Adolescente de 14 anos dá à luz trigêmeos no Paraná
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 21:07 | G1

 
Crianças nasceram após 7 meses de gestação.
Pai das crianças tem 16 anos e a avó materna tem 28 anos.

Trigêmeas estão internadas na UTI neonatal (Foto:
                Roger Meireles/Assessoria de Imprensa HMCC)

Uma adolescente de 14 anos deu à luz trigêmeas no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu (PR), nesta terça-feira (20). A mãe foi submetida a uma cesariana no sétimo mês de gestação. Os bebês nasceram com 1,220 kg, 990 gramas e 1,045 kg. Por serem prematuras, as crianças estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, mas todas passam bem.

 

Segundo informações da maternidade, Melissa, Micaela e Mirela devem ficar internadas até completar pelo menos dois quilos cada uma. A descoberta da gravidez tripla ocorreu apenas no quarto mês de gestação.

 

“Fiquei tranquila, mas quem ficou chocada foi minha mãe”, contou a adolescente. A avó das trigêmeas tem 28 anos e também engravidou aos 14 anos. A bisavó tem 47 anos e a tataravó tem 72 anos de idade.

 

Foto: Roger Meireles/Assessoria de Imprensa HMCC

Crianças ficarão internadas até atingirem dois quilos cada uma (Foto: Roger Meireles/Assessoria de Imprensa HMCC)

O pai das crianças  tem 16 anos e deve voltar de uma viagem para registrar as filhas. A família precisa da ajuda para o enxoval dos bebês e pede, principalmente, a doação de fraldas descartáveis.

 

 

Minas Gerais

Uma família de lavradores festejou o nascimento de quadrigêmeos em Belo Horizonte na segunda-feira (12), que coincidiu com o Dia das Crianças. O casal, que já tem cinco filhos, mora na zona rural de Piranga (MG).


Quem deu à luz os bebês foi uma mulher de 34 anos. Os três meninos e a menina nasceram com 33 semanas. A mãe das crianças ficou sabendo que teria quatro filhos quando estava no terceiro mês da gravidez. Segundo o hospital, ela não fez nenhum tipo de tratamento de fertilidade.

 

O casal de lavradores mora em uma casa sem luz e sem água encanada.