Camargo Correa e SESI firmam parceria para capacitar trabalhadores de Jirau
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 19:33 | UNICOM FIERO

 

Aula inaugural do Programa de Educação para Jovens e Adultos aconteceu esta semana
 
Elevar a escolaridade básica da força de trabalho, com vista ao domínio de competências para o exercício da cidadania e a inserção produtiva. Este é o objetivo do programa EJA – Educação de Jovens e Adultos – instituído pelo Serviço Social da Indústria (SESI), como meio de assegurar ao trabalhador o pleno direito à educação.

 
A cada ano, o programa atende, em Rondônia, a cerca de 6 mil trabalhadores da indústria. Entre eles, 125 colaboradores da empresa responsável pela construção da Usina Hidrelétrica de Jirau (UHE Jirau), a Camargo Corrêa, que promoveu ontem, 21, a aula inaugural do projeto que contemplará, inicialmente, oito turmas, em três níveis: alfabetização, ensino fundamental e médio.
 
De acordo com a superintendente do SESI/RO, Soraia Vilela, o EJA garante um tripé de benefícios onde ganham SESI, empresa atendida e seus trabalhadores. “O SESI ganha ao cumprir seu papel, de promover educação de qualidade aos trabalhadores visando o fortalecimento das indústrias. A empresa, por sua vez, cumpre sua Responsabilidade Social Empresarial (RSE), a qual deve servir de exemplo para outras indústrias, além do aumento da produtividade. Os trabalhadores ganham ao adquirir conhecimento para o trabalho e para a vida”, disse Vilela.
 
As atividades acontecem em salas de aula instaladas no próprio canteiro de obras da UHE Jirau, no período da tarde e noite. Os trabalhadores são liberados de suas funções, pelo período de duas horas, para as aulas diárias.
 
O SESI/RO desenvolve o programa EJA em Porto Velho, mas atende também aos 52 municípios do estado de Rondônia, por meio de suas unidades certificadoras, situadas em Ji-Paraná, Cacoal, Pimenta Bueno e Vilhena.
 
José Antônio Zamotti, gerente de engenharia e planejamento da Camargo Corrêa, disse que o programa foi aberto aos 4 mil colaboradores da empresa. “Este é apenas o primeiro passo. Nossa ideia é capacitar 100% de nossos trabalhadores. O mercado precisa de profissionais qualificados e nós confiamos no SESI para a realização deste trabalho”, afirmou Zamotti.
Francisco Pereira da Silva disse que atua na empresa como mecânico pneumático, e que a oportunidade veio em boa hora. “É muito bom poder estudar aqui, em nosso próprio ambiente de trabalho. A empresa e o SESI nos motivam a dar seqüência aos estudos”, disse o aluno matriculado no 1° ano do Ensino Médio.
 
Além da equipe de professores, o SESI disponibiliza parte do material didático, apoio técnico e pedagógico e certificação. “O SESI assume este compromisso. Estamos abertos para novas parcerias que viabilizem a elevação da escolaridade desses industriários”, disse o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO) e diretor regional do SESI, Denis Roberto Baú.