Poluição Sonora: Batalhão Ambiental fecha duas casas noturnas em Porto Velho
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 14:26 |

 

Poluição Sonora – Batalhão Ambiental fecha duas casas noturnas em Porto Velho

 

 

No ultimo sábado, policiais do BPA – Batalhão de Polícia Ambiental realizaram a apreensão de equipamentos de som e o fecharam duas casas noturnas nos bairros Aponiã  e  Centro de Porto Velho.

Segundo o policial ambiental Ailton Ronei Horn integrante da equipe de policiamento do BPA, ao chegar ao clube Barbados onde ocorria uma festa a fantasia constataram por meio de laudo de aferição que os sons emitidos pelo clube estavam acima do permitido em Decreto Estadual, configurando o crime de Poluição Sonora. “A legislação vigente determina que no período noturno os sons emitidos por estabelecimentos comerciais não ultrapasse os 45 decibéis, e o laudo confeccionado por nossa equipe, constatou que os sons emitidos pelo clube são muito superiores ao estabelecido”, disse o  policial militar Horn.

 

Reincidente

 

Na mesma noite de sábado o clube Confraria, que é alvo de diversas denúncias de poluição sonora, também foi autuado pelo Batalhão Ambiental, segundo a equipe de policiamento não é a primeira vez que o clube responde pelo crime . “O clube já foi autuado outras vezes, o que agrava a situação do estabelecimento”, alertou o PM  Horn.

O comandante do Batalhão Ambiental tenente coronel Vilson de Salles Machado explica que os estabelecimentos que utilizam equipamentos de som são obrigados por lei a fazer o tratamento acústico, o que impediria o vazamento de som, sob pena de responder por crime ambiental, estando sujeitos a apreensão dos equipamentos de som, fechamento do estabelecimento, pagamento de multa, dentre outras sanções. “ Os estabelecimentos autuados foram fechados e os equipamentos de som apreendidos e depositados na sede do BPA em candeias do Jamari”, explicou o  comandante do BPA.

Alerta ainda que nas residências caso o som esteja, também, fora do padrão, os equipamentos  serão apreendidos e os responsáveis responderão pelo crime de poluição sonora.

A ocorrência foi registrada na Central de Polícia em Porto Velho.

 

VEJA TAMBÉM:


Batalhão de Polícia Ambiental participa de Ação Comunitária

 

O Batalhão de Polícia Ambiental marcou presença no Projeto Ação Comunitária, evento solidário voltado a comunidade carente da zona sul de Porto Velho, realizado no bairro Caladinho no último sábado.

O estande montado pelo Batalhão Ambiental que tem como foco a Educação Ambiental chamou a atenção de quem esteve no evento, a exposição de peles de animais silvestres e  doação de mudas foram atração durante toda a manhã.  “A exposição de peles é realizada por ser muito atrativa e reunir muitos expectadores, pois todos querem saber qual a origem das peles, o que possibilita o esclarecimento a um número grande de pessoas sobre os crimes contra animais silvestres”, observou Isis Michele Mota Cuellar, policial integrante da equipe de Educação Ambiental do BPA.

Segundo a Policial Isis as peles são frutos de apreensões realizadas pelo Batalhão Ambiental em operações de fiscalização e as mudas de árvores são do viveiro existente na sede do Batalhão em Candeias do Jamari. “ Sempre que participamos de atividades como esta, fazemos a doação de mudas nativas, para incentivar a arborização da cidade, o que dentre outros benefícios, ajuda a purificar e a umidificar o ar, o que o torna menos poluído e por isso mais saudável”, finaliza  Isis.