PELA MORALIDADE: Vereadores de Vilhena dizem não ao aumento de vagas; projeto foi rejeitado por 6 votos a 4
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 14:14 | FOLHA DE VILHENA

 

EXEMPLO À RONDÔNIA: Vilhena permanece com 10 vereadores

Projeto foi rejeitado por 6 votos a 4 na sessão ordinária da Câmara de Vereadores realizada nesta terça-feira, 04.

Segundo a Lei, o município que tiver de 50 a 100 mil habitantes, pode chegar a 15 vereadores. O repasse feito pelo executivo ao poder legislativo é de 7%, oriundo da arrecadação municipal. Se o número de habitantes aumentou, obviamente também a arrecadação.

A grande questão era de onde sairia o salário dos novos vereadores, atualmente eles ganham em torno de R$ 6 mil, fora outras benesses. Ao aumentar o número de vereadores seria necessário pagar, no mínimo, mais R$30 mil. Se o dinheiro já está circulando dentro da Casa de Leis, o que ia ser cortado? Pelo visto os vereadores não quiseram sofrer cortes no seu orçamento.

O primeiro turno de discussão e votação da proposta de emenda à Lei Orgânica n°056/2011 que altera o § 2º do artigo 39 da Lei Orgânica do Município, que define em 15 o número de vereadores para as eleições de 2012, foi aprovado por nove votos na ordinária realizada no dia 20 de setembro, só Garcia votou contra.

Já na última sessão, no segundo turno, Os vereadores Cabo João, Elias Músico, Carmozino Alves, Marcos Cabeludo, Garcia e Pedro Panta votaram contra a aprovação do projeto. Só Jacy Alves, Eliane da Emater e José Cechinel votaram a favor. Vanderlei Graebin se absteve.

Vilhena só terá 10 vagas para vereador nas próximos eleições do ano 2012.

Autor e foto: Nano Labajos