorreu aos 41min, quando Cicinho chutou rasteiro, da entrada da área, Leandro Amaro desviou e a bola saiu à esquerda da meta defendida por Julio Cesar.

Aos 45min, saiu a única boa jogada de ataque para os donos da casa. Em um contra-ataque pela direita, Alessandro e Willian tabelam, o camisa 7 invade a área e cai no chão. Os corintianos reclamaram de pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

Logo aos 3min, Valdivia foi expulso direto, sem receber o amarelo antes, após entrar dura em uma bola dividida. “Acho que o juiz caiu na pressão da torcida”, disse, ao sair de campo.

Aos 9min, o Pacaembu veio abaixo com o gol de empate do Flamengo diante do Vasco. Ou seja, toda tensão do primeiro tempo virou euforia em dez minutos.

Aos 28min, uma falta por trás de Wallace gerou o primeiro vermelho para o Corinthians. Mas a torcida já comemorava a partir dos 30 minutos do segundo tempo.