TRANSPOSIÇÃO: PEC que beneficia servidores de Rondônia "tem pegadinha" diz Senador
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 19:41 | AG.SENADO

 

Transposição
Expedito Júnior diz que PEC que beneficia servidores de Rondônia "tem pegadinha"

O senador Expedito Júnior (PSDB-RO) afirmou em discurso que a proposta de emenda à Constituição (PEC 483/05) aprovada recentemente pela Câmara dos Deputados, que trata da transferência de servidores do ex-território de Rondônia para a folha da União, contém "uma pegadinha" que pode "deixar milhares de servidores" fora do benefício. Informou que pelo texto, que recebeu emendas dos deputados, quem era servidor estadual entre 1987 e 1991 pode ficar de fora.


Expedito Júnior sugeriu ao senador Valdir Raupp (PMDB-RO), que é o relator da matéria no Senado, que faça uma mudança no texto para colocar na folha da União todos aqueles que estavam no governo até 1991.

- O Senado tem a obrigação de corrigir essa ´pegadinha´, ou então estará dando um presente de grego aos servidores de Rondônia - disse Expedito Júnior.

Em aparte, Raupp informou que pediu à Consultoria Legislativa do Senado para se pronunciar.

- Acho que fizeram uma bobagem quando o projeto estava na Câmara, com muita emenda de parlamentar que estava pensando em ganhar votos dos servidores - opinou o peemedebista.

Raupp disse ainda que terá uma reunião nesta semana com líderes sindicais dos servidores para tratar do assunto.

Os senadores Papaléo Paes (PSDB-AP) e Augusto Botelho (PT-RR), senadores de dois estados que foram territórios e já tiveram a transferência de antigos servidores para a folha salarial da União, aplaudiram a luta dos senadores de Rondônia pela transposição. Botelho afirmou que "muitos servidores de Roraima" acabaram ficando de fora da mudança.