Inadimplência ficou estável e crédito alcança R$ 1,8 trilhão, diz BC
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 12:30 | ABR

 

Inadimplência ficou estável e crédito alcança R$ 1,8 trilhão, diz BC

27/07/2011 - 11h06

Gilberto Costa
Repórter da Agência Brasil

 

Brasília – A inadimplência (atraso superior a 90 dias) ficou estável em junho, na comparação com o mês anterior. De acordo com a Nota de Política Monetária e Operações de Crédito do Sistema Financeiro, divulgada hoje (27) pelo Banco Central, a inadimplência ficou em 6,4% para pessoas físicas e 3,8% para empresas no mês de junho. O atraso de 15 a 90 dias também manteve-se inalterado em 6,3%.

Segundo o BC, o volume total dos empréstimos bancários (crédito livre e crédito com subsídio) alcançou R$ 1,8 trilhão em junho. O resultado equivale a um crescimento de 1,6% em relação ao mês anterior, de 7,5% no acumulado do primeiro semestre e de 20% nos 12 meses. A relação crédito e Produto Interno Bruto (PIB) é de 47,2%, ante 46,9% em maio.

De acordo com o relatório, houve aumento do financiamento habitacional e diminuição do ritmo do financiamento de veículos para pessoas físicas.

Em junho, R$ 167,5 bilhões foram emprestados para compra da casa própria – incremento de 3,8% em relação ao mês anterior. O financiamento de veículos foi de R$ 158,1 bilhões – acumulando 12,6% de crescimento até junho, expansão menor do que a registrada no primeiro semestre do ano passado (18,2%) e no segundo semestre de 2010 (26,2%).

 

Edição: Lílian Beraldo // Matéria e título alterados para correção de informação às 13h22