Exploração sexual no turismo em Rondônia: menores são principais vítimas
Publicado Segunda-Feira, 30 de Julho de 2012, às 22:50 | EMRONDONIA.COM.BR

 

Rondônia ocupa o 17° lugar em número de denúncias contra exploração sexual no turismo, em todo o Brasil. Os casos ocorrem, geralmente, em bares e restaurantes onde há turistas. Mas, muitas vezes, esses visitantes não precisam ter o trabalho de ir em busca de  “sua presa”. Permanecendo no hotel, gratificam mercenários para levar até eles uma menor, apresentando suas preferências físicas para a escolha.

Grande parte das menores, que se tornam alvos fáceis para turistas, são estudantes de família de baixa renda que acabam não resistindo uma proposta de um dinheiro rápido em troca do corpo. Esses mercenários são muitas vezes o vizinho de confiança dos pais da menor, ou o estranho que se aproxima sutilmente na por ta da escola.

A exploração sexual no turismo foi assunto debatido na Capital na última quarta-feira (17), durante um seminário que reuniu representantes de várias instituições ligadas à infância e à adolescência. Na ocasião, o Conselho de Defesa da Criança e do Adolescente de Porto Velho lançou o programa de combate à exploração sexual no turismo.

A assistência social, Tânia Pires, informa que até dezembro, a entidade da Capital terá um plano bem implementado, focado não só no turismo, mas em todas as outras questões que influenciam diretamente criança e adolescente. “A exploração sexual no turismo precisa ser combatida, e deixar de ser um crime passado despercebido”, declarou Tânia.