ABNAEL MACHADO COMENTA: DIA 5 DE MAIO - DIA DE RONDÔNIA
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 15:03 | ABNAEL MACHADO

 
O dia 5 de maio foi instituído como o Dia de Rondônia, pelo Decreto nº 434 de 26 de março de 1965, expedido pelo Tenente Coronel José Manoel Lutz da Cunha e Menezes, governador do então Território Federal de Rondônia, em homenagem ao Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, por ocasião das comemorações alusivas ao centenário do seu nascimento. Valoroso soldado/cidadão que no transcurso de sua longa existência, dedicou-a ao honroso trabalho em prol do desenvolvimento do Brasil, servindo-o com denodo, empenhado na realização de obras das mais significativas relevâncias para a elevação social, econômica e cultural da nação, muito lhe devendo o país, em especial Rondônia. Foi Rondon o mais destacado obreiro na construção do hoje Estado de Rondônia, no espaço por este limitado, implantou a partir de 1909, as sementes da civilização percorrendo-o mais de dois mil quilômetros da Serra do Norte ao rio Madeira, desbravando floresta, abrindo caminhos, descobrindo rios, coletando espécies da flora, da fauna e amostras de minerais enriquecendo a botânica, a zoologia, a etnografia, a geologia e a mineralogia. Pacificou as nações indígenas, conciliando-as entre si e aceitando conviver pacificamente com os seringueiros, e estes com os índios.

Ao inaugurar em 1º de janeiro de 1915 a estação telegráfica na cidade de Santo Antônio do rio Madeira, ligando-a à Cuiabá, procedeu a integração do norte de Mato Grosso e da Amazônia Ocidental ao País.

Em torno dos mais de uma dezena dos postos construídos de Vilhena a Porto Velho surgiram povoados embriões das progressistas cidades dos vales dos rios Ji-Paraná e Jamari. O picadão da linha telegráfica de Cuiabá a Porto Velho serviu de suporte a construção da rodovia BR 364, fomentadora do crescimento demográfico e econômico de Rondônia, tendo seu povo para com Rondon, irresgatável dívida de apreço e gratidão.

Para materializar o pleito de gratidão ao destemido desbravador e preservar perene a memória de suas realizações, o governador Cunha e Menezes, por intermédio do Decreto, nº 435 de abril de 1965, instituiu a Medalha Mérito Marechal Rondon, destinada a ser outorgada anualmente, por ato do governador, aqueles que por serviços de relevante importância prestado à Rondônia e ao Brasil, se distinguirem em qualquer setor da atividade humana.

A entrega da comenda concedida ao agraciado, ocorre em solenidade realizada no Dia de Rondônia, 5 de maio, em Memória ao natalício do Marechal Cândido da Silva Rondon

Fonte: Abnael Machado de Lima – Membro Fundador da Academia de Letras de Rondônia.