Inspirado, Josiel brilha e dá vitória ao Flamengo contra o Santo André
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 22:03 | G1

 

Atacante fez os dois gols da vitória por 2 a 1 diante do algoz rubro-negro na Copa do Brasil de 2004. Triunfo foi o primeiro do time no Brasileirão.

 

Artilheiro é sempre perigoso. Quando está inspirado, então, é fatal. E assim foi Josiel na noite deste domingo, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Com dois gols do camisa 9, o Flamengo venceu o Santo André por 2 a 1, no estádio Bruno José Daniel, no ABC paulista, e conquistou sua primeira vitória na competição. O adversário, por sua vez, perdeu a invencibilidade.

Embora estivesse atuando como visitante, o Rubro-Negro contou com apoio maciço dos seus torcedores, que reverenciaram o herói da noite: Josiel. Personagem que nos jogos mais importantes do Flamengo na temporada, como as finais do Estadual e nos duelos decisivos da Copa do Brasil, foi preterido pelo técnico Cuca. Mesmo assim, ele é o artilheiro do clube da Gávea na temporada, agora com 13 gols.

O triunfo desta noite não só deu ao Flamengo um gostinho de vingança por conta da derrota para o Ramalhão, no Maracanã, na final da Copa do Brasil de 2004, como também ajudou o elenco a esquecer a eliminação na mesma competição para o Internacional, na última quarta-feira. Além, é claro, de tranquilidade no Brasileiro.

Com os três pontos conquistados fora de casa, a equipe do Rio de Janeiro tem agora quatro pontos e embola a zona intermediária da tabela, em décimo. O Santo André (sétimo), por sua vez, tem o mesmo número de pontos. A equipe paulista perdeu a chance de manter a perseguição ao líder Internacional, único com 100% de aproveitamento.

 

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Santo André joga fora de casa. Encara o Atlético-MG, no sábado, às 18h30m, em Belo Horizonte. No dia seguinte, às 16h, o Flamengo duela com o Atlético-PR, no Rio de Janeiro.

Equilíbrio dá o tom 

A presença em grande número da torcida pode até ter feito os jogadores do Flamengo se sentirem em casa, mas quem logo de cara mostrou que era o verdadeiro mandante foi o Santo André. Com apenas 22 segundos de jogo, o atacante Antônio Flávio arriscou de longe e quase enganou Bruno, que espalmou.

O Rubro-Negro bem que tentou revidar em seguida, com Josiel avançando pela lateral esquerda. Mas não deu certo. Mantendo postura agressiva no ataque, o Ramalhão chegou ao gol aos 2 minutos, porém o árbitro anulou. Após escanteio cobrado por Marcelinho Carioca, Nunes subiu para cabecear, mas fez falta.

Depois desse susto, o Fla acordou em campo e inverteu a pressão. Aos 12 minutos, chegou em chute de Kleberson que passou longe do gol. Dois minutos depois, ele mesmo deu ótimo passe para Everton Silva concluir em cima de Neneca. Mais tarde, aos 19, foi Ibson quem arriscou da meia-lua e mandou pela linha de fundo.

O bom momento dos cariocas empolgou os rubro-negros que foram ao estádio Bruno José Daniel. Pressionado em campo e também pela arquibancada, o Santo André deu mais espaços para o Flamengo tentar o seu gol. Aos 29 minutos, após cruzamento de Everton da esquerda, Gustavo Nery falhou e Josiel foi parado por Neneca.

A insistência de Josiel foi premiada aos 31 minutos (veja no vídeo acima). Ibson cobrou escanteio da direita e o atacante subiu mais do que todos os zagueiros para cabecear no canto direito de Neneca, que se esticou todo mas não conseguiu evitar o gol rubro-negro. Em vantagem, porém, o Flamengo se acomodou um pouco. E o Santo André empatou.

Depois de assustar aos 37 minutos com chute de Marcelinho Carioca que o goleiro Bruno espalmou para fora da área, os donos da casa igualaram o marcador aos 43. O atacante Nunes recebeu na grande área, protegeu e rolou para a conclusão do volante Ricardo Conceição, que bateu forte, sem chances para o goleiro do Fla.

 

Josiel matador Na etapa final, quem começou a todo vapor foi o Flamengo. Aos 3 minutos, Josiel tabelou com Everton Silva e chutou forte. Só que a bola parou na zaga do Santo André, que aos 6 respondeu. Marcelinho Carioca cobrou falta da direita e Pablo Escobar desviou de cabeça. No entanto, sem força suficiente para assustar.

Um minuto depois, o próprio Pablo Escobar levou perigo. Após disputa de Marcelinho Carioca com Airton, ele ficou com a sobra e chutou. Kleberson, atento, salvou. Mantendo o ritmo intenso do jogo, o Flamengo criou boa chance aos 11. Everton Silva fez boa jogada e rolou para Obina chutar para fora, totalmente livre.

Foi o suficiente para a torcida rubro-negra começar a pegar no pé do atacante. Em coro, os torcedores xingaram e vaiaram aquele que já foi xodó. Aos 15 minutos, o técnico Cuca resolveu sacar Obina e colocar Erick Flores. Quando perceberam a mudança, os flamenguistas aplaudiram a decisão do treinador.

Quatro minutos depois, o Santo André deu um susto no Fla. Ricardo Goulart chutou, o goleiro Bruno ficou apenas olhando a bola passar e tocar a trave. Mas o Flamengo, melhor em campo, respondeu rapidamente. E com um golaço. Aos 20, Ibson lançou Josiel, que em belo lance tocou por cobertura na saída do goleiro Neneca.

Com total domínio da partida, a equipe do técnico Cuca quase chegou ao terceiro gol aos 27 minutos. Erick Flores avançou e tocou para Ibson. O volante, com boa visão de jogo, rolou para Everton Silva, que apareceu em velocidade pela direita. Só que o goleiro Neneca se arriscou nos pés do lateral e ficou com a bola.

Daí por diante, o Santo André não teve mais forças para tentar uma reação, e o Flamengo administrou a posse de bola, alternando com momentos de pressão.